setembro 30, 2017

Beleza | Desafio Beleza Sem Desperdício [9 meses depois]

O Desafio Beleza Sem Desperdício está a caminhar a passos largos para o seu fim e cada vez mais chego à conclusão que durante imenso tempo usei demasiados produtos. E entupi a minha pele desnecessariamente. Sempre que paro para pensar nas horas que perdi a reclamar com a vida por ter uma pele e cabelo difíceis. Só posso concluir que a culpa não é de mais ninguém. A não ser minha. Eu escolhia usar imensa coisa. Comprar imensa coisa. Que tantas vezes resultava em dinheiro e tempo desperdiçados. Enfim, vivendo e aprendendo. Ainda não cumpri o objetivo. Até porque o ano ainda não terminou. Mas já foram várias as considerações e conclusões a que cheguei:
  1.  A mais importante foi a decisão de manter uma rotina de beleza bem simples e minimalista . E, sempre que me for possível, optar por produtos naturais ou orgânicos.
  2. A nível de compras, nos últimos 3 meses apenas 6 produtos: champô, spray desembaraçante, hidratante corporal, hidratante labial, desodorizante e ampolas anti queda. Alguns deles vão durar meses até terminarem. E, claro está, apenas comprei porque não tinha qualquer substituto em stock em casa.
  3. Sempre que me foi possível optei por não comprar um produto e usar outro que tinha aberto e cujas propriedades eram semelhantes. É uma boa estratégia para terminar produtos que, muitas vezes, foram encostados para canto seja porque motivo for. Tendência que se repetia vezes sem conta deste lado...
  4. A quantidade de produtos que se usa é, muitas vezes, inacreditável. Falo por experiência própria. Nunca, em momento algum, pensei que se usasse tanta coisa. Talvez por ter o hábito de me desafazer da embalagem assim que o produto termina. E a nível monetário então...! É muito desperdício. Verdade seja dita!
  5. É muito desperdício de plástico. É uma pegada ecológica que não convém de todo ser continuada. E é algo que pretendo, sem dúvida melhorar.

setembro 29, 2017

A B C do Estilo | Como avaliar a qualidade da pele


 
  1. O maior defeito deste material é que pode marcar facilmente de uma forma permanente. Pelo que, antes de comprar, é importante certificar-se que a peça que tem nas mãos não apresenta marcas e/ou vincos. O que, em peças novas, pode ser sinónimo de material que exige uma maior manutenção.
  2. Certifique-se se a peça foi cosida ou simplesmente colada. Coser as diferentes partes das peças torna-se mais dispendioso para as marcas mas resulta numa peça de melhor e maior qualidade e durabilidade. Logo, peças com resíduos ou vestígios de cola não são uma boa aquisição.
  3. Uma boa alternativa é a pele sintética. Esta pode ser tão ou mais durável; é mais budget friendly que a pele verdadeira; pede menor manutenção e não envolve qualquer exploração animal.

setembro 28, 2017

Opinião | Fondant Magistral [Kérastase]

 

Ah, a beleza de ter um cabelo seco! Oh, coisa boa!!! Ou então não. A secura e facilidade em se embaraçar do meu cabelo é coisa para me tirar o sono. Principalmente por se tratar, ao mesmo tempo, de um cabelo relativamente frágil. Se juntarmos a essas características um cabelo médio a longo.  Temos a receita certa para o desastre. A não ser que façamos a devida prevenção cuidando o melhor que podemos e conseguimos do nosso cabelo. É nisso que tenho vindo a trabalhar. Sem exageros nem grandes loucuras. Afinal, o meu objetivo é apenas um. Ter um cabelo saudável e com um aspeto fantástico. O que não se tornou tão inalcançável enquanto utilizei o condicionador da imagem:
  • É um produto muito suave.
  • Hidrata o cabelo em profundidade, principalmente se for usado de forma contínua.
  • Tem uma textura ligeira mas muito hidratante.
  • Uma pequena quantidade de produto é suficiente para um bom resultado.
  • É um produto mais caro por se tratar de uma marca profissional.
  • Dura imenso tempo.
  • Tem um aroma suave.

setembro 26, 2017

A B C do Estilo | A Terceira Peça

A chegada do Outono é a altura certa para acrescentar a terceira peça aos seus coordenados diários. A terceira peça é nada mais que peças como casacos de malha, blazers, coletes, parkas...Enfim, qualquer peça que possa ser usada sobre um top, camisola, t-shirt, camisa ou blusa. Além de a manter mais aconchegada e confortável, a terceira peça é um bom complemento para qualquer coordenado, isto porque cria um visual com mais informação.
 
 
 
O casaco de malha é a peça mais confortável por ser mais flexível e suave ao toque. Existem nos mais variados cortes e materiais.
 
 
 

 
O blazer é a peça mais formal. Isto porque é a peça de eleição em contexto profissional formal. Existem nas mais variadas cores e em diferentes materiais.
 
 
 
 
O colete é a terceira peça de eleição. Isto porque permite manter quem o usa quente e confortável sem abdicar do seu estilo pessoal. Existem em diferentes cores e materiais.
 
 
 
A parka é a peça ideal para quem pretende usar uma camada leve mas ao mesmo tempo quente e confortável. O facto de ter imensos bolsos é o suficiente para fazer parte do guarda-roupa feminino. Sobretudo se se tratar de uma mulher que gosta de trazer tudo e mais alguma coisa consigo no seu dia-a-dia.
 
 
 
O blusão é a melhor peça para tornar qualquer coordenado mais cool, mesmo quando coordenado com peças simples e básicas. As melhores opções recaem sobre as cores neutras.

setembro 25, 2017

Opinião | Hidratante corpo melissa e alecrim Nativa Spa [O Boticário]




A pele é o nosso maior órgão. Logo, grande parte do nosso foco na hora de cuidar o corpo deve recair precisamente na pele. E se há passo indispensável é uma boa hidratação da pele. Nomeadamente após o banho. Altura em que retiramos da pele alguns dos seus óleos naturais que permitem à pele manter um bom nível de hidratação. Assim sendo, é fundamental manter uma boa rotina de hidratação da pele. Tendo o cuidado de usar para o efeito um bom hidratante. A última experiência cá por casa não poderia ter sido mais positiva:
  • É de muito fácil aplicação.
  • É de muito rápida absorção.
  • Tem uma textura bastante fluida e que não pesa na pele.
  • Hidrata em profundidade a pele, sendo que, com o uso contínuo os resultados são, consequentemente, melhores.
  • A pele fica visivelmente suave ao toque.
  • O doseador permite evitar o desperdício de produto.
  • Tem um aroma delicioso.
  • Dura imenso tempo.
  • Tem uma excelente relação qualidade/preço.

setembro 22, 2017

Beleza | Beleza Natural: a tendência que veio para ficar

 
 
 
Decidir mudar o estilo de vida é muito mais que apenas decidir. É, acima de tudo, agir. Há muito que deixou de ser novidade a minha vontade de mudar o meu estilo de vida. E já foram vários os passos que me permitiram aproximar de tal objetivo. No entanto, falar é sempre muito mais fácil que agir. E eu que o diga. Há sempre algo que se intromete. Seja a suposta falta de tempo. Ou simples falta de organização. Seja a falta de motivação. Ou vontade. Ou, até mesmo, uma dose descomunal de preguiça. A verdade é que me é, muitas vezes, difícil passar à ação. Com a (já velha e gasta!) decisão de mudar o meu estilo de vida. Se houve entrave que encontrei em tornar essa decisão realidade foi o facto de ser uma eterna apaixonada por produtos de beleza. Daí me ter comprometido com o Desafio Beleza Sem Desperdício. Que tem sido, em sombra de dúvida, um enorme desafio.
Outro entrave com o qual tenho lidado é o facto de ter decidido começar a usar apenas produtos naturais na minha pele. Feito que ainda não consegui em pleno. Muito devido ao facto de, muitas vezes, ser muito difícil distinguir se determinado produto é natural. Orgânico. Biológico. Ou vegan. Que eu julgava ser exatamente o mesmo. E não poderia estar mais enganada. Vai daí e para, de uma vez por todas, saber no me que me estou a meter. Comecei a informar-se sobre as diferenças entre estes produtos. E sobre as características que se devem ter em consideração no momento da escolha de determinado produto.
Se pretende alterar a sua rotina de beleza para o mais natural possível. E não sabe como o pode fazer. E o que deve ter em consideração. Então, este artigo é para si.
 
Porque deve considerar começar a utilizar produtos de beleza naturais
  1. Conhecer exatamente o que coloca na sua pele e cabelo. Cada vez mais, os produtos de beleza são uma panóplia de ingredientes tóxicos e nocivos para a nossa saúde. Isto porque, muitas empresas de cosmética vão optando por ingredientes mais baratos e mais fáceis e rápidos de produzir em larga escala o que, invariavelmente, acaba por se traduzir no produto fácil. Ao mesmo tempo que, o simples facto, de um determinado produto estar rotulado como natural/orgânico, muitas vezes apenas significa que na sua composição se encontram ínfimas quantidades de ingredientes naturais/orgânicos. Se, ao decidir mudar o estilo de vida dá por si a dar maior primazia a alimentos mais naturais e menos processados. É importante ter o mesmo cuidado no que toca ao que aplica na sua pele. Isto porque, uma vida saudável começa de dentro para fora mas deve estender-se aos cuidados que tem com a sua pele e cabelo.
  2. Minimizar a sua pegada ecológica. Os ingredientes que a cosmética natural utiliza nas suas composições têm origem, como o próprio nome indica, na natureza o que só por si já deve ser motivo suficiente. No entanto, o facto de se optar por produtos de beleza naturais permite que as empresas diminuam drasticamente a quantidade de produtos nocivos para o meio ambiente. Isto porque, por norma, optam por não usar métodos de cultivo prejudiciais para o meio ambiente.
  3. Cuidar a sensibilidade da sua pele. Com as agressões constantes que a sua pele sofre: poluição, stress, sol em excesso, vento, frio, etc. A verdade é que rapidamente a sua pele se pode tornar sensível o que lhe exigirá maior cuidado e atenção. Ora, se optar por complementar a prática de uma alimentação saudável com a utilização de produtos de beleza naturais, a sua pele irá sem dúvida agradecer.
 
Mas, então, e por onde começar?
  • Ler atentamente o rótulo de cada produto. E optar, sempre, por produtos cuja lista de ingredientes seja o mais curta possível e cujo nome desses ingredientes não lhe seja desconhecido.
  • Mudar gradualmente. E sempre que um produto terminar optar por comprar um cuja fórmula seja o mais natural possível. Desta forma não desperdiça os produtos que já existem no seu armário e não corre o risco de abrir falência visto que, na sua grande maioria, os produtos naturais são consideravelmente mais caros que os convencionais.
  • Pesquisar, pesquisar, pesquisar. A verdade é que só assim fará a escolha mais acertada. Isto porque nem sempre um produto natural é orgânico. E o facto de um produto ser vegan nem sempre é sinónimo de práticas cruelty free (produtos não testados em animais). 
 
Natural, orgânico, vegan. Quais as diferenças?
Um produto de beleza natural é aquele que não contém qualquer componente tóxico e/ou artificial na sua composição.
Um produto de beleza orgânico é aquele que, além de ser detentor de uma fórmula natural, não contém qualquer componente geneticamente modificado e/ou sintético na sua composição.
Um produto de beleza vegan é aquele que não contém qualquer componente animal ou derivado na sua composição.
 
Quais os ingredientes a evitar?
  1. Parabenos
  2. SLS (Sodium Lauril Sulphate)
  3. Óleo mineral
  4. Parafina
  5. Petrolatum
  6. Propilenoglicol
  7. Cloreto de alumínio


setembro 18, 2017

A B C do Estilo | Como coordenar a cor da estação

A cor da próxima estação é o vermelho. Está presente em todas as coleções. E é uma das cores mais femininas da paleta. É rara a mulher que não gosta de vermelho. Mais rara é a mulher que não se sente qual mulher fatal quando usa uma ou mais peças desta cor.
Antes de decidir usar vermelho é importante saber que esta cor é o símbolo da energia, poder, força e paixão. É a cor mais intensa da paleta cromática. E quem a usa tem uma personalidade bem vincada. A mulher que usa vermelho é confiante. E a sua imagem é, apenas, um reflexo disso. Se o vermelho é a sua cor favorita. Ou se pretende acrescentar esta cor ao seu guarda-roupa na próxima estação. Então, este artigo é para si. Espreite aqui diferentes formas de coordenar a cor vermelha...
 
Vermelho + Preto: uma combinação elegante

Vermelho + Castanho: uma combinação confortável


Vermelho + Ganga: uma combinação confortável


Vermelho + Cinzento: uma combinação muito feminina


Vermelho + Azul: uma combinação clássica


Vermelho + Branco: uma combinação que nunca falha 


Vermelho total: A combinação da estação

 


setembro 14, 2017

A B C do Estilo | Tudo o precisa de saber sobre a gravata

 
 
 
A gravata é A peça do guarda-roupa masculino, nomeadamente para homens cujo ambiente profissional seja formal. No entanto, a verdade é que, mesmo tratando-se de homens cujo ambiente profissional é informal, muitas serão as ocasiões em que esta peça pode ser necessária. Assim sendo, é importante ter uma, pelo menos, de boa qualidade.
 
A par de outras peças de roupa, a gravata sofreu algumas alterações, nomeadamente no que diz respeito ao tamanho, material e padrões. Pelo que é fundamental optar por uma gravata que proporcione um visual equilibrado. Posto isto, na hora de decidir o nó que vai fazer na gravata que vai utilizar nesse dia é importante considerar o tamanho da cabeça e do pescoço para que o resultado seja bonito e elegante.
Existem, então, vários tipos de nós de gravata:
 
 
 
 
Como bem coordenar camisas e gravatas
1. Camisa xadrez: opte por coordenar com uma gravata de xadrez mais largo ou riscas mais grossas.
2. Camisa lisa escura: opte por coordenar com uma gravata um tom mais claro ou mais escuro.
3. Camisa lisa clara: opte por coordenar com uma gravata lisa num tom mais vivo ou com padrão.
4. Camisa de riscas largas: opte por coordenar com uma gravata lisa ou com um padrão pequeno.
5. Camisa de riscas estreitas: opte por coordenar com uma gravata lisa ou com um padrão de maior dimensão.
 

Dicas de estilo
  • A ponta da gravata deve, sempre, tocar no início da fivela do cinto.
  • Para evitar amarrotar a gravata no carro, opte por colocar sempre o cinto de segurança por baixo da gravata.
  • Para ocasiões formais opte por usar uma gravata lisa de tom escuro, sem qualquer padrão.
  • Para um look equilibrado e elegante opte por conjugar gravatas estampadas com camisas lisas.
  • Para bem conjugar uma gravata com padrão com uma camisa com padrão é fundamental que o padrão de cores seja o mesmo nas duas peças. Harmonia é a palavra-chave.
  • Para uma boa imagem profissional evite usar gravatas com padrões humorísticos ou demasiado infantis.


setembro 12, 2017

Estilo | Sobre domingo...

 
 
 

 

 

 

Camiseiro Sacoor
Top Zara
Jeans Salsa
Sabrinas Foreva
Mala Lanidor
Óculos de sol Primark
Brincos Parfois