janeiro 05, 2018

Consumo | Desafio Armário Inteligente sem Saldo a Descoberto

Melhorar os meus hábitos de consumo tem sido um objetivo presente. Mas se tomar a decisão é fácil. Passar das palavras à ação pode não ser tão simples. Não por falta de vontade. Mas por vezes acaba por ser mesmo um desafio. E se há característica que privilegio na minha personalidade. É não recusar um bom desafio. Aliás, já vem sendo um hábito. Criar um bom desafio anualmente. E se no ano passado o foco recaiu na beleza. Este ano, o foco será o meu guarda-roupa. A verdade é que há muito que a minha imagem não me deixa particularmente feliz. Não que considere que tenha uma má imagem. Muitos assim o pensarão mas não é o meu caso. Mas há muito que quero mudar a minha imagem. Sinto mesmo necessidade de mudar completamente a imagem. E ao longo dos anos tenho vindo a fazer várias tentativas. Nada bem sucedidas, por sinal. [Em casa de ferreiro espeto de pau, certo?] O resultado não tem vindo a ser o esperado. E a verdade é que a brincadeira de criar desafios para melhorar os meus hábitos de consumo. Se teve consequência positiva. Foi mesmo o obrigar-me a parar para pensar. Analisar criteriosamente a minha imagem. Descortinar o que não me satisfaz. E compreender o que é necessário melhorar ou mudar radicalmente.
Dizem que é natural em determinadas alturas da vida sentirmos necessidade de mudar. Seja a cor ou corte de cabelo. Seja o carro. Seja a casa. Seja o emprego. Ou até mesmo somente a rotina. Mais tarde ou mais cedo chega uma hora em que mudar é quase a única palavra do dicionário que conhecemos. Os obstáculos e as partidas que a vida tem vindo a pregar-me nos últimos anos culminaram num ano de reflexão. Introspeção. E chegada a algumas conclusões. Sendo que a fundamental é que não necessitamos de tanto para sermos felizes. Não são os nossos pertences que nos tornam melhores ou piores seres humanos. Não se trata de ter mas sim de ser. Cada vez mais é fundamental que o ser humano se capacite disso. Mas, como tudo na vida, cada um tem o seu tempo. O ano que agora terminou ensinou-me que a minha hora chegou. É hora de melhorar a minha imagem. O que vai, sem dúvida, ser um desafio. Por diversas condicionantes que não interessa mencionar. A par do Desafio Beleza Sem Desperdício. O Desafio Armário Inteligente sem Saldo a Descoberto vai ser uma aventura.
Cujos resultados vou partilhar por aqui.
 
Os objetivos são bastante claros:
Simplificar o guarda-roupa.

Construir um guarda-roupa inteligente ao longo do ano que reflita efetivamente o meu estilo pessoal.
Compreender como as lacunas do meu guarda-roupa atual prejudicam a minha imagem pessoal.
Investir de forma consciente.
Editar o guarda-roupa de forma a manter apenas as peças essenciais.
Mostrar como é possível criar uma boa quantidade de coordenados com um número reduzido de peças de roupa e sem arruinar o orçamento ou prejudicar a imagem pessoal.
Partilhar boas estratégias de compras.
 
Trabalhar com a imagem traz inúmeras aprendizagens. Sendo a mais preciosa. A de quanto a nossa imagem pessoal pode validar quem somos. Ser Consultora de Imagem é, para mim, um enorme desafio. É fundamental estar atenta a tudo quanto é tendência. Descortinar boas e más opções. Compreender o quanto determinada peça, cor ou corte favorece ou não determinada pessoa ou estilo pessoal. E, apesar de não ter uma imagem desleixada, foi fácil chegar à conclusão que a minha imagem atual não me valida enquanto boa profissional. Por não seguir particularmente nenhuma tendência. Mas, acima de tudo, por me pautar por ter uma imagem simples. O que, confesso, durante muito tempo me deixava insegura. Até ao momento em que, qual epifania, me capacitei que, apesar de ajudar, a minha imagem não diz tudo sobre mim. E se eu sou simples. Não há qualquer problema nisso. Bem pelo contrário. É uma característica como qualquer outra. Que pode dizer muito (ou nada!) sobre uma pessoa. Isto tudo para dizer que este desafio irá servir apenas e só como instrumento para melhorar o que está menos bem e para me permitir validar mais e melhor como boa profissional.
 
 
Vamos a isso!
 




Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela vossa visita/comentário!