abril 18, 2018

Consumo | O investimento da estação


 


Há várias estações que a capa se tornou A peça do inverno. É uma peça muito feminina e elegante. E confere a qualquer coordenado um toque extra de cuidado. A verdade é que os coordenados de inverno podem e devem ser tão elegantes e bonitos como os de qualquer outra estação. Apesar de não ter o hábito de seguir tendências. Por vezes não resisto a analisar e considerar a potencialidade de determinadas peças. O que aconteceu com as capas. Assim que surgiram no mercado rapidamente me tocaram o coração. No entanto, não foi uma tarefa fácil encontrar um modelo que me enchesse as medidas. Principalmente por os meus olhos só recaírem em tudo o que é modelo caro. O que nem sempre justificava o valor da peça. Na hora de comprar é sempre importante considerar tanto o custo como o valor da peça. Que, como sabem, são bem diferentes. Ora, neste processo todo de procura por uma capa. Um ponto esteve sempre bem assente. O objetivo era encontrar uma peça cujo custo e valor fossem válidos o suficiente para investir nessa peça em detrimento de outra. Processo esse que, apesar de demorado (levou anos!), foi concluído com imenso sucesso.

 
 
Não é novidade para ninguém que este ano será dedicado a melhorar a minha imagem pessoal. Nomeadamente, o meu guarda-roupa. Que não está nos seus melhores dias. E não tem colaborado comigo na hora de me validar enquanto pessoa e profissional. Também não é novidade para ninguém que para mim a qualidade prevalece sempre sob a quantidade. Pelo que, cada aquisição/adição que faço ao meu guarda-roupa é muito bem ponderada. Na hora de criar a lista de compras para aquele que será o meu novo guarda-roupa a estação do inverno privilegiou a aquisição de casacos de inverno. Isto porque, até então, apenas um, de um número razoável de casacos, preenchia realmente os meus requisitos ao nível de gosto pessoal. Logo, investir em bons casacos de inverno era uma prioridade. Sendo que as melhores aquisições se fazem no final da estação. Nomeadamente, se se tratar de uma marca de boa qualidade e relativamente mais cara. As minhas favoritas, diga-se de passagem.

 
 
Quando as coleções de inverno foram lançadas e numa visita a um centro comercial, por motivos profissionais, os meus olhos caíram na capa da imagem. E foi amor à primeira vista. Rapidamente me vi a usar e rentabilizar a capa. E soube imediatamente que era um bom investimento. Tem um bom corte e excelentes acabamentos. O material é muito confortável e de muito boa qualidade. A cor, sendo uma cor neutra, facilmente se coordena com as restantes. Enfim, tínhamos tudo para dar certo. Até pôr os olhos na etiqueta com o preço. E aí vacilei. A peça era linda, de muito boa qualidade mas cara (189,95€). Não digo que não valia o preço mas, apesar de tudo, era demasiado cara. Um investimento que não estava disposta a fazer. E após várias semanas de namoro decidi ultrapassar esse facto e desisti de fazer tal aquisição. Até que, já sem contar, numa nova ida a um centro comercial por motivos profissionais dou, novamente, de caras com a dita cuja em época de saldos. E com um preço bem mais simpático (-50%). Mas, não a trouxe imediatamente comigo. (Até porque estava em trabalho!) Optei por pôr em prática os meus ensinamentos e responder a algumas questões antes de decidir se era um bom investimento. Ponderação feita fui buscar a capa. E ainda bem que o fiz. Foi, sem sombra de dúvida, o melhor investimento. Zero arrependimentos!
SHARE:

2 comentários

Obrigada pela vossa visita/comentário!

© Lima Limão. All rights reserved.