janeiro 22, 2018

A B C do Estilo | 2 Motivos por que pensa não ter nada para vestir

 
 
 
O cenário repete-se diariamente. Abre o roupeiro e olha. Volta a olhar. Escolhe um coordenado e olha-se ao espelho. Algo não bate certo. Volta ao roupeiro. E o processo repete-se algumas vezes até que conclui de forma brilhante que não tem nada para vestir. Será mesmo verdade?
A resposta é simples: não.
Por mais frustrante que possa parecer este sentimento é apenas e só uma fase. Que, por sinal, é relativamente fácil de ultrapassar. Bastando para tal apenas chegar à raiz deste pensamento. Geralmente, os 2 principais motivos que a levam a pensar que não tem nada para vestir são:
  1. Falta de confiança
  2. Falta de definição do seu estilo pessoal
Falta de confiança
É realmente um problema sério, nomeadamente, se tivermos em consideração que o que decidimos usar reflete a nossa personalidade e a forma como vemos a nossa imagem pessoal. E se não estiver feliz com a sua imagem corporal e com o reflexo que vê no espelho, independentemente da sua escolha de coordenado, a sua confiança será afetada. Ter uma ideia errada e negativa da sua imagem apenas a está impedir de usufruir ao máximo do seu estilo pessoal.
 
Como ultrapassar esta limitação
O conselho mais precioso que lhe posso dar é deixar de se focar no seu tipo de corpo e passar a preocupar-se apenas em trabalhar para aumentar o seu nível de confiança no geral. Foque a sua atenção nas suas qualidades e nas mudanças que pretende fazer para melhorar a sua vida e a sua relação com os outros. Lembre-se que o seu corpo não a define nem deve, de todo, impedi-la de usar o que bem entender e expressar o seu estilo pessoal.
 
 
Falta de definição do seu estilo pessoal
Se a falta de confiança não se coloca mas tem sérias dificuldades em criar coordenados com os quais se identifica realmente então é porque ainda não encontrou o seu estilo pessoal. Apenas e só.
 
Como ultrapassar esta limitação
O conselho mais precioso que lhe posso dar é que comece a focar a sua atenção no que as outras pessoas usam. Use alguém cuja imagem lhe chame particularmente a atenção e torne-a num objeto de estudo. Analise a forma como coordena as peças, cores, cortes e padrões. Estude as combinações de acessórios e comece a encontrar formas de reproduzir esses coordenados. Procure marcas e lojas que disponibilizem as peças que lhe chamam a atenção. E finalmente execute. Crie e, principalmente, use os coordenados para perceber como a fazem sentir e se realmente transmitem a sua personalidade. Se o resultado for o esperado, continue. Se não, não desanime. Amanhã é outro dia. E, certamente, o coordenado escolhido será mais adequado. Lembre-se que não se espera que acerte à primeira tentativa. A piada está, precisamente, em ir errando ao longo do caminho.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela vossa visita/comentário!