fevereiro 07, 2017

Consumo | Como se tornar numa profissional em boas compras

 
 
 
Fazer compras não é fácil. Fazer boas compras ainda menos.  Há que dizê-lo sem medos. É um facto que deambular por lojas e centros comerciais não é, de todo, difícil. Mas encontrar as peças certas. As peças que refletem o seu estilo pessoal e a sua personalidade e acrescentam valor ao seu guarda-roupa. É difícil. Muito difícil. E pode tornar uma simples busca por determinada peça básica numa tarefa hercúlea. Quando o objetivo é fazer boas compras é importante que se aceite o facto de ser quase impossível de, ao entrar numa primeira loja, encontrar imediatamente o que se procura. Os seus requisitos são específicos e assim deve ser a sua abordagem ao processo de compra. Como é obvio, tal só acontece se estiver realmente determinada em criar um bom guarda-roupa que reflita o seu estilo e personalidade. Se assim for, o melhor conselho que lhe posso dar é que pratique. De forma consistente e disciplinada. Só assim obterá o resultado que procura.
Mas, afinal o que é preciso para ser uma profissional em boas compras? A resposta é simples: preparação. Não acredita?  Então, este artigo é para si. Fique com algumas estratégias que a vão ajudar a simplificar todo o processo.
 
1. Defina o seu objetivo. Se tem como propósito a criação de um bom guarda-roupa, a maior parte da sua tomada de decisão deve ser feita antes de entrar em qualquer loja (física ou online). Isto porque o seu esforço deve recair na procura das peças que preenchem os seus requisitos e se adequam às suas necessidades. Sem uma ideia clara e objetiva do que procura o resultado será, no mínimo, exasperante. Uma vez que irá perder imenso tempo a tentar compreender se todas as peças com que se cruza se adequam às suas necessidades e se estas se enquadram no seu estilo pessoal e guarda-roupa. O mais provável é desistir a meio do processo e contentar-se com qualquer coisa.
Ter um objetivo bem definido irá funcionar como um filtro e irá permitir-lhe não se distrair com outras peças que não são, de todo, o que procura e apenas arruinarão o seu orçamento. Assim sendo, antes de sair para fazer compras, estabeleça os diferentes critérios que cada peça deve preencher de forma a fazer parte do seu guarda-roupa (corte, cor, material, preço).
 
2. Crie o seu guia de marcas personalizado. Uma peça essencial para fazer boas compras é ter um guia de marcas/lojas personalizado. Este deve conter  apenas marcas/lojas cujas peças reflitam o seu estilo pessoal. É muito provável que já tenha uma lista mental de todas as suas marcas favoritas, mas para que tire o maior proveito desta, é importante que invista algum tempo em transformar essa lista no seu guia. O primeiro passo é anotar as marcas cuja estética aprecia. Em seguida, deve familiarizar-se com cada uma das marcas e descobrir quais as peças de cada marca que se adequam ao seu estilo pessoal. Finalmente deve investir algum tempo em perceber o funcionamento da loja online de cada marca. Especialmente se preferir este método para fazer compras. Eis o que deve procurar descobrir:
  • A regularidade com que disponibilizam novas peças.
  • As peças que são edição limitada.
  • As peças que estão sempre disponíveis (os básicos da marca).
  • A política de troca e/ou devolução.
  • O método de pagamento e respetivos portes de envio.
De forma a criar um guia de marcas totalmente personalizado é importante que invista algum tempo a descobrir e frequentar diferentes lojas e a testar as respetivas lojas online de forma a tirar as suas próprias conclusões. Note que, todo e qualquer tempo que vai investir na criação do seu guia de marcas no momento presente, irá permitir que futuramente poupe esse tempo sempre que precisar de acrescentar alguma peça ao seu guarda-roupa, visto que já tem a sua cábula personalizada.
 
3. Conheça os seus tamanhos. Se não tem tempo ou paciência para estar constantemente a descobrir qual é o seu tamanho em diferentes marcas/lojas. Saber de antemão os seus tamanhos é uma excelente ajuda. Nomeadamente se, por norma, opta por realizar as suas compras online. Se souber com exatidão os seus tamanhos nas diferentes lojas, a possibilidade de errar no processo de encomenda reduz drasticamente.
 
4. Crie atalhos. Se o seu propósito é criar um guarda-roupa funcional e duradouro é obrigatório que preste atenção ao corte e material de cada peça que compra. Isto porque, infelizmente, é muito fácil errar. Cada um tem a sua opinião sobre diferentes cortes e materiais. E a verdade é que sem experimentar dificilmente saberá como determinada peça lhe vai assentar. A melhor forma de evitar perder tempo neste processo é estabelecer algumas regras.
O primeiro passo é analisar o seu guarda-roupa atual de forma a perceber quais os materiais e cortes que prefere, bem como os que melhor lhe assentam e refletem o seu estilo. É importante que seja bastante específica. Em seguida, e tal como no passo anterior, o objetivo é investir em experimentar o máximo de cortes e materiais de forma a descobrir novos favoritos. Para uma visão mais alargada pode aproveitar para experimentar peças que se encontrem abaixo ou ligeiramente acima do seu orçamento de forma a perceber as diferenças, além de lhe permitir sair da sua zona de conforto.
 
5. Não se foque apenas na perfeição. Apesar do objetivo ser encher o seu guarda-roupa de peças perfeitas. É importante ter a noção que, nem sempre, será possível. Uma vez que, por vezes, a peça que procura pode não existir. Pode estar indisponível no momento. E se apenas se focar em encontrar peças 100% perfeitas, o processo de criar um bom guarda-roupa, pode tornar-se impraticável. Pelo que, por vezes, deverá optar por peças quase perfeitas para que consiga ir riscando itens da sua lista de compras. Assim como é perfeitamente possível que, por vezes, opte por comprar uma peça que não se enquadra a 100% no seu guarda-roupa ideal. Sejamos sinceras, a vida não é a preto e branco. Há inúmeras nuances de cinzento. E não há nada de errado nisso. O importante é que mantenha presente que deve privilegiar a qualidade em detrimento da quantidade. Bem como, a procura das peças certas deve acrescentar valor ao seu estilo pessoal e guarda-roupa e não o contrário. 
 
 
O meu guia de marcas
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela vossa visita/comentário!