maio 31, 2017

Consumo | Produtos Terminados [Maio]

 
 
Óleo de rícino, Celeiro
Lip balm, Eucerin
Ciment termique, Kérastase
Hidratante corporal de água de colónia, Revlon
Champô de quinina, Klorane
Gel de banho de argão, Bonté
Exfoliante corporal de argila, O Boticário
Champô de manteiga de manga,  Klorane
Hidratante corporal, O Boticário
Hidratante de rosto, Bioten


maio 27, 2017

Opinião | Ciment Termique [Kérastase]

Este produto foi totalmente revisado pela minha irmã pelo que a opinião aqui partilhada é totalmente sua...
 
 
Quando comecei a frequentar a minha atual cabeleireira deu-se uma completa revolução ao nível do tratamento capilar lá por casa. Foi com ela que comecei a conhecer e a entender realmente como é o meu cabelo. Como ele funciona e os cuidados que precisa. Foi com ela que ele começou a crescer de uma forma saudável como nunca antes tinha acontecido e foi com ela que eu conheci a Kerástase.
Desde essa altura que lá em casa, para o meu cabelo, só entram produtos desta marca e estou muito satisfeita com esta decisão.
É de facto uma marca mais cara que outras, mas atualmente com a internet conseguimos encontrar promoções muito em conta e os resultados obtidos são tão bons que não tenciono num futuro próximo procurar outra marca.
Hoje em dia tenho um cabelo (ainda mais) forte, saudável, com o couro cabeludo limpo e regularizado e até encontrei um shampoo que reduziu o nível de oleosidade dele e dura mais tempo seco (e acreditem que ele é bastante oleoso!).
Além dos shampoos há um outro produto que não falha lá em casa: o protetor térmico.

                                        
 
Eu uso este... 
E uso-o, sobretudo, no inverno porque lavo o cabelo à noite (eu saio muito cedo e cabelo molhado com frio é uma combinação fatal para mim) e para não ir com ele molhado para a cama seco-o sempre. Depois de lavado e imediatamente antes de lhe pôr o secador (fica a dica!) eu uso sempre este protetor e adoro-o.
Deixa o cabelo hidratado, cuidado e brilhante. Tem um cheirinho muito agradável que se prolonga no tempo. Basta uma pequena noz (olhem que eu tenho muuuiiito cabelo) e a sua textura fluída funde-se muito rapidamente no cabelo e espalha-se muito bem.
A embalagem é de 125 ml, mas dura imenso.
Este é, sem qualquer dúvida, um produto que eu recomendo!!!

maio 25, 2017

Estilo | Algo não bate certo

Vestir o nosso tipo de corpo é mais do que conjugar peças ou cores. É aprender a tirar o melhor partido de um corpo através de peças de roupa. É importante ter em consideração a nossa paleta cromática. E saber usar as cores a nosso favor. O mesmo acontece com o corte das peças que decidimos usar. É de senso comum que as harmonias monocromáticas são as mais favorecedoras de qualquer tipo de corpo. Permitem alongar e adelgaçar uma silhueta. Principalmente se a cor em causa for escura e neutra.
 
 
 
No entanto, vestir o nosso tipo de corpo é mais do que apenas usar cores que nos permitam criar a ilusão de uma silhueta mais esguia. É fundamental, também ter em consideração o corte das peças. No coordenado que hoje partilho.  Se tivermos atenção facilmente se percebe que algo não bate certo. Apesar de ter optado por uma harmonia monocromática.  A verdade é que a parte de cima não é a mais indicada para o meu tipo de corpo. O corte mais exatamente. E porquê?
É simples. O meu tipo de corpo é cone. Logo, a parte superior do meu corpo é mais larga que a parte inferior. Assim sendo, o objetivo é disfarçar a zona superior e realçar a inferior. O que não acontece com o top que estou a usar. Como tem alças finas, é muita a pele à mostra. E mesmo sendo de uma cor escura não consegue disfarçar a largura dos ombros. O truque é, então, optar por peças com alças mais largas. Estas vão disfarçar de uma forma mais eficaz a largura dos ombros.
 
 

 

 
 
Top Zara
Jeans Salsa
Sapatilhas Converse
Mala Lanidor
Óculos de sol Primark
Brincos Parfois
 
É óbvio que não somos, de todo, obrigadas a vestir somente as peças, cortes e cores que mais nos favorecem. O fundamental é usar peças com as quais nos sentimos confiantes. Pelo que não tive qualquer problema em assumir a minha escolha ao usar este coordenado. Mas confesso que, sempre que possível, gosto de me usar como exemplo. Do que se pode/deve fazer para melhorar a imagem pessoal. E, tantas vezes, são apenas os pequenos detalhes que podem fazer uma grande diferença.

maio 24, 2017

A B C do Estilo | Verdade ou Mito

Mulheres voluptuosas não devem usar peças com padrão.
 
MITO
 
Qualquer mulher pode (e deve!) usar peças com padrão. O segredo está em adaptar o padrão ao seu tipo de corpo. Assim sendo, se é uma mulher voluptuosa que adora peças com padrão arrisque. Seja padrão floral, animal, riscas, bolas... Tenha apenas em consideração o modelo da peça. Esta deve ser indicada ao seu tipo de corpo.
 
 

 

 

 

  • Opte por modelos cintados e ligeiramente evasé.
  • Quando misturar padrões certifique-se que as cores base são as mesmas em ambos os padrões.
  • Peças com mangas a 3/4 são uma boa opção para disfarçar braços mais cheios.


maio 22, 2017

Estilo | Domingos de passeio...



 

 

 

 

 

 

 


 

 

Camiseiro  Sacoor
Top Zara
Jeans Salsa
Cinto Parfois
Sabrinas Lanidor
Mala Cavalinho
Brincos Parfois
Óculos de sol Primark

maio 20, 2017

Opinião | Lip balm Lip Aktiv [Eucerin]




Manter os lábios bem hidratados tem sido um objetivo de vida. Desde que me lembro de ser gente. Confesso que é algo que me incomoda. Sentir os lábios secos é algo para me tirar o sono. Logo, sempre dei por mim em busca de um bom hidratante labial. Quando decidi procurar um bom lip balm natural. A primeira experiência não foi, de todo, a mais positiva. Pelo que tive que voltar a um produto de farmácia para ver se os meus lábios recuperavam o seu vigor. E foi assim que me deparei com o lip balm da imagem. Se gostei ou não, confesso que não sei...
  • É hidratante q.b.
  • Era necessário aplicar uma boa quantidade de produto para sentir os lábios bem hidratados.
  • Não é um produto caro.
  • Por ser necessária uma grande quantidade de produto em cada aplicação, a sua durabilidade não é a melhor.
  • É adequado a pele sensível.

maio 19, 2017

Consumo Consciente | Custo vs Valor

Quando se fala sobre Consumo Consciente. Há sempre dois fatores a ter em consideração. O custo e o valor. O custo de um artigo é o seu preço. O que se paga por ele. O valor, por outro lado, nada tem a ver com o preço. Está, isso sim, relacionado com a importância que lhe damos. Assim sendo, na hora de comprar algo temos que saber diferenciar muito bem estes fatores. É importante parar e pensar se o preço reflete o valor. Coisa que, sejamos sinceras, muitas vezes não acontece. Pelo que, é fundamental procurar e investir em peças cujo preço reflita o valor que damos à peça. É fundamental que tenhamos o cuidado de investir em peças cujo preço reflita a sua qualidade. (Sobre como avaliar a qualidade das peças de roupa disponível aqui.)
A descoberta do Minimalismo teve imensas repercussões na forma como encaro os meus hábitos de consumo. E se há aprendizagem a retirar desta corrente de pensamento. É precisamente que para praticar um Consumo Consciente devemos ter bem presente qual o custo e o valor de cada peça. Ao mesmo tempo que devemos decidir qual a característica a privilegiar no ato de escolha e posterior compra. Na próxima vez que sair para comprar uma nova peça de roupa. Pare e pense. Avalie o seu custo e valor. E só depois, se valer a pena, se preencher os seus requisitos e necessidades e se o custo e o valor corresponderem ao que procura e pretende comprar. Só depois, faça a sua compra.

maio 18, 2017

A B C do Estilo | Lima Limão S.O.S.

Cenário: a empresa com a qual colabora celebra o seu aniversário e vai organizar um cocktail para comemorar.
Como criar um look que seja um reflexo da sua personalidade sem arruinar o orçamento?
  • Opte por usar um coordenado clássico de cores neutras para mostrar aos outros a sua elegância.
  • Arrisque nos acessórios. Uma boa estratégia é dar destaque aos acessórios como forma de refletir a sua personalidade e fundir-se com o ambiente da festa.
  • Opte por usar sapatos de salto alto mesmo que não seja um hábito seu. Afinal, um dia não são dias.
  • Use a maquilhagem simples mas festiva.
  • Opte por usar o cabelo apanhado para um look mais elegante.
 
 
 

 

 



maio 16, 2017

A B C do Estilo | Como disfarçar coxas volumosas

A perfeição está bem longe de existir. Cada mulher tem as suas particularidades. São inúmeras as queixas. O rol de defeitos é infinito. Quando, no fundo, o que é importante é aprender a tirar o melhor partido possível de cada corpo. Tendo como principal ferramentas as peças de roupa que escolhe usar. Bem como as cores e padrões. Pode parecer difícil mas não é. Se tem coxas volumosas e desespera por saber como as pode disfarçar. Então, este artigo é para si.
Eis o que deve fazer:
  • Optar por partes baixo (calças, saia, calções) de cor escura. Assim conseguirá criar a ilusão de uma coxa mais estreita.
  • Optar por usar saias em corte evasé.
  • Optar por usar vestidos em corte evasé.
  • Optar por usar casacos e camisolas que terminem ligeiramente acima da anca.
  • Evitar usar calções com folhos e/ou outro tipo de volumes a fim de evitar criar a ilusão de umas coxas ainda mais volumosas.
  • Evitar usar calças em modelo skinny sob pena de criar a ilusão de umas coxas ainda mais volumosas.
 
Fique com alguns looks de inspiração...
 
 

 

 

 

 
 
 
 


maio 15, 2017

Estilo | Um bom (mau) exemplo


Vestir o nosso tipo de corpo não é difícil. O fundamental é ter em consideração qual é o biótipo pessoal. Cada biótipo é um biótipo. Com as suas particularidades específicas. Eu não sou exceção. O meu biótipo tem vindo a sofrer alterações. Nomeadamente devido à prática de exercício físico.  Atualmente é um biótipo cone. Logo o objetivo é disfarçar a largura dos ombros e criar a ilusão de ter uma anca ligeiramente mais larga. Sendo que a roupa e as cores e padrões que escolho usar podem melhorar ou arruinar o meu biótipo. O coordenado que decidi usar neste dia é um bom (mau) exemplo.
 
 

 
Se analisarem as fotografias acima com atenção é muito fácil descobrir o que está errado. Basicamente ao usar uma cor clara na zona superior do corpo. E ao optar por usar o casaco apertado. Apenas estou a deslocar a atenção para a zona que pretendo disfarçar. Apenas estou a destacar (ainda mais!) a largura dos ombros. Consequentemente, ao usar jeans sem lavagem estou a realçar algo da forma menos adequada. Ora, se a zona de baixo já é mais estreita ao usar uma cor escura vou apenas realçar essa característica.
Mas, então vou passar a usar apenas cores escuras na zona superior do corpo e claras na zona inferior?
Nada disso!

 

 
Um pequeno truque que uso vezes sem conta quando sei que o que pretendo usar não é o mais adequado para valorizar a minha silhueta. É apenas e somente optar por usar, neste caso, o casaco de malha aberto. Como podem ver nas imagens acima. Esse pequeno pormenor é o suficiente para tornar a minha silhueta mais equilibrada. A par de usar uma camisa com riscas verticais. O resultado é uma silhueta mais esguia, alta e muito mais equilibrada.
Logo, ter uma imagem mais equilibrada e uma silhueta mais valorizada é apenas uma questão de escolha. E de saber usar a nossa roupa a nosso favor. E a favor da nossa imagem. Acreditem!

 

 

 

 
Malha Lefties
Camiseiro Sacoor
Jeans Salsa
Sabrinas Lanidor
Mala Cavalinho
Óculos de sol Primark

maio 12, 2017

Beleza | Como conseguir um cabelo liso e perfeito

 
 
 
Conseguir um cabelo liso e perfeito nem sempre é fácil. Sobretudo se o objetivo é manter o cabelo saudável. E muitas são as mulheres que procuram formas de manter o seu cabelo impecável sem o danificar. Eu incluída.
O meu cabelo é um dos meus calcanhares de Aquiles. É seco e muito frágil e quebradiço e muito fino e volumoso. A verdade é que durante grande parte da minha vida me lamentei relativamente ao meu cabelo. Até ao verão do ano passado, altura em que, como sabem, sofri uma grande queda de cabelo. Nunca tinha perdido tanto cabelo e confesso que, na altura, a situação me abalou bastante. Com o passar do tempo e com a ajuda de alguns produtos, vitaminas e técnicas de relaxamento consegui, alguns meses depois, parar a queda e recuperar o meu cabelo. Incluindo as características que sempre lamentei. No entanto, durante o processo de recuperação do meu cabelo, aprendi a aceitar o meu cabelo e as suas características e hoje sou muito grata por ter o cabelo que tenho. Por mais estranho que isso possa parecer. Não é um cabelo perfeito. Mas eu também não sou, nem quero ser, perfeita. No entanto, é um cabelo saudável.
Quando se fala de cabelos, muitas são as mulheres (eu incluída!) que afirmam não conseguirem estilizar o próprio cabelo sem recorrer à ajuda de um profissional. Isto porque sempre nos foi incutida a ideia de que é impossível recriar o look de cabeleireiro em casa. O que não corresponde, de todo, à verdade. O importante é munir-se dos produtos e ferramentas necessárias e praticar, praticar, praticar. Até conseguir o resultado que pretende.
Espreite aqui algumas dicas que podem ajudar:
 
1. Investir em bons produtos. É fundamental usar produtos específicos para as necessidades do seu cabelo. Nomeadamente, produtos profissionais. São mais caros mas os resultados compensam largamente.
 
2. Aprender a usar a toalha. Há dois erros a evitar na hora de secar o cabelo com a toalha: esfregar a toalha no cabelo e deixar a toalha demasiado tempo na cabeça. Primeiro que tudo é importante investir numa toalha de microfibra que não deve, sob pretexto algum, esfregar no cabelo sob pena de danificar irremediavelmente os fios. O mesmo acontece com o tempo de pose da toalha. Esta deve apenas ficar na cabeça o tempo necessário para retirar o excesso de água do cabelo, de forma a facilitar o processo de secagem.
 
3. Usar um protetor térmico. E aqui existe a ideia errada de que este produto apenas se deve aplicar antes de usar a placa de alisar. A verdade é que o protetor térmico é obrigatório antes de usar qualquer ferramenta de calor. Sendo que faz bastante mais sentido aplicar antes de usar o secador, uma vez que ao aplicar o protetor térmico, o cabelo fica húmido. E são muitas as placas de alisar que não se adequam ao cabelo húmido, pelo que, o resultado é cabelo irremediavelmente danificado. O melhor é, sem dúvida, aplicar o protetor térmico, secar muito bem o cabelo com a ajuda do secador e só depois usar a placa de alisar.
 
4. Ter atenção à distância entre o cabelo e o secador. Mais importante que a temperatura do secador é a distância entre este e o seu cabelo. Se procura um bom resultado, é importante manter uma distância mínima de 20cm de forma a não danificar desnecessariamente o seu cabelo.
 
5. Utilizar produtos finalizadores. São os melhores aliados na hora de prolongar o efeito da placa de alisar.
 
Bem sei que, por norma, não utilizo secador no meu cabelo. Talvez por preguiça. Talvez por querer evitar danos desnecessários no cabelo. No entanto, sempre que o utilizo, sigo à risca cada um dos passos e o resultado é bastante satisfatório.

maio 11, 2017

A B C do Estilo | Como coordenar cor de rosa

A cor rosa é a mais feminina da paleta. Está associada à feminilidade e ao romantismo. Sendo rara a mulher que não gosta ou não usa a cor. No que toca à sua coordenação nem sempre reúne consenso. Se há as que sabem perfeitamente como a conjugar com outras cores e padrões. Outras há que têm sérias dificuldades em fazer a conjugação correta. A verdade é que a cor rosa pode ser coordenado com qualquer outra cor. Apenas é essencial ter em consideração a tonalidade de ambas. Bem como onde as utiliza (parte de cima ou parte de baixo). Além de que é fundamental usar a coordenação da cor para tirar um melhor partido do seu tipo de corpo.
Espreite aqui diferentes formas de coordenar a cor..
 
Coordenar uma peça de roupa e o calçado
 

Usar apenas uma peça para lhe dar maior destaque
 

Coordenar um padrão com uma cor sólida
 
 
Usar um look monocromático para uma silhueta mais esguia
 

Coordenar diferentes tons tendo como base uma peça com padrão
 

maio 09, 2017

A B C do Estilo | Verdade ou Mito?

Os lenços não se usam em conjunto com colares.

MITO

Usam sim!
Desde que se tenha o cuidado de apenas destacar um dos acessórios. O outro apenas lá está para lhe dar um maior destaque.
 
 
 

 

 

maio 08, 2017

Estilo | Confortável? Nem tanto!

Há marcas que me acompanham desde criança. Porque estão no mercado há imenso tempo. E porque no momento em que as testei pela primeira vez me tornei automaticamente fã. É o caso da marca Converse.
Ainda hoje me lembro do modelo azul que me acompanhou durante a minha adolescência. Era o meu go to no que ao respeito dizia calçado. Durante a adolescência sempre tive um estilo bastante desportivo. E as sapatilhas eram presença assídua nos meus looks diários. E, se bem me lembro, eram super confortáveis. Mesmo!
Quando há cerca de 5 anos voltei a comprar um modelo de sapatilhas da marca. Confesso que assumi que seriam tão ou mais confortáveis que os anteriores. O que não aconteceu. De todo. Não sei se o modelo não foi bem conseguido. Não sei se os meus pés mudaram e já não suportam o mesmo. Não faço ideia. A verdade é que estas sapatilhas são do mais desconfortável que há. Sempre que as uso durante um período mais longo. Os meus pés começam automaticamente a gritar por socorro. Ao ponto de ficarem bastante cansados e massacrados. No entanto, tenho como objetivo de curto prazo domar os dito cujos. E conseguir usar estas sapatilhas sem ter receio que me vão magoar.
Vamos ver como corre!


 

 

 


 
Malha Lefties
Top Zara
Jeans Salsa
Mala Cavalinho
Óculos de sol Primark
Sapatilhas Converse
 
[Facto curioso: desde que este modelo de sapatilhas voltou à ribalta que quero um modelo na cor branca. No entanto, no dia em que os fui comprar trouxe na cor vermelha.. Vai-se a ver se talvez seja por isso que a coisa não tem estado fácil...]