janeiro 20, 2017

Valorização Pessoal | 3 Dicas para se manter motivada durante o processo de desenvolvimento pessoal

O desenvolvimento pessoal e a aprendizagem são fundamentais para viver em pleno o seu dia-a-dia. Permitem-nos relaxar, abrir horizontes e sair da nossa zona de conforto. E são algumas as práticas que nos permitem manter motivadas durante este processo de aprendizagem:
 
1. Não se obrigue a aprender algo que não a entusiasme. O aspeto mais importante para uma boa aprendizagem é escolher aprender algo que a entusiasme. Não vale, de todo, a pena dedicar qualquer esforço para aprender algo que não lhe interesse particularmente. O seu tempo e energia são limitados, logo deve certificar-se que os investe em aprendizagens  que lhe acrescentem valor e a entusiasmem.
Há muito que tenho vindo a trabalhar para me tornar uma melhor pessoa. Não pretendo ser perfeita. Somente quero mudar/melhorar algumas características que não gosto particularmente em mim. E, querendo ou não, é tudo uma questão de aprendizagem. Aprender a pensar em mim primeiro. Aprender a não me preocupar com o que os outros pensam e dizem. Aprender a valorizar realmente as pequenas coisas. Aprender a praticar a gratidão diariamente. E confesso que são mudanças que me entusiasmam de tal forma que acredito que só por isso a aprendizagem será um processo bastante recompensador.
 
2. Qualquer momento conta. Se o seu horário é muito apertado, a verdade é que nem sempre é o tempo que conta, mas a dedicação com que decide aprender algo. Logo, não deve deixar o seu horário apertado impedi-la de aprender algo. Se tem real vontade de o fazer, o tempo não será desculpa. O truque é usar cada momento que dedica à aprendizagem o melhor possível. Dedique-lhe a atenção, esforço e energia necessários para que cada aprendizagem seja bem sucedida.
Há muito que tenho vindo a esforçar-me por mudar a minha mentalidade relativamente a diversos aspetos. E, a verdade, é que tem sido um processo longo e difícil. Porque não é fácil mudar a mentalidade. Porque volta e meia existem contratempos que nos levam a ter que parar e, por vezes, dar um passo atrás para poder avançar. No entanto, se pensar racionalmente sobre isso. A verdade é que não me tenho esforçado realmente para que essa aprendizagem/mudança aconteça. A decisão de aderir ao minimalismo trouxe-me essa realização. Identifico-me bastante com as suas premissas. Como nunca me identifiquei com qualquer outra corrente de pensamento. E, se ao inicio me dedicava a colocar em prática tudo o que ia aprendendo. Com o tempo fui procrastinando e fui-me convencendo que não tinha tempo para "perder" com essa mudança. Não poderia estar mais enganada. E se quero realmente aderir a esta corrente tenho que aproveitar cada momento livre para fazer algo que me leve onde pretendo. Foi essa mudança que introduzi na minha rotina diária esta semana. O primeiro passo é reler os livros e a informação que me levaram a querer aderir a esta corrente. Em seguida só tenho que me disciplinar para diariamente fazer algo para que essa mudança realmente aconteça. Até chegar onde pretendo.
 
3. Tenha um propósito. Mesmo que a aprendizagem a que se está a dedicar no momento seja apenas por diversão é importante ter um propósito em mente. Uma finalidade para a qual está a passar por essa aprendizagem. Ter um propósito para qualquer aprendizagem deve ajudá-la a manter-se motivada ao longo do processo.
O meu propósito em mudar de mentalidade e aderir ao minimalismo é viver uma vida com mais intenção. Para tal, tenho que me aceitar realmente como sou. Livrar-me do que e quem não me acrescenta valor. É difícil. São muitas as emoções com que se tem de lidar. São muitas as decisões a tomar. E, mais uma vez, pensando racionalmente sobre isso. A verdade é que não tenho sido real, honesta e sincera comigo mesmo. Continuo a colocar os outros em primeiro lugar. E a preocupar-me com o que pensam e dizem sobre mim. Continuo a ter demasiado, apesar de já não ter assim tanta coisa. Continuo a não encontrar alegria em tudo o que me rodeia. E é precisamente nisso que preciso trabalhar. É mesmo um processo longo e duro. Exige muita força de vontade. Se bem que, se parar para pensar no propósito desta aprendizagem. Vale a pena. Vale muito a pena. E se amanhã quero ser melhor. O dia de hoje conta. É só primeiro dia...
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela vossa visita/comentário!