julho 27, 2017

Estilo | A vida não tem de ser a preto e branco


 

 
 

 

 

 
 
 
Blusa Zara
Top Zara
Jeans Salsa
Sabrinas Lanidor
Mala Iquantascores
Óculos de sol Primark
Brincos Parfois
 

julho 24, 2017

A B C do Estilo | Como avaliar a qualidade da ganga

 
 
 
A ganga é dos tecidos mais vendidos. Raramente sai de moda. E é utilizado em diferentes ocasiões e contextos. No entanto, gangas há muitas. E nem todas são de boa qualidade.
  • A qualidade da ganga depende sempre da qualidade do algodão que foi utilizado para a criar.
  • A lavagem da peça é o que, frequentemente, leva a reduzir ou a aumentar o seu valor. O que nem sempre é sinónimo de melhor qualidade. Por vezes, apenas está relacionado com o valor dos custos de produção.
  • Ganga feita de algodão de boa qualidade tem um toque bastante suave na pele.
  • A ganga nunca deve ser demasiado fina nem demasiado grossa. Deve ser algo que se encontre no meio e que vá de encontro ao seu gosto pessoal. É importante que a sua mobilidade não seja posta em causa.
  • Ao comprar peças de ganga em segunda mão tenha, sempre, o cuidado de verificar se o interior das pernas se encontra em boas condições. Caso contrário poderá ser um sinal de ganga de menor qualidade.

julho 17, 2017

Estilo | Um bom exemplo

Melhor que partilhar maus exemplos. É, sobretudo, importante partilhar bons exemplos. É importante partilhar dicas de como aprender a tirar melhor partido do nosso biótipo. Não é novidade para ninguém que o meu sofreu algumas alterações. Sendo que passou de coluna a cone. Ora, o biótipo cone tem como principais características os ombros mais largos que as ancas e uma cintura pouco definida. Assim sendo, a principal dica, e a que melhor funciona, é optar por padrões verticais na zona superior do corpo e cores claras na zona inferior para criar a ilusão de uma anca mais larga. Foi a opção deste coordenado. E o resultado é uma silhueta bem mais equilibrada.
 
 

 

 
Outro pormenor a ter em consideração neste coordenado é o facto de o camiseiro ter uma faixa vertical na zona central do corpo o que permite criar uma maior ilusão de verticalidade. Nomeadamente que se é mais alta do que realmente é.
 
 


 

Além de que optar por usar o camiseiro aberto também é uma muito boa estratégia para criar a ilusão de se ser mais alta do que a realidade. Optar por usar o camiseiro aberto também ajuda a disfarçar a largura dos ombros. Isto acontece porque ao ser usado aberto, o camiseiro não fica tão justo ao corpo, logo não realça tanto a largura dos ombros.
 
 


 
 

Camiseiro Sacoor
Top Zara
Jeans Salsa
Sabrinas Lanidor
Mala Cavalinho
Óculos de sol Primark

julho 14, 2017

A B C do Estilo | Como avaliar a qualidade do linho


O linho é composto por fibras naturais suaves mas pouco elásticas. É um material fantástico para o verão uma vez que é respirável; seca muito rápido e é um material fresco. Apesar de ser dotado de boas qualidades. Na hora de comprar deve ter em consideração:
  1. O material é confortável na pele. O linho não é suave por natureza. No entanto se, na pele, o material tiver um toque áspero e  causar comichão é provável que tenham sido utilizadas fibras de menor qualidade no fabrico da peça.
  2. A única desvantagem do linho é que, por não ser muito elástico, enruga com alguma facilidade podendo até quebrar se o dobrar sempre no mesmo local e da mesma forma. Logo, antes de comprar, certifique-se de que a peça não traz qualquer vinco causado por dobras.  Além de que é importante perceber se a peça manterá um bom aspeto, mesmo que um pouco amarrotada, no final do dia.
  3. Não se preocupe com a presença de nós no material. Estes existem de forma a manter a integridade das fibras intacta, além de permitir a ilusão da textura natural do linho. Por outro lado, não existe qualquer problema na inexistência de nós na peça. Tal pode acontecer caso a peça seja de um linho mais fino com fibras mais finas.
  4. Se procura uma peça com um bom compromisso entre durabilidade, frescura e suavidade procure uma peça que seja composta por algodão e linho. A mistura permite ter um material com uma boa  durabilidade mas mais suave quando comparada com o linho. Isto porque amarrota menos e pede uma menor manutenção.

julho 12, 2017

A B C do Estilo | Como escolher o fato ideal para si

O guarda-roupa masculino dificilmente se considera completo sem um fato. A verdade é que, apesar de algumas mudanças, o mundo empresarial continua a obrigar o homem a usar fato e gravata no dia-a-dia, nomeadamente se a empresa privilegiar um dress code formal. E aqui começam a surgir dúvidas e incertezas no que ao modelo cerro diz respeito. A melhor opção é, sempre, apostar em peças de bom corte e de qualidade que facilmente se tornam intemporais e mantêm um bom aspeto por muito mais tempo. Na hora de comprar o fato não deve olhar tanto ao preço mas sim à qualidade do mesmo (sem exageros, claro está!), uma vez que o fato que decidir comprar deve ser um fator diferenciador (positivo, leia-se) na sua imagem e estatuto profissionais. Além de que se deve certificar que o fato lhe assenta na perfeição e, caso se mostre necessário, deve fazer os arranjos necessários para tal. Afinal, é um investimento que não se faz todos os dias, pelo que é obrigatório que todos os pormenores sejam tidos em consideração.
 
 
 
Qual o corte ideal?
Na hora de escolher pode, atualmente, optar por 2 cortes: o slim e o regular. O corte slim (corte mais ajustado ao corpo) é mais indicado para homens em boa forma física, sendo que o resultado se torna mais moderno e elegante. O corte regular (corte a direito) é mais indicado para homens com uma estrutura física mais larga e menos cuidada.
 
 
 
Qual a medida ideal?
A verdade é que não existe uma medida ideal. O fundamental é que o tamanho seja o certo para si e que o fato lhe assente na perfeição. Assim sendo, é importante que, antes de comprar, tire as medidas de forma a saber qual tamanho pedir. Lembre-se que, no caso do blazer, deve ter em atenção a largura do peito e dos ombros para que lhe assente na perfeição e, sempre que necessário, fazer os devidos ajustes. Uma boa estratégia para saber se o blazer tem o tamanho certo é observar a forma como lhe assenta. Se, depois de vestido, o blazer criar linhas horizontais significa que está apertado. Caso contrário, se criar linhas verticais significa que está grande e largo.
 
 
 
Qual o modelo de blazer ideal?
Na hora de escolher o blazer é importante ter em consideração a parte da frente e a de trás. Relativamente à parte de trás existem 3 modelos diferentes: sem abertura, com abertura e com abertura dupla. O modelo sem abertura é mais estreito e o mais indicado para homens mais magros uma vez que por ser mais justo cria uma silhueta mais esguia. O modelo com abertura é o mais utilizado e também assenta muito bem em homens mais magros. O modelo com abertura dupla é o modelo que melhor se ajusta ao corpo e o que confere uma maior liberdade de movimentos. É a melhor opção para quem não está tão em forma.
Já na parte da frente é tudo uma questão de número...de botões! Assim sendo, encontra disponíveis 4 modelos diferentes: assertoado, com um botão, com 2 botões e com 3 botões. O modelo assertoado (ou abotoamento duplo) é o menos utilizado. Isto acontece porque se trata de um casaco com um maior número de botões que, aberto, não é muito elegante devido à quantidade de tecido que sobra. O modelo com um botão é o mais jovem e descontraído e pode ser usado aberto ou fechado. O modelo de 2 botões é o mais utilizado além de ser o mais elegante. Pode ser usado aberto ou fechado e é uma excelente opção para quem está acima do peso visto que o decote é maior e cria a ilusão de uma silhueta mais esguia. O modelo de 3 botões é o mais tradicional e mais aborrecido sendo que é uma boa opção para os homens mais altos e esguios.
 
 
 
Qual o modelo de calças ideal?
A resposta é simples: o modelo clássico. São a melhor opção para uma imagem atual e elegante. Relativamente à cor e ao material devem ser escolhidos tendo em consideração a estação do ano e o dress code. Nas estações mais frias opte por tons mais escuros como o preto, o azul marinho e o cinzento escuro. Nas estações mais quentes, os tons claros (bege, azul e cinzento claros) são a melhor opção. No que ao comprimento diz respeito, a melhor opção são as calças compridas que não permitam ver as meias quando está de pé. O comprimento ideal é no início ou meio da sola do sapato. Além de que, deve ter o cuidado de não usar calças demasiado acima ou abaixo da cintura. Não é, de todo, elegante.
 
Dicas extra
  • Use um cinto, de boa qualidade, da mesma cor dos sapatos.
  • Tenha o cuidado de manter alinhados os botões da camisa, a fivela do cinto e o fecho das calças.
  • O colarinho e as mangas da camisa devem ficar 1cm fora do casaco.
  • Os botões de punho dão um toque de elegância extra.
  • Se o seu peito for largo, opte por um blazer com lapelas mais largas; se for mais magro, lapelas mais estreitas são uma boa opção.
  • A altura do casaco deve ser a zona da anca.


julho 10, 2017

A B C do Estilo | Como encontrar o modelo de óculos de sol ideal para si

Personalizar o guarda-roupa é sinónimo de versatilizar as peças existentes recorrendo à utilização de acessórios. E no que toca a acessórios, os óculos de sol são o acessório mais cobiçado e os que exigem maior grau de atenção. Uma vez que é obrigatório ter em consideração o formato do seu rosto.
 
Redondo. O rosto redondo, como o próprio nome indica, tem um formato arredondado  uma vez que a largura e comprimento são da mesma proporção. Assim sendo, a melhor opção são óculos de sol com armações retas como os retangulares e/ou quadrados de forma a ajudar a criar a ilusão de um rosto mais esguio.
 
Quadrado. O rosto quadrado, a par do redondo, tem um formato mais reto e, também aqui, a largura e o comprimento assumem proporções semelhantes. Logo, a melhor opção são óculos de sol com armações mais arredondadas ou ovais de forma a criar a ilusão de um rosto mais arredondado.
 
Triangular. O rosto triangular, como o próprio nome indica, assemelha-se a um triângulo. Como tal, a melhor opção são óculos com armações mais arredondadas de forma a equilibrar o formato do rosto.
 
Oval. É o formato de rosto mais consensual, uma vez que fica favorecido com qualquer modelo de óculos de sol. No entanto, é importante evitar modelos demasiado largos e/ou pequenos sob pena de criar a ilusão de um rosto mais alongado.
 
 
 
 
O meu rosto é oval pelo que posso considerar-me uma privilegiada. Não me é, de todo, difícil encontrar um modelo de óculos de sol que me favorece. E com o qual me sinta confortável. Por norma opto por modelos como o da imagem. São os meus favoritos, confesso. Apesar de nunca ter investido num modelo de muito boa qualidade. Cada vez mais considero esse investimento. Resta saber qual será o modelo eleito.
 

Dicas de estilo e manutenção
  1. Modelos demasiado desportivos devem ser guardados para momentos de lazer e descontração.
  2. Modelos com proteção UVA e UVB são obrigatórios para melhor proteger os olhos.
  3. Mantenha sempre os óculos de sol muito bom limpos, principalmente se tem o hábito de usar maquilhagem.
  4. Guarde sempre os óculos de sol no seu estojo próprio de forma a proteger as lentes de eventuais acidentais.
  5. Caso os óculos de sol tenham aplicações e/ou armações metálicas (prateado ou dourado) tenha o cuidado de optar pelo tom que melhor favorece o seu tom de pele.
  6. Certifique-se que o apoio do nariz encaixa na perfeição, sem marcar a pele na zona do nariz.
  7. Certifique-se que as armações estão bem apoiadas nas têmporas e ajustadas atrás de orelhas sem marcar ou magoar de forma a serem confortáveis de usar. 


julho 07, 2017

A B C do Estilo | Os mandamentos da saia lápis

A saia lápis é a peça mais feminina do guarda-roupa de qualquer mulher. É muito versátil e favorece qualquer biótipo. O truque para encontrar a saia lápis perfeita para si é seguir os mandamentos abaixo:
  1. O modelo deve favorecer o rabiosque. Antes de decidir comprar um determinado modelo de saia é obrigatório experimentar a peça e investir algum tempo a observar a forma como cai e como favorece ou não o rabiosque. Um bom modelo deve assentar na perfeição e ajudar a valorizar o rabiosque em qualquer situação (parada e/ou em andamento).
  2. O comprimento deve ser o adequado. O comprimento da saia lápis mais indicado é um pouco abaixo do joelho. Assim a peça ajudará a criar a ilusão de uma perna mais longa e de uma silhueta mais esguia.
  3. A proporção do corpo importa. Seguindo o raciocínio do mandamento anterior é importante ter em consideração a proporção do seu corpo, na medida em que, se a sua perna for mais longa que a parte superior do corpo pode optar por usar a camisa ou blusa por fora da saia de forma a tornar a silhueta mais equilibrada. O contrário funciona muito bem para que tem a perna mais curta.
  4. O calçado faz diferença. Sempre que usar uma saia lápis deve ter em atenção o calçado com o qual a vai coordenar. Se pretender uma imagem mais feminina a melhor opção é o salto alto. Caso pretenda uma imagem mais descontraída pode optar por sapatilhas ou até mesmo sandálias. Evite usar botins de cano curto sob pena de encurtar a perna.
  5. A cor e padrão importam. Antes de decidir comprar um determinado modelo de saia lápis é importante ter em consideração que cores escuras adelgaçam e cores claras alargam. Relativamente a padrões, padrões horizontais  e/ou grandes tendem a aumentar a zona inferior do corpo, enquanto que, padrões verticais e/ou mais pequenos tendem a diminuir a zona.
 
 


 

 

 
 

julho 06, 2017

Opinião | Exfoliante facial de mel de manuka [Dr.Organic]


 
 
Há passo que já não dispenso na minha rotina de pele. Apesar de, durante algum tempo, o ter tentado fazer. A exfoliação. A verdade é que o meu grão de pele não é o melhor. Está bem longe de o ser. E a única forma de o ir mantendo mais fino. E com isso uma pele mais suave é usar exfoliante diariamente. Sim, leram bem. Diariamente. Fazê-lo semanalmente há muito que deixou de ser opção. Pelo que me vi perante o desafio de encontrar um bom exfoliante. Cujo fator diferenciador seria a sua utilização diária. E, contrariamente, ao que acreditava foi bastante simples. A verdade é que, como já devem ter reparado, tenho vindo a quebrar imensos preconceitos relativamente a produtos naturais. E o bem que me tem feito...
  • É um excelente produto para fazer a limpeza noturna da pele.
  • Como tem grãos de diferentes espessuras torna-se muito suave na pele.
  • Remove muito bem todas as impurezas e ajuda a eliminar pontos negros.
  • O grão da pele fica bastante mais afinado.
  • A pele fica visivelmente mais suave ao toque.
  • É bastante hidratante.
  • Tem um aroma delicioso.
  • Dura imenso tempo.
  • Não é um produto caro. 

julho 05, 2017

Organização | Como manter a mala organizada

 
 
 
A organização é fundamental para mim. Não sou mulher para não encontrar nada na mala. E carregar o mundo comigo. No entanto, tenho perfeita noção que é batalha que muitas mulheres travam diariamente. Seja porque levam imensa coisa na mala. Delas e não só. Seja porque não conseguem identificar o que é indispensável. A verdade é que muitas mulheres, muitas vezes, não têm consciência de metade do que levam na mala. Se é característica que procura  mudar no seu dia-a-dia, então este artigo é para si.
  1. Retirar tudo da mala. A melhor forma de ter perfeita noção de tudo o que traz consigo é retirar tudo, mas mesmo tudo, o que leva na mala. Caso seja necessário sacuda e limpe muito bem o interior da mala após retirar tudo o que estava no interior.
  2. Organizar por categorias. Após retirar tudo o que estava na mala é chegada a hora de organizar. Aqui o importante é dividir tudo por categorias: documentos, essenciais de beleza, tecnologia, essenciais de organização e outros items que não pertençam a uma categoria específica.
  3. Deitar fora tudo o que está a mais. E aqui o foco deve recair em tudo o que é talão, recibo ou fatura que não vai necessitar mais tarde. Todos os panfletos e pedaços de papel que foi acumulando e já não sabe muito bem o motivo. O importante é apenas manter o que é indispensável.
  4. Usar bolsas organizadoras. Se tem dificuldades em manter a mala organizada e não tem muita vontade ou paciência de a organizar constantemente. A melhor estratégia é usar bolsas organizadoras, sendo que cada uma deve conter uma categoria (beleza, tecnologia, documentos). Assim, sempre que necessitar de algo não terá qualquer problema de o encontrar imediatamente.
  5. Manter apenas o essencial. É a melhor estratégia para manter a mala organizada e evitar carregar o mundo às costas. Manter a mala funcional e organizada com apenas o essencial é meio caminho para evitar desperdício de tempo e stress desnecessário.

julho 04, 2017

Consumo | Como avaliar a qualidade do algodão

 
 
 
A característica mais importante de qualquer peça de roupa é o material. Detalhes à parte, nenhuma peça com material sem qualquer qualidade é um bom investimento. Ao avaliar a qualidade de uma peça de roupa deve ter em consideração:
  • A qualidade do material em si.
  • Se o material é o mais apropriado para aquela peça em particular.
O algodão é o material mais popular por um grande motivo. É suave ao toque, versátil, tem um boa durabilidade e é barato. Quando avalia a qualidade do algodão considere a sua durabilidade, a sua suavidade e a sua respirabilidade. A melhor forma de o fazer é através do toque e da análise da densidade do material. (Quanto mais fibras o algodão tiver melhor o material é.) 
Na hora de comprar, uma boa estratégia é optar por comprar peças de algodão em lojas de marcas mais baratas.  Isto porque, como o algodão é um material relativamente barato de produzir não terá muita dificuldade em encontrar peças de algodão baratas e de boa qualidade. Além de que é importante optar por peças 100% algodão e, sempre que possível, algodão orgânico. Assim, além de contribuir para a preservação do meio ambiente. Estará, também, a contribuir para uma boa poupança no orçamento mensal.
 
 

 
 
 

julho 03, 2017

Beleza | 3 Passos para uma rotina diária mais simples

  1. Manter um corte de cabelo simples. Se não tem paciência ou tempo para grandes floreados no que à manutenção do seu corte de cabelo diz respeito. A melhor opção é usar um corte simples e de fácil manutenção como cortes a direito pelos ombros. Pedem pouca manutenção. O obrigatório corte de pontas a cada 2 meses para evitar pontas duplas e o uso de bons produtos para a lavagem e hidratação. Este comprimento de cabelo permite fazer apanhados sempre que acordar num bad hair day ou sempre que estiver com alguma pressa.
  2. Simplificar a rotina de maquilhagem. Se não tem grande necessidade ou vontade de usar maquilhagem para camuflar as suas imperfeições. A melhor opção é usar pouca (ou nenhuma!) maquilhagem. Usar apenas os produtos indispensáveis e na quantidade certa irá fazer milagres pela sua pele e imagem.
  3. Simplificar a rotina de higiene. Se não tem grande paciência para uma rotina de pele que exija um sem fim de produtos para um sem fim de propósitos. A melhor opção é simplificar. Investir algum tempo em descortinar quais os produtos que melhor funcionam para higienizar e hidratar a sua pele e cabelo. E manter-se fiel a estes é o suficiente. A sua agenda e o seu orçamentos mensal vão agradecer.
 
 
A simplicidade é, sempre, o melhor caminho. Em tudo e para tudo. Sempre me considerei uma mulher bastante simples. Há quem me apelide de básica, até. E se, durante algum tempo, o considerei ofensivo. Hoje levo-o como um sincero elogio. Porque feitas as contas é a descrição perfeita para a minha pessoa. Quando finalmente aceitei essa característica em mim. Tudo ganhou um novo significado. E muitas coisas que antes não compreendia, finalmente, tiveram a sua explicação. Muitos dirão que o mundo da imagem nada tem de simples. Eu discordo totalmente. Não há nada mais simples e transparente do que sermos nós próprios. E não termos qualquer problema com isso. Daí ser tão avessa a tudo o que é artificial. Que, convenhamos, é o que mais por aí se vê. Desde a ponta do cabelo à ponta do dedo do pé. Meninas, está mais que na hora de nos assumirmos como simples seres humanos com características positivas e menos positivas. Há algum tempo que o tenho vindo a fazer e, acreditem, foi das melhores decisões que tomei. Bem sei que o crescente interesse pela corrente minimalista teve grande influência. Mas, sejamos sinceras, o que o mundo precisa é de mais amor. Amor próprio leia-se.
Há lá melhor forma de nos amarmos que na nossa mais pura simplicidade?

julho 01, 2017

Beleza | Desafio Beleza Sem Desperdício [6 meses depois]

Não há melhor palavra para o descrever. A não ser desafio. Acreditem. A decisão de mudar os meus hábitos de consumo foi a melhor de sempre. Apesar de ser uma luta constante. Principalmente comigo própria. Gostar de experimentar tudo o que é produto de beleza não se coaduna facilmente com Consumo Consciente. Verdade seja dita. É realmente um desafio. Tem os seus altos e baixos.
E seis meses depois já me é possível tirar algumas conclusões:
  1. O facto de ter bastantes produtos em stock permitiu-me estar alguns meses sem comprar nada ou quase nada.
  2. Ainda me é difícil resistir a algumas promoções e a comprar só porque sim.
  3. A satisfação de, com o passar do tempo, ir abrindo o armário do wc e ver cada vez mais espaço livre é impagável.
  4. O facto de a minha pele e cabelo se habituarem rapidamente tem dificultado o processo.
  5. A melhor opção é, sem dúvida, a escolha de embalagens familiares com doseador. Só assim se evita o desperdício de produto.
Mas como não há bela sem senão. Considero que, mesmo assim, ainda continuo a utilizar imensos produtos. E continuo a trabalhar para reduzir a quantidade de produtos que utilizo. Como as imagens falam mais que as palavras. Aqui fica uma pequena amostra de tudo o que na primeira metade do ano terminou cá por casa...