outubro 31, 2016

Consumo | Produtos Terminados [Outubro]


Gel de limpeza Sebo Vegetal, Yves Rrocher
Hidratante de mãos de camomila, Herbacin
Gel de banho de aveia, Farline
Bálsamo fortificante de quinina, Klorane
Protetor solar Anthelios AC, La Roche Posay
Hidratante de pés de alfazema, Yves Rocher [mais aqui]

outubro 28, 2016

Opinião | Creme exfoliante facial [Bioten]




A par de uma boa higiene da pele do rosto. Gosto de ter uma pele suave ao toque. É para isso que tenho vindo a trabalhar há um bom tempo. E o meu melhor aliado para tal é a utilização frequente de um exfoliante facial. A verdade é que, por muito bom que o produto de limpeza do rosto seja, o exfoliante remove realmente as impurezas em profundidade.  E, com tempo, permite-nos conseguir uma tez mais uniforme e uma pele mais limpa.
Ainda na onda de testar produtos naturais. Decidi testar um exfoliante natural de rosto. E confesso que não fiquei, de todo, contente com a decisão. Ou melhor, a minha pele não ficou. Mas como investi um determinado valor, seja ele baixo ou elevado, num produto. O objetivo é terminar o produto até ao fim. Custe o que custar. E este custou...e não foi pouco!
  • Tem uma textura bastante suave, perfeita para quem tem a pele sensível.
  • Por ter uma textura suave não remove as impurezas em profundidade.
  • Após a utilização, a pele não fica suave ao toque.
  • Por ser uma textura em creme, funciona melhor na função de hidratação do que na função exfoliante.
  • É um produto barato que facilmente se encontra em promoção em super e hipermercados.
  • Tem um aroma suave.
  • É um produto 100% natural.

outubro 27, 2016

As Diferenças entre uma Personal Stylist e uma Consultora de Imagem

Ainda são muitas as dúvidas que existem quando chega a hora de diferenciar uma Personal Stylist e uma Consultora de Imagem. Muitas pessoas ainda acreditam que se tratam de nomes diferentes para a mesma profissão. No entanto não é, de todo, o que acontece! Se ainda tem dúvidas sobre se deve escolher uma Personal Stylist ou uma Consultora de Imagem, este artigo é para si!
 
Personal Stylist
  • A sua área de atividade é o mundo artístico/criativo.
  • O seu cliente é apenas um personagem do mundo da moda.
  • É alguém que está sempre a par das tendências de forma a oferecer ao cliente toda a informação sobre o que está "in" no momento.
  • É alguém que, geralmente, colabora com revistas ou outras publicações e/ou com profissionais ligados ao mundo da fotografia.
  • É alguém muito procurado para a criação de um determinado visual/personagem para um determinado evento.
  • As suas principais referências são publicações de moda e arte e/ou blogues de moda.
  • A Personal Stylist vai escolher para o seu cliente o que lhe cai melhor tendo em consideração as tendências do momento.
 
Consultora de Imagem
  • A sua área de atividade é o mundo real, tendo em consideração que este abrange a comunicação verbal  e não verbal, a aparência da cliente no geral e a etiqueta pessoal nas diversas áreas da sua vida.
  • O único foco da Consultora de Imagem é a cliente e a moda é apenas uma ferramenta de trabalho.
  • A Consultora de Imagem é alguém que estuda as proporções, as cores e o que estas transmitem, o corte e as restantes características das diferentes peças de roupa.
  • Deve ter, obrigatoriamente, em consideração as características físicas e psicológicas da cliente, a sua rotina e estilo de vida, bem como os seus objetivos. Só assim conseguirá um resultado final que esteja de acordo com a sua cliente e as suas características pessoais.
  • Colabora com indivíduos e/ou empresas. Sempre que uma empresa notar que os seus colaboradores não refletem a imagem pretendida pode e deve recorrer aos serviços de uma Consultora de Imagem. Esta irá estudar o perfil da empresa e desenvolver o código de vestir mais adequado à missão e valores da empresa.
  • As suas principais referências são os livros  sobre a ciência do vestir, uma vez que, a moda não ocupa uma posição de destaque no exercício da sua profissão.
  • A Consultora de Imagem vai encontrar peças de roupa que comuniquem quem a cliente é e que estejam em harmonia com o seu estilo .

outubro 25, 2016

A B C do Estilo | O Estilo Clássico ou Tradicional

O Estilo Clássico é aquele que não muda devido às tendências. Por ser um estilo formal e conservador, o estilo clássico nunca passa de moda, é um estilo que permanece e perdura intacto no tempo. Uma mulher que adapte o estilo clássico, tem como adquirida a velha máxima "Menos é Mais". Tal acontece porque quanto mais simples é a sua imagem, mais clássica se torna. Apesar de se tratar de um estilo mais conservador, o estilo clássico não retira a feminilidade da mulher. Pelo contrário, este estilo confere glamour e sensualidade à mulher que o adapta no seu dia a dia. Por norma quem adapta este estilo, não segue tendências e prefere olhar para uma peça de roupa de forma a valorizar o seu custo/benefício.  Encontra sempre uma relação entre a peça de roupa e a sua necessidade. Opta pela qualidade em detrimento da quantidade. Adora cores neutras, tecidos estruturados em peças, muitas vezes, de alfaiataria. Quem adota o estilo clássico é, geralmente, alguém conservador, leal, fiel, responsável e de confiança. É alguém organizado e eficiente, estável e honesto.
 
As suas preferências recaem sobre:
  • Peças de alfaiataria
  • Peças de bom corte
  • Peças com poucos detalhes
No seu guarda-roupa encontram-se:
  • Blazer clássico
  • Calças de corte direito
  • Cardigan
  • Saia lápis
  • Trench coat
  • Fato de bom corte
  • Poucos acessórios de boa qualidade
  • Sapatos fechados com salto médio, simples e de cores neutras
A aparência:
  • Cabelo com um corte simples e de fácil manutenção
  • Maquilhagem natural
Cores:
  • Azul marinho, preto, cinzento, castanho
Alguns looks de inspiração...
 
 

 

 

 

 

outubro 24, 2016

outubro 15, 2016

Opinião | Máscara purificante de argila [The Body Shop]


 

 
 
Um dia decidi começar a reduzir os produtos de beleza que utilizo. E simplificar a minha rotina de cuidados com a pele. E cabelos e afins... Fiquei super orgulhosa com a decisão. E, uns dias depois, numa visita a uma The Body Shop para comprar um produto que realmente precisava. Prevariquei. Não resisti e trouxe um que não precisava. O da imagem. Um dos passos que decidi riscar da minha rotina de cuidados foi a utilização da máscara. Não sei bem explicar a razão do porquê. Talvez por ser um passo que muitas vezes me esqueço de fazer. Talvez por ainda não ter encontrado uma que realmente gosto.  Talvez por não ver grandes diferenças na minha pele com a sua utilização. A verdade é que, com a descoberta do minimalismo, uma das primeiras decisões tomadas foi reduzir o número de produtos de beleza em uso. Se bem que, depois de bem pensar sobre o tema. Descobri que não sou nada consumista como pensava ser. Mas isso é um tema para outro post.. Ora, visto que cometi o erro de comprar uma máscara que não precisava. O resultado só poderia ser um. Fazer o investimento render e gastar o produto até ao fim. E, mais uma vez, voltei a prevaricar. Não consegui terminar o produto. Apesar de o ter tentado por muito tempo...
  • A sua utilização não é das mais fáceis, visto que retirar a máscara da pele, por vezes se torna um processo bastante difícil.
  • Não diminuiu a criação de oleosidade na pele e/ou o aparecimento de borbulhas e imperfeições.
  • A sua textura dificulta um pouco a aplicação do produto.  Facilmente se aplica a mais ou a menos.
  • Apesar de não o ter terminado, é um produto que dura muito tempo.
  • A sua embalagem permite terminar real e completamente o produto.
  • O aroma é bastante fresco.

outubro 13, 2016

A B C do Estilo | Dicas de estilo para o Outono

O outono é uma das estações de transição. Do calor, muitas vezes, extremo. Passamos para o frio, muitas vezes, de rachar. Muitas vezes ao longo de um só dia. Logo, é imperativo vestir em camadas. Só assim se combate o ar fresco do início e final do dia. E o calor que ao longo do dia se faz sentir.
 
 
Uma parka é uma excelente opção para peça de transição. Visto que permite resguardar o corpo do frio e/ou da eventual chuva que possa surgir durante o dia.

 
Os lenços e os chapéus são os acessórios perfeitos para esta estação do ano. Enquanto os lenços ajudam a proteger a garganta do frio, além de acrescentarem informação ao look em geral. Os chapéus permitem resguardar o cabelo da humidade que tantas vezes, por esta altura do ano se faz sentir, além de a resguardar do frio e conferir ao look um toque fashion extra.
 

 
Uma boa forma de não sair de moda é apostar em boas peças básicas para construir o seu guarda-roupa como a camisa de ganga e as calças pretas. Funcionam perfeitamente em diferentes ambientes e ocasiões, além de permitirem inúmeras combinações.

 
Apostar em tons neutros e suaves é sempre uma mais valia. Numa altura em que o sol já não espreita com tanta frequência. Usar cores suaves e claras é uma boa forma de contrariar os dias cinzentos.

 
Combinar diferentes peças do mesmo material, em diferentes lavagens permite conferir à sua imagem uma certa irreverência, além de permitir alongar a silhueta e conferir altura. Um bom par de saltos altos também ajuda!

 
Em dias como o fim de semana, o conforto é a palavra de ordem. Sem, no entanto, descurar o cuidado com a imagem. Combinar diferentes tons neutros e apostar em calçado mais original ou irreverente é uma boa opção!

 
Usar os acessórios para fazer a ponte entre as diferentes peças de roupa de forma a que tudo coordene na perfeição é muito simples. Basta escolher 3 cores que coordenem entre si, sendo que, uma delas se destina única e exclusivamente aos acessórios. Conseguirá um look simples mas bastante atual!

 
O trench coat é a peça do outono por excelência. Coordena com qualquer peça de roupa e pode ser usado em qualquer ocasião. Se pretende fugir à rotina, aposte em cores como o vermelho, por exemplo.

 
Usar looks monocromáticos é uma boa forma de afinar e alongar a silhueta. Opte por usar peças da mesma cor, em degradé (da mais clara para a mais escura ou vice versa). Conseguirá uma imagem bastante atual e muito elegante!

 
Se é uma mulher alta e pretende disfarçar a sua altura, optar por casacos a 3/4 é uma boa estratégia. Estes vão criar a ilusão de uma perna mais curta sem perder a elegância e a feminilidade.
 

outubro 12, 2016

Nova Imagem


 
A Lima Limão evoluiu. E para comemorar os seus 3 anos e meio de atividade decidiu mudar a sua imagem. É um processo que ainda não está concluído. Pelo que é possível que nos próximos dias surjam alguns contratempos para aceder às diferentes plataformas da Lima Limão. Prometemos ser breves e regressar com muitas novidades!
 
P.S.: O que acham da nova imagem? Está aprovada?

outubro 06, 2016

A B C do Estilo | As cores desta estação


Qual é a vossa favorita?

Consumo Consciente | 10 Motivos para aderir ao Minimalismo

  1. Diminuição do consumo de roupa, calçado e produtos de beleza. É o efeito mais imediato da adesão a este estilo de vida. A redução destes bens, bem como a consequente, diminuição da sua compra permitem uma poupança enorme no orçamento mensal, no espaço que se ocupa e no tempo que se gasta nas mais simples tarefas diárias.
  2. Diminuição do desperdício alimentar. Uma das áreas onde se desperdiça um grande valor monetário é a alimentação. Nomeadamente, na compra exagerada de produtos alimentares perecíveis. São muitos os alimentos que diariamente são deitados ao lixo por ter terminado o seu prazo de validade. Depois de aderir ao minimalismo ganha-se uma nova consciência relativa ao consumo e rapidamente se aprende a consumir de uma forma mais ponderada e com o mínimo ou zero desperdício.
  3. Diminuição das despesas mensais. Um dos efeitos que rapidamente se nota. Isto porque se começa a ter uma real consciência das despesas mensais e se começa a perceber quais são as despesas que se podem manter e as que facilmente podem ser eliminadas. Seja através da mudança de tarifários, adoção de formas de consumo mais ecológicas, etc.
  4. Diminuição do consumo de energias renováveis e não renováveis. Uma das primeiras lições do minimalismo é aprender a discernir o que é essencial do que é supérfluo. E, muitas são as vezes, em que damos maior importância ao supérfluo. Com a adesão ao minimalismo apenas existe o essencial na vida do dia a dia. E o desperdício de energias deixa rapidamente de existir.
  5. Criação e utilização de um orçamento mensal. É a melhor estratégia para controlar as despesas e discernir o essencial do supérfluo. A poupança a longo prazo pode ser imensa.
  6. Diminuição da utilização do cartão de crédito. Ao ponto de deixar de o utilizar completamente. Só assim se evitam compras desnecessárias e se poupa realmente bastante o orçamento mensal.
  7. Diminuição de compras por impulso. O minimalismo permite aprender a fazer compras ponderadas e bem pensadas. Ao comprar somente o que se necessita, além de poupar o orçamento, diminui o desperdício, o tempo e o espaço que usa/ocupa.
  8. Aumento da resistência a pressões externas para o consumo. A partir do momento em que se aprende a consumir, a pressão da sociedade para consumir de forma desenfreada diminui drasticamente até deixar de existir completamente.
  9. Aumento do autoconhecimento. Um dos maiores privilégios de aderir ao minimalismo. A introspeção é frequente e permite que qualquer um se conheça ao mais ínfimo pormenor.
  10. Aumento da auto motivação. Ao ver os resultados a motivação vai automaticamente aumentando e progressivamente sendo uma constante na vida do dia a dia ao ponto de se querer continuar neste estilo de vida.
 
 
 

outubro 04, 2016

A B C do Estilo | 5 Tendências para esta estação




1. Inspiração militar
As peças, nomeadamente os casacos, são uma das maiores tendências da estação. A estrutura rígida das peças e alguma da opulência que se podia encontrar em alguns uniformes (ditada pelos apontamentos dourados) contrasta na perfeição com a sofisticação de peças mais fluidas e femininas cheias de romantismo e sensualidade. Uma outra grande tendência da estação.

 
 
2. Romantismo e sedução
Esta estação, o vestido comprido é o protagonista. A conjugação da leveza e delicadeza dos materiais com a aposta na renda, em bordados ou pequenos folhos é, simplesmente, perfeita. Por se tratar de uma estação de transição e para evitar a ideia de vulgaridade, os vestidos ganham em comprimento e volume e os detalhes como a manga comprida e/ou a existência de gola são uma mais valia.

 
 
3. Brilho metálico
O brilho, as lantejoulas e os tecidos metalizados estão em alta esta estação. As peças surgem  numa imensa variedade de cortes, formas e cores e, até mesmo, em acessórios. O brilho conquistou um lugar especial no coração da mulher moderna ao ponto de ser uma tendência que se mantem da estação passada.


 
4. Padrão animal
O padrão animal é o padrão favorito de muitas mulheres ao ponto de se encontrar em peças de roupa e acessórios, o que o está a tornar num clássico do guarda roupa feminino. No entanto, é uma tendência que, a cada estação se reinventa, e se antes apenas se encontrava em tons naturais. Este outono, a oferta expande-se a uma paleta de cores mais forte e variada.


 
5. Masculino/feminino
O corte feminino tem vindo a invadir o guarda roupa masculino, ao ponto de, hoje em dia, o fato completo já ser um clássico do guarda roupa feminino. Tal facto leva a uma separação cada vez mais ténue entre estes guarda roupas, uma vez que, cada vez mais, as peças são femininas no corte e masculinas nas cores, sendo as cores neutras uma aposta segura, visto que se adequam a diferentes estilos, ocasiões e ambientes.
 
[imagens Zara]