abril 30, 2017

Consumo | Produtos Terminados [Abril]

O propósito do Desafio Beleza Sem Desperdício é, acima de tudo, reduzir os produtos de beleza que utilizo ao restritamente necessário. A descoberta da corrente de pensamento minimalista abriu-me horizontes como jamais pensei ser possível. A verdade é que para termos uma imagem cuidada não precisamos de muito. Precisamos apenas do essencial. Daquele conjunto de produtos básicos que nos permitem estar sempre no nosso melhor. E se durante demasiado tempo era ver-me rodeada de uma imensidão de produtos. Calmamente o cenário tem mudado de figura. O número de produtos que tenho vindo a utilizar (e comprar!) reduziu drasticamente. Ao ponto de conseguir chegar ao final do mês e ver o número de produtos terminados, consequentemente, a reduzir bastante. Bem sei que ainda existirão meses em que os produtos terminados serão em maior número. Mas ver que o objetivo começa a ganhar forma. Ainda que lentamente. É motivo para me orgulhar bastante. É realmente tudo uma questão de foco e disciplina!
Gel de banho leite e mel, Pingo Doce
Manteiga corporal de manga, The Body Shop [mais aqui]
Champô Bain Vital Dermo Calm, Kérastase [mais aqui]

abril 28, 2017

A B C do Estilo | Verdade ou Mito?

Os acessórios devem ser usados em conjunto.

MITO


 

 

 

 


Hoje em dia tudo é permitido na conjugação de acessórios e é essa liberdade que permite arrojar nas conjugações e expressar o seu estilo pessoal e personalidade através dos acessórios que está a usar.

abril 27, 2017

A B C do Estilo | Dica de Coordenação

 
 
 
 
 


 
 
Para um look descomplicado de fim de semana faça a seguinte conjugação: jeans + t-shirt + blazer + sabrinas.
 
 

abril 25, 2017

A B C do Estilo | Como avaliar a qualidade das peças de roupa

Na hora de comprar novas peças de roupa, o requisito mais importante a ter em consideração é a qualidade. Para tal, é importante saber reconhecer uma peça de qualidade quando nos deparamos com ela. É importante ser capaz de ver a diferença entre a peça de boa durabilidade e bem fabricada e uma peça que parece muito bonita na prateleira e que sabe que não durará mais que uma estação. Para tal, deve saber:
  1. O que distingue uma peça de boa qualidade de uma peça de má qualidade.
  2. Como reconhecer essas diferenças na hora de comprar.
Ora, o que é a qualidade?
Quando se fala em qualidade de peças de roupa rapidamente se associa ao facto desta durar várias estações em bom estado de conservação. Falamos de peças que podemos usar tranquilamente sem a preocupação que se vão danificar à primeira utilização. Falamos de peças que mantêm a sua forma durante um bom período de tempo. Falamos de peças que assentam na perfeição e não nos restringem os movimentos. Falamos de peças que mantêm a mesma cor após várias lavagens. Falamos de peças que demonstrem ser de boa qualidade através dos seus acabamentos: o toque do tecido; o forro da peça; o pormenor das costuras e os pequenos detalhes que as tornam diferentes e originais.
O que distingue uma peça de boa qualidade de uma peça de má qualidade é o esforço que certas marcas fazem para se certificarem que uma peça demonstre ter qualidade depois de fabricada bem como após várias utilizações e lavagens e que se mantém confortável de usar e a assentar na perfeição. Este esforço custa tempo e dinheiro, como é óbvio. Daí ser tão fácil e comum encontrar peças que são muito bonitas na prateleira mas em pouco tempo deixam de estar em condições de serem utilizadas. Isto porque, a fim de minimizar os custos, muitas marcas optam por se focar na criação de peças que apenas ficam bem na prateleira em vez de apostar na qualidade.  É o que traz lucro, sejamos sinceros. Na hora de comprar, a decisão recai muitas vezes na aparência da peça. Muito poucos compradores investem tempo em avaliar a qualidade (ou falta dela!) da peça de roupa.
É importante ter em consideração que, muitas vezes, a qualidade e o preço da peça não estão relacionados. Há artigos mais fáceis de fabricar que outras, o que torna bastante viável a possibilidade de encontrar peças de boa qualidade a um preço baixo. Em contrapartida, só porque uma peça é cara não significa que é de boa qualidade.
 
Então, como saber se determinada peça tem qualidade?
Primeiro que tudo, é fundamental ver a peça ao vivo. Pode, como é óbvio, espreitar algumas imagens online para perceber se esta lhe desperta qualquer tipo de interesse, mas para determinar a qualidade da peça, só poderá fazer presencialmente através do toque e a devida experimentação.
O primeiro passo é estabelecer prioridades. Nomeadamente descortinar quais são as peças que, para si, devem ter uma boa qualidade e durar mais tempo. Basicamente deve decidir em que peças vai investir mais tempo e dinheiro. A característica mais importante de uma peça de roupa é o material de que é feito. Por muito bons que sejam os detalhes, se o material não for bom, a peça não acrescentará valor ao seu guarda-roupa. Ao avaliar o material da peça é importante ter em consideração a qualidade do material em si e se este é o material mais apropriado para aquela peça em particular. É importante salientar que não existem materiais bons e materiais maus. Todos têm pontos positivos e menos positivos. O segredo está em saber quais são para que a decisão seja o mais consciente possível.
 
[Caso pretendam dicas práticas para avaliar os diferentes materiais basta deixarem o vosso comentário!]

abril 24, 2017

A B C do Estilo | Como conseguir o look de casamento perfeito

1. O primeiro fator a ter em consideração é a hora e o local da cerimónia.
2. Por motivo algum vista branco. O branco é a cor exclusiva da noiva sobre quem recaem as atenções no dia. Assim sendo, deve evitar a todo o custo retirar as atenções da noiva.
3. Evite, ainda, usar looks preto total. O preto é uma cor triste, muito pesada e com conotação menos positiva. Visto que se trata de uma celebração da felicidade, o preto é uma cor a evitar.
4. Tenha o cuidado de escolher um look que seja um reflexo do seu estilo pessoal e fuja de tudo o que a descaracteriza.
5. Relativamente à hora da cerimónia tenha em consideração que:
  1. Cerimónias de manhã permitem vestidos até ao joelho de tecido leve e tons claros, os mais apropriados escusado será dizer. Pode, ainda, optar por usar padrão floral. No entanto, evite a todo o custo lantejoulas ou muita pedraria.
  2. Cerimónias de tarde permitem brilho, lantejoulas e cores mais fortes.
  3. Cerimónias de final de tarde/noite pedem vestidos de noite, de preferência, compridos.
 

 

 
 
 

 

 
 
 

 
 
 

 
 

abril 23, 2017

A B C do Estilo | Dica de Coordenação

Se o seu estilo pessoal é demasiado maternal e convencional arrisque usar um blusão de pele para complementar os seus looks. O resultado irá surpreendê-la!

 

 

 

 


 

abril 22, 2017

Opinião | Manteiga corporal de manga [The Body Shop]




Foram anos senhores, anos. A ouvir falar sobre esta manteiga corporal. A ouvir maravilhas e tudo de bom sobre esta pequena. E durante muito tempo tive vontade de a experimentar. Durante o período de tempo em que comprava produtos só porque tinha curiosidade e entupia o armário do wc com embalagens que ficavam paradas durante meses. Comprei finalmente esta manteiga e apenas me pergunto o porquê de ter demorado tanto tempo a dar esse passo...
  • É muito hidratante.
  • Tem uma textura ligeira e de fácil aplicação.
  • Demora um pouco a absorver na pele mas mantém a hidratação por largas horas.
  • Tem um aroma bastante intenso a manga que só apetece comer.
  • A embalagem permite gastar o produto completamente.
  • Não é um produto caro.
  • Dura bastante tempo.
  • A marca não testa em animais.

abril 21, 2017

Organização | 3 dicas para uma boa gestão de tempo




1. Usar aplicações/agendas/cadernos de notas
A oferta é imensa. São cada vez mais as opções para organizar o seu tempo. Sejam elas físicas ou digitais. Não há uma melhor que outra. Cada uma tem as suas especificidades. E pode ou não adequar-se ao seu estilo de vida. O segredo é encontrar a que melhor se adequa. E que contribui eficazmente para a sua produtividade. Após várias tentativas e erros. A minha escolha acabou por ser a típica agenda de papel. É todo um processo criar o hábito de apontar as tarefas e compromissos. Pelo menos para mim. No entanto, a verdade é que me tem permitido gerir muito melhor o tempo. E estar mais presente. Além de me permitir controlar os meus níveis de produtividade.
 
2. Fazer listas de tarefas
É um passo elementar. Mas que funciona, mesmo. Se tem dificuldade me gerir o seu tempo tantas são as tarefas a realizar. Se tem tendência a adiar a realização de determinada tarefa. Se tem dificuldade em lembrar-se de tudo o que tem para fazer. Criar listas de tarefas diárias, semanais e até mensais pode ser o seu Santo Graal. Acredite. É a melhor estratégia para pessoas com sérias dificuldades em gerir muitas tarefas em pouco tempo.
 
3. Desligar as notificações
É a melhor estratégia para evitar desperdiçar o seu tempo. Se tem tendência a procrastinar em frente ao ecrã do telemóvel e/ou computador a fim de estar a par de todas as novas publicações. Desligue TODAS as notificações.  Só assim conseguirá realizar eficazmente as tarefas do dia. Só assim se focará realmente na realização de tais tarefas. Desligue as notificações. A sua produtividade vai agradecer.

abril 20, 2017

Lifestyle | 5 formas de se motivar a praticar exercício físico




1. Comprar equipamento novo
É a forma mais fácil de se motivar, sejamos sinceras. Se há muito que procrastina na decisão de regressar ao exercício físico comece pelo princípio. Faça uma pequena pesquisa ou vá a uma loja especializada e compre um equipamento novo. Tendo sempre em consideração que este se deve adequar à atividade física que irá passar a praticar. Pode, também, optar por sempre que conquistar um objetivo recompensar-se com uma nova peça de roupa desportiva, acessório ou calçado. Verá que a motivação se mantém sempre elevada.
 
2. Criar uma boa playlist
Praticar exercício físico sem música pode ser bastante monótono e aborrecido. Pelo que é importante criar uma boa playlist com todas as músicas que a motivam e lhe dão energia. Com o tempo verá que os resultados começam a surgir com mais naturalidade e a motivação para continuar o bom trabalho será contante. Para que não se farte de ouvir constantemente as mesmas músicas opte por, a cada 6 meses, criar uma nova playlist.
 
3. Experimentar diferentes atividades físicas
Se não sabe por onde começar ou de qual atividade gosta mais é importante experimentar algumas atividades diferentes até encontrar a que mais a apaixona. Claro está que não é, de todo, obrigatório praticar apenas uma atividade. Aliás, é bastante motivador alternar os exercícios e as modalidades para que não se aborreça de repetir o mesmo exercício vezes sem conta.
 
4. Procurar inspiração
É uma grande fonte de motivação. Seguir perfis de pessoas que vivem um estilo de vida saudável é, muitas vezes, o clique necessário para decidir mudar. E com o tempo pode até tornar-se numa fonte de inspiração para outros.
 
5. Anotar todos os progressos
Pode parecer egocêntrico mas faz realmente toda a diferença. Principalmente nas primeiras semanas em que os resultados ainda não muito visíveis para o outro. Além do que, quando atingir o seu objetivo final pode fazer um apanhado daquela que foi a transformação por que passou.

abril 19, 2017

A B C do Estilo | Lima Limão S.O.S

Cenário: Uma prima afastada convidou-a para o seu casamento e não tem a menor vontade de arruinar o orçamento e acabar a comprar algo que dificilmente voltará a vestir.
 
Como fazer do seu guarda-roupa um aliado?
  • Opte por peças que lhe realcem a figura e criem a ilusão de uma silhueta mais esguia.
  • Para um toque personalizado pode amarrar uma fita de cetim colorida à cintura.
  • Opte por sapatos de salto alto em tom nude a fim de alongar a silhueta.
  • Use uma maquilhagem simples e natural que lhe realce os traços.
  • Opte por usar o cabelo apanhado de forma a parecer mais alta além de conferir uma maior elegância ao look final.



 




abril 18, 2017

Consumo | 5 dicas para construir um guarda-roupa mais ético independentemente do seu orçamento




1. Fazer uma boa manutenção das peças de roupa que já possui
É o passo mais simples e básico. Ter o cuidado de respeitar os cuidados a ter no processo de lavagem e secagem; remendar o que precisa de ser remendado; dobrar e guardar da forma mais aconselhada... Se fizer uma boa manutenção das suas peças de roupa, elas vão durar mais tempo. O que significa que terá uma menor necessidade de as substituir.
 
2. Comprar menos mas melhor
Aprender a comprar apenas as peças que se necessita realmente e que se adequam ao nosso estilo pessoal e orçamento e se gosta realmente é fundamental. Ao aprender a esperar até encontrar a peça perfeita vai comprar menos mas melhor a médio e longo prazo. Além do que conseguirá construir um guarda-roupa mais satisfatório.
 
3. Optar por peças de boa qualidade e durabilidade
É um bom ponto de partida para a construção de um guarda-roupa mais ético. Ao comprar peças de melhor qualidade vai poupar imenso dinheiro a médio e longo prazo porque vão durar mais tempo e terá menor necessidade de as substituir.
 
4. Comprar em lojas vintage
Um método fantástico para poupar na construção do seu guarda-roupa é optar por comprar em lojas vintage. Nem sempre é fácil encontrar boas opções em lojas vintage, mas vale a pena investir algum tempo em procurar Aquela peça. Não se renda ao preconceito, este tipo de lojas pode fácil e rapidamente surpreende-la.
 
5. Apoiar marcas ecológicas
É o método mais óbvio e o que pede uma maior pesquisa e um maior investimento a nível de tempo e, por vezes, de orçamento mas que, a longo prazo, compensa bastante.

abril 17, 2017

A B C do Estilo | 5 dicas para encontrar o par de jeans perfeito


 

1. Ter atenção ao material
É importante ter em consideração que os materiais mais leves e frescos se adequam melhor às estações mais quentes. Além disso, amarrotam e perdem a forma original mais rapidamente e não permitem uma boa valorização da silhueta. Por outro lado, os materiais mais grossos tendem a ser mais utilizados nas estações mais frias e valorizam melhor a silhueta ao não perderem a forma tão rapidamente.
 
2. Ter atenção à lavagem
É importante ter em consideração que a lavagem dos jeans favorece a silhueta e se adequa à situação em que se usam. Jeans com uma lavagem mais clara tendem a criar a ilusão de uma perna mais volumosa enquanto que jeans sem lavagem tendem a criar a ilusão de uma perna mais longa e estreita.
 
3. A etiqueta é só uma etiqueta
É o mais importante a ter em consideração no momento de comprar o seu próximo par de jeans. O mais importante é que os jeans assentem na perfeição. Além do que cada marca tem a sua tabela de tamanhos e diferentes modelos. Logo, a melhor estratégia é optar pelos jeans que lhe assentem na perfeição.
 
4. Ter atenção ao comprimento
É importante que a perna da calça se adeque ao calçado que use. Sendo que é aconselhável que esta termine na zona do peito do pé. Sempre que a perna da calça fique demasiado comprida é importante investir numa ida à costureira.
 
5. Ter atenção ao modelo
É importante optar por um modelo que se adeque ao seu tipo de corpo e valorize a sua silhueta. Sendo que o modelo que melhor se adequa a todos os tipos de corpo é o corte direito sem lavagem. Este permite criar a ilusão de uma silhueta mais alta e esguia.

abril 15, 2017

Opinião | Lip balm de camomila [Herbacin]




Uma grande parte da minha vida usei vaselina para a hidratação dos lábios. Tenho lábios muito secos e com grande tendência a secar.  Em criança tive graves crises de cieiro. E a verdade é que só quando comecei a hidratar os lábios com vaselina é que vi bons resultados. Mas o facto de me ter dado conta de que a vaselina é apenas composta por petróleo. E saber que muitas vezes, ainda que sem querer, o ingeria não em estava a deixar nada confortável. Pelo que, decidi começar uma busca por um hidratante labial que suprisse as minhas necessidades. E a primeira tentativa não poderia ter sido mais ao lado...
  • Não hidrata, de todo, os lábios.
  • Os lábios rapidamente absorvem o produto e voltam a mostrar sinais de secura.
  • Não tem qualquer aroma ou sabor a camomila.
  • É necessário estar constantemente a aplicar o batom para os lábios parecerem hidratados.
  • É um produto barato.
  • Dura imenso tempo.

abril 14, 2017

Minimalismo | 8 Palavras-chave do minimalismo

  1. Felicidade. A primeira lição a retirar do minimalismo. Escolher ter menos ajuda qualquer pessoa a focar-se no que realmente gosta. Permite focar-se no lado bom da sua vida em vez de apenas se preocupar com o que está menos bem. Ou fora dos parâmetros que estipulou para si e para a sua vida.
  2. Confiança. Ter menos equivale a fazer mais. Equivale a focar-se na ação de forma exaustiva. Até que a ação gera uma reação. A reação que tem vindo a procurar. Os resultados que há tanto ansiava.
  3. Intenção. Aderir à corrente minimalista permite compreender e assimilar que cada ação que se pratica. E decisão que se toma tem um propósito.
  4. Desapego. O mais importante para uma vida feliz e tranquila é aprender a desapegar de objetos e pessoas que não acrescentem valor à nossa existência. É uma decisão bastante libertadora.
  5. Aceitação. Aceitar que o outro  é diferente de mim e tem a sua maneira própria de fazer algo ou reagir a determinada situação. É um passo fundamental para uma vida mais leve.
  6. Querer. Menos. A vontade de querer ter só por ter reduz drasticamente.
  7. Saúde. Aderir à corrente minimalista permite dar preferência à qualidade em detrimento da quantidade. Permite ter maior atenção ao que ingere e à forma como o seu corpo reage aos alimentos. Permite ter a consciência que a saúde é o maior bem que pode ter na vida.
  8. Poupança. De espaço, tempo e, principalmente, dinheiro.

abril 13, 2017

A B C do Estilo | Dica de Coordenação


 

 

 




Para fazer sobressair o seu básico top/blusa/camisa branco opte por conjuga-lo com uma saia com padrão.

 

abril 12, 2017

Quatro Anos Depois...


Quatro. Não um nem dois. Mas quatro. Há exatamente quatro anos dava início a esta aventura. E como qualquer outra decisão na minha vida. Também esta não é fácil de perseguir. Se há constante na minha vida é a dificuldade. Raramente, senão nunca, consegui algo a que me propus à primeira.
Ter uma empresa bem sucedida não poderia ser exceção. E ainda hoje luto diariamente para tornar este objetivo uma realidade. É uma luta diária. Com muito mais baixos do que altos. Com muitos momentos em que acredito um bocadinho menos nas minhas capacidades. Com muitos momentos em que a motivação não é a desejada. Mas outros tantos em que paro e penso. Se ainda não desisti é porque é algo demasiado importante para mim. É algo em que acredito. É um projeto com pernas para andar. E com tudo para dar certo. Há dias em que paro e penso. Estou a fazer tudo o que me é possível para tornar o meu objetivo numa realidade. Sigo todos os passos que dizem ser necessários. Mas os resultados não aparecem...
E aí a dúvida instala-se. E se muitas vezes é o porquê. Outras tantas é o para quê. Confesso que continuo sem perceber o que tenho que retirar desta demora em concretizar e realizar. Já sei que a vida de fácil tem pouco. Já sei que sem trabalho nada se consegue. Já sei que as maiores dificuldades são colocadas a quem tem a perseverança e força suficientes para as ultrapassar. Sou humilde o suficiente para saber que não sou mais que ninguém. E que todos travam uma batalha que ninguém conhece. Quando paro para pensar tenho a certeza que esta é só mais uma. Esta é só mais uma batalha que apenas me tornará mais forte. E mais humilde. Se ainda for possível ser mais forte e humilde.
Quatro anos. Não são quatro horas. Ou quatro dias. São quatro anos. 1461 dias para ser mais precisa. É muito o tempo investido. É muita a quantidade de perseverança. Esperança. Paciência. Trabalho. E dedicação. E muito poucos resultados. Há momentos em que a vontade de atirar a toalha ao chão é maior que arregaçar as mangas e lutar mais um pouco. Ir buscar forças onde se pensa não existir e aguentar por mais um dia. Mas é o meu sonho. Se vale a pena continuar? Sinceramente não sei. Há dias em que penso que sim. Outros em que penso que não...
E hoje é um dia em que julgo que vale a pena. Afinal, se ainda não desisti de perseguir o meu sonho. É porque acredito que é possível. Acredito que um dia alguém desse lado verá o meu valor. E acreditará tanto ou mais em mim. E se há momento em que é importante agradecer é este. A todos os que diariamente estão desse lado. E acreditam no projeto. Sem vocês desse lado. Nada disto faria sentido. Sem vocês desse lado esta luta seria ainda mais difícil.
Por isso, o meu sincero OBRIGADA

abril 10, 2017

A B C do Estilo | A mala mais indicada para cada tipo de corpo



Biótipo cone
É caracterizado por ombros mais largos que as ancas. Assim sendo, a melhor estratégia é usar malas pela zona da anca de forma a criar a ilusão de uma silhueta mais equilibrada. Opte por malas de formato geométrico ou com detalhes ou volumes que acrescentem uma maior volume à zona inferior do corpo.
 
 
 
Biótipo triângulo
É caracterizado por ancas mais largas que os ombros. Assim sendo, a melhor estratégia é usar malas que não acrescentem volume à zona inferior do corpo de forma a criar uma silhueta mais equilibrada. Opte por malas que possa usar na mão ou ao ombro de forma a acrescentar mais volume à zona superior do corpo.
 
 
 
Biótipo oval
É caracterizado por um peso acima ao desejado para a altura. Assim sendo, a melhor estratégia é usar malas estruturadas e rígidas de forma a equilibrar a silhueta. Opte por modelos médios de forma a criar a ilusão de uma silhueta mais proporcional.
 
 
 
Biótipo coluna
É caracterizado pela falta de curvas. Assim sendo, a melhor estratégia é usar malas que criem a ilusão de uma silhueta mais curvilínea. Opte por malas arredondadas usadas na zona da cintura, a tiracolo ou no braço.
 
 
 
Biótipo ampulheta
É caracterizado por uma silhueta equilibrada e harmoniosa. Assim sendo, a melhor estratégia é usar a mala que bem lhe apetecer tendo apenas em consideração que não deve usar malas demasiado grandes uma vez que criará a ilusão de uma silhueta desproporcional.

abril 09, 2017

Beleza | Como sair da sua zona de conforto [Maquilhagem com tons fortes]

Há muito que pretende arrojar na sua maquilhagem. E começar a utilizar tons mais fortes na sua maquilhagem diária. No entanto, a coragem fica sempre lá atrás. E as maquilhagens que faz nunca chegam a ver a luz do dia. Saiba que não é a única a passar por isso. O importante é começar e ir experimentando vários produtos  e maquilhagens até encontrar os que funcionam para si.
 
Em vez de:
 
 
Opte por:
 
 

 

 

abril 08, 2017

Opinião | Pasta dentífrica de tea tree [Dr. Organic]




A higiene oral é obrigatória para uma boa rotina de higiene. E muitas são as opções disponíveis no mercado. São tantas e tão cheias de produtos químicos que há algum tempo dei por mim a ter curiosidade em experimentar produtos de higiene oral de origem natural e orgânica. Confesso que cada vez mais tenho renitência em usar produtos que não sejam de origem vegetal. Não sei se por estar farta de não ver grandes resultados. Ou se por estar farta de, muitas vezes, investir uma boa quantia de dinheiro e vê-lo apenas e só, literalmente, a ir pelo cano abaixo. A verdade é que tenho vindo a dar por mim curiosa por experimentar produtos de origem vegetal. E se, durante muito tempo, ia comprando desmesuradamente.  Hoje, faço uma boa pesquisa antes de partir para a compra. E a última descoberta na área da higiene oral foi a última pasta dentífrica a terminar cá por casa. Que, com muita pena minha, não me tocou no coração...
  • É uma pasta purificante que limpa a boca em profundidade.
  • Tem um forte sabor a menta que chega a ser picante durante o processo de escovagem.
  • Por ter um aroma tão forte não deixa o hálito fresco.
  • Não notei qualquer diferença a nível de branqueamento dos dentes.
  • É um pouco cara.
  • Dura bastante tempo, visto que vem numa embalagem de 100ml.