março 30, 2018

Consumo | Desafio Armário Inteligente sem Saldo a Descoberto [3 meses depois]

Colocar desafios a mim própria é a desculpa perfeita para fazer o que até então estava a ser procrastinado ao mais alto nível. Acreditem. Desde a criação da Lima Limão que me ouvem dizer que pretendo melhorar a minha imagem pessoal. Que esse ano é que vai ser. Que esse método é que vai funcionar. Nunca aconteceu, e não é preciso estar muito atento para chegar a essa conclusão. A verdade é que enquanto não surge o clique nada há a fazer. Não sei precisar quando surgiu o meu. Se foi repentino ou se me fui dando conta que a hora estava a chegar. A verdade é que foi acontecendo. E a vontade foi ficando cada vez maior. E o plano foi sendo criado. E os passos para o executar estão em curso. É como diz o outro, o difícil é começar. Mas então o que mudou em 3 meses na  minha imagem? Muito pouco ou quase nada.  O que não significa que a mudança não esteja a acontecer. Simplesmente tenho vindo a optar por passos pequenos mas firmes. Em vez de fazer tudo à bruta e a coisa a meio descambar...
 
O processo:
1. Comecei por me desfazer de todas as peças de roupa e roupa interior que não estavam em condições.
2. Fiz uma lista realista de todas as peças que precisava comprar
3. Optei por, durante o inverno, usar e abusar de todas as peças que estavam em condições menos boas para quando me desfizesse delas estivessem mesmo prontas para irem para o lixo.
 
Considerações a que fui chegando relativamente à minha imagem
→ Sou mesmo uma pessoa básica, como uma vez fui apelidada. O meu guarda-roupa atual e o ideal são compostos de peças básicas. Seja no sentido em que realmente apenas possuo aquelas que considero como peças básicas para o meu estilo pessoal. Como ao nível de preferências de cores e padrões me fico sempre pelo básico. Não é defeito, é feitio.
 
→ Relativamente ao meu cabelo ainda não sei bem o que pretendo. Já tomei a decisão perentória de fazer um corte radical. E retrocedi completamente nessa decisão. Pelo que, enquanto não souber com certeza o que lhe fazer não lhe vou mexer a não ser para  a manutenção básica. Relativamente à cor, já odiei ter cabelos brancos, já quis pintar, já cheguei à conclusão que cabelos brancos são sinónimos de sabedoria e deixei de me ralar com eles. A ver vamos se continua assim...
 
→ O conforto continua a ser a minha palavra de ordem no que à minha imagem diz respeito. Longe vão os dias em que erradamente considerava usar determinada peça sob pena de não me sentir confortável. A idade tem destas coisas. E a sabedoria é o que de melhor nos traz.
 
→ Sair da zona de conforto começa a ser uma perspetiva bastante viável. Nomeadamente porque começo a olhar para determinadas peças com outros olhos. E começo a ponderar voltar a usar peças nas quais não me vejo desde a adolescência.
 
Aquisições do trimestre


Gola Primark


Sapatos handmade (presente de Natal)
 
Capa Decenio

 
Peças das quais me desfiz antes do primeiro trimestre terminar
1. Blusão Salsa com 6 anos e cuja qualidade do material acabou por deixar muito a desejar. O casaco custou 120€ e, sendo que não era usado com muita frequência todos os anos esperava que durasse bastante mais tempo. Digo isto porque tenho casacos bem mais antigos em condições semelhantes de outras marcas que ainda estão impecáveis e alguns foram bem mais baratos

março 28, 2018

A B C do Estilo | 3 Tendências que não vou usar nesta estação

 


 
1. Lantejoulas
Uma das grandes tendências da estação é o brilho. No entanto eu acredito que não precisamos de nos socorrer de peças cheias de brilho para mostrar a nossa luz interior. É sempre bem visível através da nossa energia e da forma coma enfrentamos a vida. Não é tendência que me toque particularmente no coração. Quanto muito nos acessórios como bijuteria ou numa clutch para usar num coordenado mais festivo. Mas peças com brilho não são a minha praia, verdade seja dita.
 
 
 
 
2. Franjas
É a tendência ideal para mulheres que gostam de dar nas vistas ou que preferem usar peças cheias de movimento. O meu estilo pessoal e a minha personalidade não se coadunam com o uso de franjas. E a verdade é que sempre que me cruzo com peças cheias de franjas só me consigo visualizar num filme western.. Vá-se lá perceber! Não é uma tendência que me toque no coração. Até porque quando usada em exagero não resulta numa imagem nada elegante.
 
 

 
3. Arco-íris
A estação da Primavera vem carregada de cor.  Ao ponto de criar a ilusão de num coordenado apenas se vislumbrar o arco-íris completo. A meu ver, tudo o que é demais enjoa. E muita cor misturada no mesmo coordenado dificilmente resulta bem. O ideal é coordenar, no máximo, 3 cores sendo que duas devem ser neutras. Não tenho nada contra a cor, bem pelo contrário. No entanto, é importante existir um equilíbrio. Até no guarda-roupa.

março 26, 2018

Produtividade | Como criar o hábito de acordar cedo

 
 
 
Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer. Lá diz o velho ditado. A verdade é que são inúmeros os benefícios de acordar cedo. Sendo que, o fundamental, é a saúde que se ganha. Por aqui, tudo o que permita aumentar a qualidade de vida e a saúde. Rapidamente é colocado em prática. Se bem que nunca precisei de criar o hábito de acordar cedo. Desde que me conheço que não tenho qualquer problema em acordar cedo. Sempre me dei bem melhor com as aulas, testes, exames e frequências na parte da manhã. Sou muito mais produtiva. A qualquer nível. No entanto, num mundo que se tem vindo a tornar cada vez mais digital. O humano tem vindo a mudar os seus hábito de sono. E rapidamente se tornou numa autêntica coruja. Não dando qualquer importância ao descanso que o organismo tanto necessita. Se, aí desse lado estão em plena fase de mudança de hábitos. E o primeiro a implementar é a criação do hábito de acordar cedo. Espreitem aqui algumas estratégias que podem facilitar a concretização deste objetivo.
 
Definir o horário em que pretende acordar. Antes de dar início às hostilidades é fundamental definir o horário em que pretende começar a acordar. Só assim saberá de antemão o que necessita fazer para que tudo corra pelo melhor. Após a definição do horário comece progressivamente a acordar mais cedo até que acorda no horário pretendido. A melhor estratégia é optar por acordar cada dia 15 minutos mais cedo que no dia anterior. Uma vez chegada ao horário definido é importante que acorde TODOS os dias a essa hora. Sim, todos os dias da semana. Sábado e domingo incluídos. Só assim conseguirá criar realmente o hábito de acordar cedo.
 
Encontrar um motivo pelo qual anseia acordar mais cedo. E aqui todos os motivos são válidos. Seja para ter mais tempo para si e para os seus. Seja para praticar meditação ou exercício físico. Seja para ir passear o seu animal de estimação. Seja para preparar atempadamente o seu dia. Enfim, qualquer motivo é válido. O importante é que seja entusiasmante o suficiente para acordar bem disposta e com a certeza de conseguir conquistar tudo a que se propôs.
 
→ Conhecer os benefícios de acordar cedo. Criar o hábito de acordar cedo só traz benefícios. Aumento da produtividade. Mais tempo disponível para si e para os outros. Mais organização pessoal e profissional. Redução de stress e ansiedade matinais. Aumento da qualidade de vida. Melhoria no estado de saúde físico e psicológico. Enfim, só vantagens.
 
Criar uma rotina noturna. Para que a criação do hábito de acordar cedo seja bem sucedida é fundamental que se antecipe. E comece a criar e/ou melhorar a sua rotina noturna. É importante que todas as noites dê os sinais certos ao seu corpo e cérebro de que a hora de relaxar e desligar se aproximam. De forma a que a sua rotina de sono comece realmente a ter efeitos e se torne, progressivamente, mais fácil acordar mais cedo. Reserve cerca de 30 minutos todas as noites para relaxar e preparar o corpo e o cérebro para uma boa noite de sono. Seja através de meditação, leitura, música suave...Enfim, a estratégia que se mostrar mais eficaz. Tudo é permitido com a exceção da utilização de ferramentas digitais. O objetivo é relaxar o cérebro e não estimular a sua atividade.
 
Colocar o despertador o mais longe possível da cama. Pode parecer ridículo mas se precisar de tomar medidas drásticas esta é a melhor solução. Assim, sempre que o despertador tocar será obrigada a levantar-se para o desligar. E só por isso o objetivo fica progressivamente mais perto de ser concretizado. Agora, não vale optar por um toque de despertador suave que sempre que toca não é audível no sítio onde se encontra..
 
 
 


março 23, 2018

Opinião | Hidratante de camomila para mãos [Cien]


 
 
Ah, eu e a minha mania de, muitas vezes, não resistir a comprar produtos para testar.. Por vezes corre-me tão mas tão mal. Que nem há muito a acrescentar, para ser sincera. Mas é com os erros que se aprende, certo?
→ Não hidrata nada as mãos. Tinha que estar sempre a aplicar o produto para ter as mãos minimamente hidratadas ou com aspeto bonito.
→ Tem um aroma agradável.
→ É um produto barato.
→ Dura imenso tempo.


março 21, 2018

A B C do Estilo | 5 tipos de peças que não pertencem no seu guarda-roupa

 
 
 
O seu guarda-roupa deve, obrigatoriamente ser uma extensão sua. Deve, acima de tudo, ser um reflexo da sua personalidade e do seu estilo de vida. Logo, apenas deve conter peças que os reflitam. Assim sendo, existem 5 tipos de peça que não pertencem ao seu guarda-roupa. A saber:
  1. Peças desconfortáveis. O conforto deve ser uma prioridade no seu estilo pessoal. É fundamental que apenas use peças nas quais se sente totalmente confortável.  Sob pena de o seu estilo e a sua imagem pessoal saírem prejudicados. Nunca, por motivo algum, sacrifique a sua imagem e estilo pessoais em nome da moda.  Lembre-se de que a sua imagem pessoal deve complementar e ser um reflexo do seu estilo pessoal.
  2. Peças que não usa há mais de um ano. E aqui importa salientar que me refiro a peças de uso diário e não a peças específicas de uma determinada estação. Toda e qualquer peça que se encontra encostada num canto do armário ou num fundo de uma gaveta a ocupar espaço e a ganhar pó deve sair. A verdade é que se as mantém longe da vista e longe do coração não necessita realmente delas. O mesmo acontece com as peças que comprou com um propósito específico mas que sabe que dificilmente sairão do armário.
  3. Peças que não servem. O resultado é o mesmo que no ponto anterior. Se já não servem e apenas estão no armário à espera de um determinado dia que ambas sabemos que nunca vai chegar. O resultado só pode ser um: sair do seu guarda-roupa. O mesmo acontece com peças que não servindo não podem ser alteradas para lhe vir a servir.
  4. Peças que não a fazem sentir bem. Se a sua imagem pessoal é um reflexo seu. E se o que veste diariamente é um reflexo de como se está a sentir. Vestir roupas que não a façam sentir bem não é, de todo, uma boa opção. Peças que comprou porque eram tendência ou são "must haves" que sempre soube que não iria usar por não se sentir bem com elas vestidas também estão incluídas nesta categoria.
  5. Peças que não reflitam o seu estilo pessoal. Nunca é demais lembrar. Até porque resume na perfeição o que já foi dito. Toda e qualquer peça que não reflita o seu estilo pessoal não pertence ao seu guarda-roupa. Acredite. Apenas é um mau investimento. Um peso na consciência. E um obstáculo para ter a imagem com que sempre sonhou. A imagem que reflete realmente quem você é.
 
[Para assistir em vídeo aqui.]

março 19, 2018

A B C do Estilo | Verdade ou Mito

Não se coordena azul marinho com preto.

MITO
 
Uma das coordenações mais elegantes de sempre é precisamente a conjugação de azul marinho com preto. O resultado é uma imagem bastante elegante e sofisticada. Sendo que, por serem duas cores bastante próximas, facilmente se cria a ilusão de uma estatura mais alta e esguia. Não falha.
 
 

 

 

 
 




março 16, 2018

Opinião | Hidratante refrescante botânico [Garnier]


 
A hidratação do rosto é fundamental para uma pele bonita. E se eu tenho lutado para conseguir uma pele bonita.. Mas lutas à parte, a hidratação é fundamental para uma pele saudável. E para uma rotina de rosto completa. Depois de alguns meses a utilizar apenas hidratantes naturais na pele do rosto decidi testar um hidratante não tão natural.. Se bem que 95% dos seus ingredientes são de origem natural. E os resultados são muito positivos:
→ Tem uma textura bastante suave.
→ Apenas uma pequena quantidade de produto é suficiente para um bom resultado.
→ Tem uma aroma bastante suave.
→ Hidrata muito bem a pele.
→ É muito refrescante para a pele.
→ É um produto barato e facilmente se encontra em promoção em super e hipermercados.
→ Dura imenso tempo.
→ Tem uma boa relação qualidade/preço.


março 14, 2018

A B C de Estilo | 3 Padrões para usar e abusar nesta Primavera

Padrão Floral
Não há estação primaveril que dispense o padrão floral. Não tem como enganar. Afinal, a primavera é a estação das flores por excelência. Este padrão é bastante fácil de coordenar e permite criar coordenados bastante elegantes e femininos. Caso o objetivo seja disfarçar uma zona mais larga do seu corpo. Opte por peças cujo fundo seja em tons mais escuros. Caso o objetivo seja valorizar uma zona mais estreita. Optar por peças com fundos mais claros é a melhor estratégia. Nunca falha.
 
 
 

 

 
 
Padrão Riscas
Um padrão bastante elegante e que nunca falha quando se pretende criar a ilusão de um corpo mais esguio e longo. Aqui, como no padrão floral. A cor do fundo da peça depende do efeito pretendido e as regras do padrão floral aplicam-se, também, neste padrão. Se bem que se aplique à largura das riscas, claro está. A fim de não correr o risco de criar uma imagem que não corresponde ao pretendido tenha em atenção à orientação das riscas que decidiu usar.
 
 
 
 

 

 
Padrão Bolas
Um dos padrões mais clássicos do guarda-roupa feminino não poderia faltar naquela que é a estação mais romântica do ano. É um padrão que facilmente se utiliza em contexto profissional. A par dos acima mencionados. E funciona muito bem em qualquer tipo de corpo. Aqui, como nos padrões acima, dependendo do resultado pretendido assim deve ser feita a escolha do fundo do padrão. Este padrão funciona na perfeição quando o objetivo é acrescentar movimento ao coordenado.
 
 
 

 


 

março 12, 2018

Bem- Estar | Como reduzir a ansiedade de forma natural

 
 
 
Ansiedade | s. f.
Comoção aflitiva do espírito que receia que uma coisa suceda ou não.
Sofrimento de quem espera o que é certo vir; impaciência.
 
 
O tempo não para. O relógio conta os minutos e as horas. E muitas vezes parece que o tempo não passa. Há um aperto no peito que leva a que nada seja vivido na sua plenitude. Há um medo constante por tudo o que pode vir. E muitas vezes não vem. E por tudo o que não vem. Há um estado de alerta permanente. Que deixa qualquer um cansado. Fatigado. Exausto. Viver com ansiedade não é, de todo fácil. É um sentimento que se apodera devagar devagarinho da vida de alguém. E muitas vezes impossibilita que a vida seja vivida. O facto de não se conseguir concretizar. O facto de não conseguir. É o suficiente para que uma crise de ansiedade despolete. E apenas o lado negativo das situações seja o visível. Viver com ansiedade não é, de todo, fácil. Mas é possível. Nomeadamente se se trabalhar para tentar contornar a situação. E mudar a mentalidade. É duro, difícil e, muitas vezes, cansativo. Mas é possível. Viver com ansiedade permite ter uma melhor consciência de quem se é. E de quais os seus limites. Reais ou autocolocados. E muitas são as vezes em que os autocolocados existem em maioria. Falo por experiência própria. A decisão de criar empresa própria teve estas consequências em mim. O que acabou por ser devastador. Porque a ansiedade mina a saúde de qualquer um. Até que se decide colocar a saúde no (seu devido) primeiro lugar. E se começa a trabalhar para reduzir a ansiedade de forma natural. Que, apesar de ser difícil, também é possível. Espreite aqui as estratégias que tenho vindo a utilizar para reduzir os meus níveis de ansiedade de forma natural.
 
→ Passar tempo na natureza. O tempo vai-nos mostrando quem somos e o que realmente nos importa. E se há alguns anos era a primeira pessoa a dizer que o meu sonho era morar numa grande cidade no meio da confusão. Hoje, isso já não acontece. A verdade é que nada ultrapassa a paz que se vive no campo. Ter a possibilidade de passar férias e fins de semana prolongados no meio rural é um privilégio pelo qual sou imensamente grata. É inexplicável o prazer que se retira de uns dias de retiro virtual. Acordar com o chilrear dos pássaros. Fazer caminhadas pelas serras. Dar um bom mergulho nas águas límpidas de uma ribeira. Alimentarmo-nos de fruta e vegetais acabados de colher. Ver o pôr do sol na montanha. Enfim, é maravilhoso. Hoje em dia não prescindo destes pequenos prazeres que me recarregam as baterias para os desafios que a vida teima em me colocar. É muito importante de tempos a tempos parar para respirar, pensar, avaliar e corrigir a rota (caso se mostre necessário).
 
→ Viver o momento presente. O facto de estar em constante sobressalto sobre o que de ruim poderá acontecer não é saudável. De todo. Logo, é fundamental aprender a apreciar o momento presente. Apreciar todas as pequenas coisas e conquistas diárias. Apreciar quem temos ao nosso lado. Apreciar o simples facto de se acordar com saúde. Que, pode parecer pouco mas é o mais importante.
 
→ Mover o corpo. Se há atividade que me permite libertar a tensão é o exercício físico. Seja uma boa corrida ou uma simples caminhada. Principalmente se for ao ar livre. É fundamental para organizar ideias. Delinear estratégias. E encontrar respostas para o que me preocupa. Mover o corpo e suar as estopinhas faz milagres pela vossa saúde. Física e mental.
 
→ Praticar uma alimentação saudável. A par com a estratégia anterior é fundamental nutrir o organismo com alimentos saudáveis e ricos em vitaminas e minerais suficientes para fazer face ao dia a dia. Optar por alimentos não processados, beber muita água, aumentar o consumo de frutas e vegetais e reduzir o açúcar é, muitas vezes, o suficiente para sentir diferença nos seus níveis de ansiedade.
 
→ Ser positiva. Positivismo atrai positivismo. É um lugar comum mas não poderia estar mais correto. Sempre que algo não corre exatamente como o pretendido é fundamental encontrar o lado positivo da coisa. Há sempre um lado positivo, por muito difícil que possa parecer. Mesmo quando as notícias são péssimas há sempre algo de bom a retirar, há sempre algo que mesmo assim não é assim tão mau, acreditem. Só temos que o procurar.
 
→ Cuidar do exterior como do interior. Cuidar da saúde interior é tão ou mais importante que cuidar do aspeto exterior. Mas cuidar da imagem também é muito importante. Logo, tirar uma tarde ou manhã para se mimar com um novo corte de cabelo, a depilação, uma máscara facial, uma manicura ou pedicura pode muitas vezes ser o primeiro passo para começar a reduzir a ansiedade. Nomeadamente porque se está a focar no momento presente e na tarefa que tem em mãos. O que lhe permite esquecer, nem que seja por momentos, as preocupações que habitam na sua cabeça.


março 09, 2018

Opinião | Desodorizante cristal pedra de alúmen [Sante]

 

 
Há algum tempo que tenho vindo a alterar os produtos que utilizo na minha pele para opções mais naturais. E se houve produto que estava ansiosa por trocar era precisamente o desodorizante. Não é novidade nenhuma que muitos médicos chegam mesmo a desaconselhar o uso de desodorizante tal é a correlação que muitas vezes existe com o surgimento de cancro de mama. Nomeadamente devido aos ingredientes presentes na composição de muitos desodorizantes. Ora, sendo eu menina para transpirar além da conta. Não usar desodorizante não é opção para mim. Não acho higiénico. Muito menos me deixa confortável. Logo, a opção seria transitar para o desodorizante mais natural possível. E foi o que fiz na minha última visita às lojas Celeiro. Depois de alguma procura cruzei-me com o produto da imagem. E fiquei automaticamente fã.
 
→ É muito suave, visto o seu principal ingrediente ser água.
→ Não tem aroma o que, para mim, é perfeito.
→ Hidrata bem a pele.
→ É adequado para peles sensíveis.
→ Não é muito caro.
→ Tem uma boa durabilidade.
→ Não mancha facilmente as peças de roupa.


março 07, 2018

Produtividade | 5 Estratégias para manter o foco na concretização dos seus objetivos

 
 
 
O início de um novo ano traz inevitavelmente uma lista (por vezes demasiado extensa) de objetivos e metas a cumprir. O início do novo ano traz uma motivação e vontade imensas em concretizar e fazer acontecer. É inevitável. A mudança de mês e ano no calendário tem destas coisas. No entanto, outras tantas vezes, com o terminar do primeiro mês do ano. Também terminam as concretizações. Seja porque se chega à conclusão de que afinal fomos um pouco ambiciosas demais na hora de criar objetivos. Seja porque não se alcançou determinado objetivo até então. Seja porque, entretanto se mudou o rumo. Enfim, os motivos não terminam. Há sempre forma de nos autossabotarmos e deixarmos cair por terra um (ou vários!) objetivos que planeamos concretizar. Eu não sou exceção. E é raro o ano em que dou por mim precisamente nesse lugar. E, verdade seja dita, está na hora de mudar. E ser (ainda mais!) obstinada e consistente. Porque, sejamos sinceras, só assim se concretiza. Se, como eu, todos os anos dá por si a não concretizar os seus objetivos. Estas dicas são para si.
 
Conhecer o seu ponto de partida. O momento em que decide apontar determinado objetivo na sua lista de objetivos anuais é motivado pela vontade de mudança. Seja ela qual for. Ora, antes de desatar a mudar sem rumo é importante conhecer o seu ponto de partida. E saber concretamente em que ponto se encontra realmente no que à concretização de tal objetivo diz respeito. Só assim conseguirá traçar um plano eficiente e eficaz para a concretização do objetivo em que sabe de antemão todos os passos necessários dar para chegar a bom porto.
 
Fazer listas. A criação de listas é fundamental para uma rápida e eficaz concretização dos seus objetivos. Após saber todos os passos que precisa dar para concretizar os seus objetivos certifique-se que nas suas listas de tarefas diárias inclui uma (ou mais) tarefas que  diariamente a colocarão um passo mais perto do seu objetivo final.
 
Evitar sobrecarregar-se. Se os seus objetivos não são concretizáveis de uma forma imediata e exigem uma boa planificação e tempo não se sobrecarregue. Seja realista consigo própria e não se comprometa com um número exagerado de tarefas que à partida sabe que não vai conseguir concretizar. Devagar se vai ao longe. E com um pequeno passo firme de cada vez chegará a bom porto. Sempre que se mostrar necessário aprenda a dizer não.
 
Estabelecer prioridades. É fundamental para se compreender o que realmente é importante para si. Sempre que planear o dia seguinte estabeleça pelo menos uma prioridade. Sendo que esta deve estar diretamente relacionada com a concretização dos seus objetivos. Se se mostrar difícil de concretizar faça-o, não procrastine. Quando atingir o objetivo final vai agradecer.
 
Comemorar. Sempre que terminar qualquer tarefa, por mais simples que seja, que lhe permita chegar mais perto do seu objetivo final, comemore. É importante aprender a comemorar as pequenas conquistas. Só assim irá encontrar motivação para continuar na luta e com foco.


março 02, 2018

Opinião | Hidratante de pés mel de manuka [Dr. Organic]




A hidratação da pele é um passo indispensável para uma pele saudável. Há muito que o aprendi. E há muito que este ritual se tornou parte da rotina diária. E se há parte do corpo que merece ser bem cuidada (e hidratada!) é a pele dos pés. É sobre eles que nos sustentamos. Durante toda uma vida. É motivo suficiente para um mimo extra diário.
Quando comecei a introduzir produtos naturais na minha rotina diária. Estava longe de imaginar que rapidamente daria de caras com um dos melhores hidratantes que já utilizei:
  • É de muito fácil aplicação.
  • Absorve muito bem e bastante rápido.
  • Hidrata a pele em profundidade.
  • Após utilização contínua a pele fica bastante suave ao toque.
  • Tem um aroma muito bom.
  • Não é necessária uma grande quantidade de produto em cada aplicação para um bom resultado.
  • A embalagem dura imenso tempo.
  • Tem uma excelente relação qualidade/preço.