março 26, 2017

A B C do Estilo | Como usar a sua paleta cromática

 
 
 
O processo de definição do estilo pessoal inclui um passo bastante importante: a definição da sua paleta cromática. A definição da paleta cromática é relativamente fácil. O que fazer com tal informação é que pode ser mais difícil. Se se debate com esta dificuldade, então este artigo é para si. A definição da sua paleta cromática é apenas uma das ferramentas que lhe permitem definir o seu estilo pessoal e criar um guarda-roupa que reflita o seu estilo pessoal e de vida. Experimente as dicas que vou partilhar consigo. Uma ou todas. Inspire-se. O seu estilo pessoal vai agradecer.
 
1. Use a sua paleta cromática como um guia. Não pode nem deve apenas cingir-se à sua paleta cromática. A sua paleta cromática é uma recomendação. Um ponto de partida, apenas e só. Logo, não descarte uma determinada cor só porque não se enquadra na sua paleta cromática. É importante que experimente vários tons da mesma cor até encontrar a que melhor se adequa ao seu tom de pele.
 
2. Expresse a sua personalidade sem ser refém da sua paleta cromática. A sua paleta cromática não deve restringir a sua habilidade para expressar o seu estilo através do seu guarda-roupa. Se a sua paleta cromática não se adequa ao seu estilo pessoal é importante que analise cada cor individualmente e só depois tomar a decisão de a usar ou evitar. Sempre que uma cor não a favoreça mesmo experimente uma outra cor que a substitua e que transmita a mensagem que pretende transmitir. Se, por outro lado, não a favorece ou desfavorece, use-a. O importante é que faça a cor funcionar com o seu tom de pele.
 
3. Priorize as peças que usa junto ao rosto. O objetivo da identificação da paleta cromática é descobrir quais as cores que melhor funcionam junto ao rosto. As cores que lhe transmitem um ar mais jovem e saudável. As restantes peças têm um impacto no aspeto geral da sua imagem e na coerência desta mas não no seu rosto.
 
 
Como usar a sua paleta cromática
1. Como inspiração
Com o passar do tempo e com a sua evolução e a do seu estilo pessoal vai criando determinadas crenças de quais as cores que a favorecem ou não. A verdade é que ao identificar a sua paleta cromática vai quebrar esse ciclo e vai aprender a explorar novas cores e a sair da sua zona de conforto no que a cores diz respeito.
 
2. Como coadjuvante da cor do cabelo e da maquilhagem
A sua cor de cabelo deve sempre favorecer o seu tom de pele. Isto porque é o que se encontra mais próximo do rosto e ao escolher a cor errada pode causar um impacto bastante negativo na sua imagem. Assim sendo, sempre que decidir mudar a sua cor de cabelo opte por um tom que a favoreça o que facilitará o processo de identificação da sua paleta cromática. O mesmo acontece com a maquilhagem. É importante que use produtos que correspondam ao seu tom de pele exato. Só assim, a maquilhagem escolhida vai parecer natural.
 
 
Como usar as cores que não a favorecem
  • Em peças que não se encontram junto ao rosto, no calçado e acessórios.
  • Em pequenos apontamentos que acrescentem informação positiva à sua imagem.
  • Em momentos que a maquilhagem que está a usar lhe permita essa extravagância.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela vossa visita/comentário!