dezembro 13, 2017

Consumo Inteligente | Os R's da Moda Sustentável

 
 
 
A moda sustentável é cada vez mais uma tendência. Mas, afinal, o que significa moda sustentável? Simples. Muito simples. Moda sustentável inclui toda e qualquer peça que, durante o seu processo de confeção respeita o meio ambiente. Ou seja, a moda sustentável, enquanto conceito, engloba diferentes práticas de confeção bem menos poluentes e nocivas para o meio ambiente. O que se traduz numa grande redução da pegada ecológica na fase de produção e de consumo das peças de roupa. Seja através da matéria prima utilizada, seja através da durabilidade da peça.
Quando se fala em durabilidade da peça é importante salientar aqueles que são os R's da Moda Sustentável. São eles (em inglês): Reduce, Reuse, Recycle, Repurpose, Repair, Research, Rent e Repeat.
 
Em que consiste cada um dos R's?
Reduce (Reduzir): o principal foco da moda sustentável é apelar à redução do consumo como apelo à mudança de mentalidades. Com a redução do consumo, as marcas começam a dar conta da mudança de mentalidade e hábitos de consumo de cada consumidor e vêem-se obrigadas a mudar de estratégia no que à confeção diz respeito. Como resultado teremos práticas de manufaturação e confeção mais limpas e amigas do ambiente. Seja porque começam a desperdiçar menos matéria-prima e recursos. Seja porque se começam a focar na produção de peças com melhor e maior qualidade.
 
Reuse (Reutilizar): a melhor estratégia para praticar uma moda mais sustentável é aprender a comprar em lojas de roupa em segunda mão, trocar peças de roupa com amigos e/ou familiares ou dar nova roupagem às peças de roupa que já se possuem. O propósito é dar um novo uso a peças que já deixaram a sua marca no meio ambiente aquando da sua produção e rentabilizar essa marca ao máximo.
 
Recycle (Reciclar): o processo de reciclagem também deixa a sua marca no meio ambiente. Logo, antes de comprar é importante considerar que ao investir em determinada peça se vai rentabilizar o investimento até ao limite possível. Caso, seja qual for o motivo, determinada peça já não se enquadrar no seu estilo pessoal, em vez de a colocar no ponto de reciclagem. Opte por reciclar a peça doando-a a quem possa precisar. Assim, a longevidade da peça será consideravelmente maior. E o seu investimento não terá sido totalmente em vão.
 
Repurpose (Renovar): uma boa forma de dar uma nova roupagem a peças de roupa que se encontram encostadas no guarda-roupa é dar-lhes o seu cunho pessoal fazendo pequenas alterações na peça. Seja ao mudar o estilo e cor dos botões. Seja ao transformar umas calças em calções. Ou uns calções ou vestido numa saia. O importante é não descartar automaticamente a peça sem antes se certificar que não lhe pode dar uma nova vida.
 
Repair (Reparar): sempre que uma peça precisar de um pequeno arranjo, faça-o. Não se descarte dela só por preguiça de colocar mãos à obra. Se não tiver mãos de fada para a costura peça a um amigo ou familiar que o faça por si. Ou peça a uma costureira. O investimento financeiro é bem menor e a longevidade da peça é rapidamente aumentada.
 
Research (Pesquisar): a premissa mais importante da moda sustentável é a pesquisa. Cada vez mais é fundamental conhecer as marcas em que se escolhe investir. Quais são as suas práticas de confeção. Quais os cuidados com o meio ambiente. Quais os níveis de boas práticas para com os sues colaboradores. Lembre-se que enquanto consumidor também lhe dizem respeito estas questões.
 
Rent (Alugar): se não é pessoa para ter muitos eventos sociais. E não tem o hábito de investir em peças de cerimónia só porque sim. A melhor opção que tem ao seu dispor é o aluguer de peças de roupa. É uma boa forma de se apresentar com uma boa imagem em determinado evento ou cerimónia sem desperdiçar o seu orçamento e espaço no seu guarda-roupa. Existe uma grande variedade de marcas que disponibilizam peças de roupa de cerimónia a um preço bastante competitivo.
 
Repeat (Repetir): se, por outro lado, tem sempre imensos eventos ou cerimónias a frequentar não tenha pudor em repetir peças de roupa. Principalmente, se as pessoas com que se vai cruzar não estiveram em eventos anteriores. Caso tenham estado pode sempre optar por coordenar as peças de forma diferente ou com diferentes acessórios e calçado que ninguém vai reparar na repetição. E se reparar, o pensamento que lhes deve ocorrer é que você sabe rentabilizar o seu guarda-roupa de tal forma que não tem que estar constantemente a investir em novas peças.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela vossa visita/comentário!