setembro 30, 2016

Consumo | Produtos Terminados [Setembro]


Condicionador de leite de aveia e creme de arroz Ultra Suave, Garnier
Creme exfoliante facial, Bioten
Champô anti queda e fortificante, Klorane [mais aqui]
Exfoliante corporal de argila  Nativa Spa, O Boticário [mais aqui]
Desodorizante Keops, Roc
Hidratante de lábios de manteiga de karité, Yves Rocher

setembro 28, 2016

A B C do Estilo | O Feng Shui como aliado da moda




Feng Shui é um termo de origem chinesa e cuja tradução literal é vento e água que representam o ying yang que nada mais é que uma dualidade que descreve duas peças fundamentais opostas e complementares. O Feng Shui pode ser um grande e bom aliado da moda. Nomeadamente na hora de escolher o que vai usar numa ocasião específica ou no exercício de uma determinada atividade.
Tendo em consideração o significado de Feng Shui, as cores que usamos afetam as nossas emoções e influenciam a forma como um julga e interage com o outro. Uma recomendação é que se escolha a cor, o padrão, o material e o corte das peças de roupa baseada na teoria dos Cinco Elementos do Feng Shui. Esta teoria é o nome dado pelos princípios do Feng Shui às cores que nos rodeiam. Os elementos são o Fogo, a Água, o Metal, a Terra e a Madeira. Cada um tem uma cor característica, um corte característico e determinados atributos. Sempre que se usa uma cor ou corte que representa um elemento específico, o resultado é a projeção para o outro dos atributos dessa cor ou corte.
 
O que diz cada um dos elementos?
Fogo: está relacionado com profissões na área da comunicação ou pessoas que gostam de transmitir uma imagem dramática. As cores associadas ao elemento fogo são o vermelho, o laranja e o roxo. No que respeita aos padrões, a preferência recai no padrão animal e em materiais como o cetim de corte estruturado.
 
Terra: está relacionado com profissões viradas para a comunidade ou pessoas que gostam de estabilidade. As cores associadas ao elemento terra são o castanho e o amarelo. No que respeita aos padrões, a preferência recai nos quadrados e em materiais como a flanela  ou o tweed de corte reto.
 
Metal: está relacionado com profissões viradas para a cultura ou pessoas que gostam de elegância. As cores associadas ao elemento metal são o branco, os tons pastel e os tons metálicos. No que respeita aos padrões, a preferência recai no padrão de bolas e materiais brilhantes de corte curvilíneo.
 
Água: está relacionado com profissões viradas para as artes ou pessoas que gostam de elegância e de projetar a sua força interior. As cores associadas ao elemento água são o preto e o azul marinho. No que respeita aos padrões, a preferência recai nos padrões com cornucópias ou abstratos em materiais como veludo ou chiffon de corte fluido.
 
Madeira: está relacionado com profissões viradas para a saúde ou desporto ou pessoas que gostam de sentir energia e são bastante ativas. As cores associadas ao elemento madeira são o verde e o azul. No que respeita aos padrões, a preferência recai sobre os padrões de riscas em materiais como o algodão ou o linho em corte retangular.
 
O que dizem as cores sobre mim?
Vermelho: é a cor perfeita para que a atenção alheia recaia sobre si. É uma boa cor para usar quando fizer apresentações em público ou sempre que se quiser destacar no meio da multidão.  No entanto, é uma cor a evitar se for uma pessoa nervosa ou ansiosa.
 
Rosa: é a cor do romance e da diversão. É uma boa cor para usar sempre que quiser resolver algo com alguém que seja importante para si, por ser uma cor suave e que ajuda a minimizar sentimentos como a raiva.
 
Amarelo: é a cor que potencia a estabilidade. É uma boa cor para usar sempre que tiver uma decisão importante a tomar.  No entanto, é uma cor a evitar sempre que se sentir cansada, porque ajuda a baixar os níveis de energia.
 
Verde: é a cor do desenvolvimento e do crescimento. É uma boa cor para usar sempre que estiver a aprender novas competências ou quando precisar de um boost de energia.
 
Castanho: é a cor do conforto. É uma boa cor para quem se sentir assustada ou insegura. No entanto, deve ser evitada sempre que for lidar com pessoas teimosas.
 
Preto: é a cor da força, autoridade e do poder. É uma boa cor para quem procura transmitir  liderança e/ou mistério. No entanto, é uma cor a evitar sempre que não pretender ser o centro das atenções.

setembro 26, 2016

Opinião | Hidratante de mãos de figo [Bioten]


A hidratação das mãos é algo a que dou bastante atenção. Não gosto de sentir as mãos ásperas e secas. Nem as minhas nem as dos outros. Logo, hidratante de mãos é algo que não pode faltar lá por casa. De forma alguma. São várias as aplicações diárias, sendo que a que tem o maior foco é a noturna antes de ir dormir. Os produtos naturais começam a ter uma presença mais assídua lá em casa e, ora correm muito bem, ora correm menos bem...
Este foi o último a terminar e não entrou diretamente para o top de preferências:
  • Tem uma textura fluida e de fácil absorção.
  • Tem um aroma suave.
  • Não hidrata a pele em profundidade, a não ser que se reaplique várias vezes numa quantidade bem generosa.
  • É um produto barato e muito fácil de encontrar em super e hipermercados em promoção.
  • É um produto 100% natural.
  • Dura imenso tempo.

setembro 23, 2016

A B C do Estilo | Como acrescentar cor e padrão ao Armário Cápsula

 
 
 
 
  1. Encontre as suas cores. Criar um armário cápsula pressupõe a opção de usar peças de cores neutras que coordenam entre si. No entanto, o armário cápsula não é estanque. E a possibilidade de acrescentar alguma cor é sempre bem-vinda. Nomeadamente se estivermos perante alguém que receie que o seu armário se torne aborrecido e banal. O processo é simples. Basta fazer uma pesquisa e descobrir quais são as cores que gosta e com as quais se sente confortável. É importante cumprir este passo antes de comprar uma peça numa cor qualquer e, posteriormente, se arrepender.
  2. Use os produtos de beleza a seu favor. Usar a maquilhagem e o verniz para acrescentar cor a qualquer look é um truque óbvio. Mas que faz todo o sentido. Além de a maquilhagem lhe conferir um ar mais saudável, o verniz em cor contraste (por exemplo) ajuda a criar uma imagem com mais informação.
  3. Use acessórios coloridos. Os acessórios não fazem parte da contagem para o armário cápsula. O que não significa que vai sair disparada a comprar todo e qualquer acessório. O truque é simples. Opte por comprar lenços, malas e/ou calçado em cor contrastante do restante armário mas que combine com ele e que lhe acrescente valor.
  4. Use básicos coloridos. Outra peça que pode não fazer parte da contagem para o armário cápsula são os tops/t-tshirts básicos. Caso seja como eu e os use o ano inteiro. Assim sendo, pode optar por comprar os seus básicos em outras cores que não o preto, o branco ou o cinzento. Além de criar uma maior oferta de looks disponíveis, estará a criar um armário cápsula com mais informação e menos óbvio.
  5. Use peças coloridas. Ao criar o seu armário cápsula pode optar por substituir determinadas peças por outras de uma cor que normalmente não usaria. Ou se quiser arriscar mais ainda, optar por peças com um padrão que normalmente não usaria. A melhor opção recai sobre padrões de cores neutras como é o caso do padrão animal.

setembro 21, 2016

A B C do Estilo | Como ter uma boa imagem para uma entrevista de emprego

A imagem pessoal é uma forma de comunicação muito poderosa pelo que é importante que esta comunique da forma mais correta possível. A forma como um candidato se apresenta ao recrutador é fundamental. Ao ponto de, muitas vezes, ser o fator diferenciador que pode ou não determinar se este é selecionado para ocupar o cargo a que se candidata. Mesmo sendo um bom profissional, com uma vasta experiência e perfeitamente apto para o cargo a que se candidata. Se a sua imagem não for um reflexo da sua competência, profissionalismo e confiança, o resultado pode não ser o esperado.
Para não correr o risco de cometer nenhum erro de estilo na sua próxima entrevista de emprego, basta:
  1. Pesquisar sobre a empresa a que se candidata. Decida o coordenado que vai usar na entrevista em função do dress code da empresa. Além de ter presente o perfil do cargo ao qual se candidata.
  2. Sentir-se confortável com a escolha do coordenado. É um passo fundamental para transmitir uma boa imagem pessoal. Isto porque a confiança que sente com a roupa que está a usar transparece para o recrutador. Logo, é importante sentir-se bem, confiante e ter liberdade de movimentos.
  3. Conhecer as cores mais indicadas para usar.  Os tons escuros e neutros são as melhores opções visto que se tratam de uma escolha segura, uma vez que são associadas a pessoas que gostam de trabalhar e trabalham bem em equipa. Além de transmitirem uma mensagem de estabilidade, profissionalismo e credibilidade.
  4. Não desviar o foco da entrevista. Uma entrevista de emprego tem como principal objetivo avaliar as capacidades e habilidades do candidato. O fundamental é ser lembrado pelo que sabe e é capaz de fazer, pelo valor que pode acrescentar à empresa e não pela sua aparência. Logo, é fundamental evitar usar um coordenado que leve o recrutador a perder o foco em si.
  5. Atuar como vendedor da sua imagem pessoal. A entrevista de emprego é o momento certo para mostrar o seu valor. Escolher uma roupa que lhe dê segurança na hora da entrevista que seja um reflexo da sua personalidade é meio caminho para o sucesso. A sua imagem pessoal fala por si e pela forma como se relaciona com o outro e o mundo em geral. A roupa é uma ferramenta de comunicação, logo enquanto vendedor da sua imagem pessoal é importante não esquecer o conteúdo e a embalagem.
  6. Não esquecer o básico. A higiene, o asseio e o cuidado pessoais são um reflexo de alguns dos traços da sua personalidade. Se não cuidar da sua aparência e da forma como se apresenta dificilmente vai conseguir passar uma imagem de responsabilidade e credibilidade para assumir o cargo a que se candidata.
 
Regras a ter em consideração:
  • A roupa deve ter as proporções e tamanho certos para o seu tipo de corpo.
  • A roupa tem que estar obrigatoriamente limpa e bem engomada.
  • O cabelo deve estar bem limpo, cuidado e bem penteado, sem exageros.
  • As unhas devem estar bem limpas e cuidadas.
  • Se usar maquilhagem, deve optar por algo simples e natural.
 
Para uma entrevista de emprego numa empresa com dress code formal, a melhor opção é optar por um look sóbrio e mostrar a sua personalidade nos acessórios.
 
 

 
 
Para uma entrevista de emprego numa empresa com dress code semi-formal, é importante manter a sua jovialidade sem esquecer a simplicidade e, novamente, optar por mostrar a sua personalidade nos acessórios.
 
 

 
 
Para uma entrevista de emprego numa empresa com dress code informal, a melhor opção é escolher um look que transmita a sua criatividade sem descurar o profissionalismo.
 
 

 
 
A evitar:
  • Decotes muito pronunciados.
  • Bijuteria muito barulhenta.
  • Saias/vestidos muito curtos.
  • Roupa interior visível.
  • Roupa muito justa.
  • Roupa transparente.
  • Roupa rasgada.
  • Roupa demasiado desportiva ou canal.
  • Roupa demasiado gasta.
  • Óculos de sol como acessório para o cabelo. Nunca. Jamais!
 
Boa Sorte!

setembro 19, 2016

Consumo | Como consumir moda de forma mais consciente

 
 
 
Gostar de moda é compatível com o exercício do consumo consciente? Sem sombra de dúvida que sim! Se, como eu, pretende começar a consumir moda de uma forma mais consciente espreite aqui tudo o que precisa de saber:
  • Dar preferência a tecidos e materiais naturais e orgânicos como o linho e o algodão orgânico.
  • Optar por peças com uma boa durabilidade.
  • Comprar peças de roupa no tamanho certo a fim de evitar acumular roupa que não usa no seu guarda-roupa.
  • Não comprar determinada peça só porque se encontra em promoção ou porque é a última disponível.
  • Não comprar nenhuma peça sem a experimentar.
  • Optar por reutilizar peças de roupa vintage.
  • Seguir sempre as instruções de uso e lavagem da peça de roupa de forma a prolongar o seu tempo de vida útil.
  • Lavar as peças de roupa somente quando se mostrar necessário. É importante ter em consideração que peças de roupa em materiais mais resistentes não têm necessidade de ser lavadas a cada utilização.
  • Optar por secar a roupa naturalmente.
  • Guardar os sapatos em caixas ou sacos de pano vai permitir prolongar o seu tempo de vida útil.
  • Transformar peças de roupa antiga permite-lhe ganhar novas peças de roupa e poupar o seu orçamento mensal.
  • Organizar regularmente o seu guarda-roupa de forma a doar todas as peças que já não estão a uso, mas que se encontram em perfeitas condições.
  • Evitar a acumulação de roupa recorrendo à técnica One in one out. Sempre que comprar uma nova peça de roupa, livre-se de uma mais antiga.

setembro 15, 2016

Valorização Pessoal | 10 Dicas para uma vida mais feliz


  1. A felicidade começa na alimentação. Praticar uma alimentação saudável é meio caminho para um estado de espirito feliz. Somos o que comemos, bem sabemos. E se praticarmos uma alimentação à base de alimentos saudáveis e que nos dão prazer ingerir.  O resultado é sempre bastante positivo. Ao ganhar saúde com prazer. O estado de espirito só pode ser feliz. Certamente.
  2. A felicidade não deve ser perseguida. É importante ter a consciência que existe uma diferença entre felicidade e conforto. O conforto é providenciado pelo dinheiro. A felicidade é um estado de espirito. A felicidade não advém de bens materiais, mas sim de sentimentos, decisões e ações diárias.
  3. A felicidade ensina que a vida não deve ser levada demasiado a sério. O que não significa que a irresponsabilidade é o caminho. Bem pelo contrário. Simplesmente é importante ter a consciência que a vida é uma aventura. Que nos pede um espirito aventureiro e desafiador. Só assim se vivem as aventuras em pleno.
  4. A felicidade advém do poder de se saber ser vulnerável e admitir as falhas de personalidade e ter orgulho nisso. Nada nem ninguém é perfeito. Logo, a busca incessante pela perfeição é, frequentemente, infrutífera. Se não existe nada nem ninguém perfeito. Cada um de nós deve procurar ser a sua melhor versão e não ser perfeito. É importante admitir e reconhecer as falhas e imperfeições de carácter.  Até porque são elas que nos tornam imperfeitamente perfeitos.
  5. A felicidade advém do poder de decidir deixar de tentar controlar tudo e todos. A única coisa sobre a qual temos controlo é sobre a nossa pessoa. E sobre as decisões que tomamos. Tudo o resto não está sob o nosso controlo. Por mais que queiramos ou tentemos. Reconhecer esse facto é um passo importante para ser feliz. O importante é a forma como reagimos às contrariedades. E não as contrariedades em si.
  6. A felicidade advém da gratidão diária. Praticar a gratidão diariamente é meio caminho para mudar o estado de espirito de menos feliz para mais feliz. Reconhecer a gratidão pelo que se consegue alcançar diariamente e pelas pessoas que nos rodeiam é um passo fundamental para uma vida mais feliz. A mudança do foco no pensamento das coisas menos positivas para as coisas positivas é a atitude mais correta no processo de viver uma vida mais feliz.
  7. A felicidade advém da força e perseverança com que se enfrentam os diferentes obstáculos que a vida nos coloca no caminho. Ao invés de nos tornarmos peritos na arte de queixume pelos percalços da vida. Importa sermos gratos por termos a força e perseverança exigida para os conseguirmos ultrapassar. É importante reconhecer que a vida não é um mar de rosas. Tão ou mais importante é reconhecer que venha o que vier somos dotados de uma força interior capaz de ultrapassar o que quer que a vida nos coloque no caminho.
  8. A felicidade não está relacionada com a positividade. É importante aprender a lidar com cada uma das emoções ao ponto de reconhecer que nem sempre é fácil e nem sempre corre tudo bem e não existe nenhum mal nisso. É certo que devemos encarar a vida com positivismo e ver sempre o lado bom das coisas. No entanto, tão ou mais importante é reconhecer que nem sempre vai correr tudo como esperado. E não vem nenhum mal ao mundo por isso.
  9. A felicidade é um estado de espirito. O mais importante a reconhecer quando se está a querer viver uma vida mais feliz é ser e estar feliz interiormente e sentirmo-nos bem com quem somos. Quando aceitamos a pessoa que somos com todas as imperfeições e qualidades inerentes e temos orgulho do todo. Somos felizes. Acredite.
  10. A felicidade vem da interajuda e da partilha com o outro. Ajudar o outro e partilhar com o outro é fundamental para o autoconhecimento e crescimento pessoal. E com o autoconhecimento e crescimento pessoal vem a felicidade. Sentir que em determinado momento fizemos a diferença na vida de alguém. Por mais pequena que seja resulta em felicidade autêntica e imediata. Experimente e rapidamente notará a diferença.
 
 

setembro 13, 2016

Opinião | Hidratante facial de árvore do chá [Dr. Organic]




Uma pele limpa e hidratada é uma pele saudável. A minha luta para conseguir uma pele saudável não é novidade para ninguém. E a lista de produtos testados continua aumentar. E assim será até encontrar O meu hidratante facial. Lamentavelmente, este ainda não é o tal. Não que seja um mau hidratante. Apenas não é o ideal para a minha pele. Isto porque:
  • É um produto um pouco pesado e que não deixa a pele respirar.
  • A utilização frequente deste hidratante levou a um ligeiro aumento da oleosidade da pele, o que levou a uma maior propensão para o surgimento de novas borbulhas.
  • É um bom produto para usar à noite, uma vez que permite repor os níveis da hidratação da pele durante a noite.
  • Não tem o melhor dos aromas. (faz lembrar o velhinho Sonasol verde...)
  • A relação qualidade/preço não em deixou particularmente satisfeita.
  • Após a sua utilização, a pele fica bastante suave ao toque.

setembro 09, 2016

A B C do Estilo | Dicas para usar jeans no local de trabalho

  1. Escolha um modelo discreto, de corte direito e sem lavagens.
  2. Para equilibrar o grau de informalidade dos jeans, opte por conjuga-los com uma peça mais clássica.
  3. Certifique-se que é permitido o seu uso no seu local de trabalho.
  4. Opte por usar calçado fechado e mais clássico para conseguir um look mais sofisticado.
  5. Para conferir mais formalidade ao look, opte por coordenar os jeans com um blazer.
 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
Mimi Ikonn
 


 
 

 
 
 
 
 


 


setembro 07, 2016

A B C do Estilo | As Culotes: o que são e como usar

As culotes são a peça perfeita para quem gosta de usar saia mas não descura o lado prático dos calções e das calças. Isto porque as culotes são a combinação de ambas as peças. São uma peça perfeita para usar em diferentes ocasiões da vida pessoal e/ou profissional, uma vez que permitem inúmeras conjugações, sejam elas mais elegantes ou mais despojadas.
São muitas as mulheres que evitam usar esta peça, uma vez que ela facilmente corta a silhueta em altura. No entanto, se o coordenado for bem construído isso não acontece podendo, inclusive, acontecer precisamente o contrário. O truque é ter em atenção na hora de escolher o modelo e a cor das culotes, de forma a dar destaque a estas.
O efeito alongador da roupa é criado em estrita colaboração com as harmonias cromáticas que determinadas peças criam entre si. As culotes são um bom aliado para criar a ilusão de uma silhueta mais esguia e longa porque, dependendo do ângulo, ora parecem calções, ora parecem saia. Tudo depende do corte, material, comprimento, cor e da forma como assentam no corpo.
São várias as opções disponíveis no mercado...
 
Corte evasé ou corte direito
O corte evasé é perfeito para o biótipo ampulheta e triângulo invertido, uma vez que se caracterizam por um corte mais feminino. O corte direito funciona muito bem no biótipo coluna, uma vez que criam a ilusão de uma silhueta ainda mais longa.
É de ressalvar que, com a devida atenção ao caimento da peça, quaisquer culotes assentam na perfeição em qualquer biótipo.
 
Comprimento
Assim como a saia, as culotes podem assumir diferentes comprimentos: o curto, o médio e o midi. As mais fáceis de usar e coordenar são as de comprimento médio, além de conferirem maior elegância à silhueta. As de comprimento midi são as mais aconselhadas a mulheres de estatura alta, visto encurtarem bastante o corpo. No entanto, pode usar diferentes truques para coordenar as culotes midi, se este for o seu comprimento favorito. O primeiro, e mais utilizado, é coordenar as culotes com sapatos de salto alto; o segundo é optar por colocar a camisola por dentro das culotes e usar calçado bicudo e em tons nude; o terceiro é optar por um look monocromático, em que a camisola e as culotes são da mesma cor de forma a criar uma silhueta mais longa e esguia.
 
Material fluido ou estruturado
O material das culotes é tão importante como o corte destas, visto que será o material a ditar o seu grau de formalidade ou informalidade. Culotes em material fluido permitem um caimento mais justo ao corpo. Culotes em tecidos estruturados assumem um maior grau de formalidade e facilmente se confundem com corsários.
 
Como usar
 
 

 

 
 
 

 

 

 

 

 

  • Coordenar com saltos altos é sempre uma boa opção para criar uma silhueta mais longa e esguia.
  • Criar interesse ao coordenar peças de diferentes materiais e padrões é, também uma boa forma de bem usar as culotes.
  • Coordenar com tops e/ou camisolas crop é a melhor forma de criar a ilusão de uma perna infinita.
  • Coordenar com peças de diferentes tamanhos é uma boa estratégia para não existir um grande corte da silhueta.
  • Colocar a camisola ou top estrategicamente por dentro das culotes permite que se crie a ilusão de uma perna mais longa e uma silhueta mais esguia.

setembro 05, 2016

A B C do Estilo | O Guarda Roupa Francês de 5 peças

 
 

 
 
Paris é a capital da moda no mundo. No entanto, a mulher parisiense não é, de todo, uma vítima da moda. Bem pelo contrário, ela conhece bem o seu estilo e corpo, pelo que, dificilmente erra na hora de saber se determinada peça lhe assenta na perfeição. O seu estilo vai evoluindo no tempo, a par da sua personalidade, apesar de existir um conjunto de peças que perdura no tempo no seu guarda roupa. São elas: uma camisa branca de bom corte; 3 t-shirts (branca, preta e cinzenta) de boa qualidade; uma blusa de excelente corte e num material nobre; um blazer estruturado; um vestido preto; uma camisola com inspiração náutica; um par de jeans de corte direito e sem lavagem; um trench coat; malhas de boa qualidade; uma  mala de bom corte e material duradouro; sapatos rasos para o dia-a-dia e sapatos de salto alto para eventos e/ou cerimónias; acessórios simples e de boa qualidade.
O estilo francês é muito apreciado pelo mundo e são muitas as mulheres que fazem dele a epítome do estilo. Definir o estilo francês não é fácil mas não é impossível. São várias as características que o definem e o diferenciam das restantes:
  • É um estilo clássico mas moderno.
  • É um estilo, aparentemente, simples.
  • É um estilo chique sem se esforçar para tal.
  • É um estilo que privilegia poucas peças de roupa de muito boa qualidade.
Assim como, são várias as diretrizes a seguir para usar o estilo francês:
  1. Opte por comprar peças básicas e clássicas de bom corte e muito boa qualidade.
  2. Opte por não usar peças de roupa que mostrem ostensivamente a sua marca. A discrição é palavra-chave.
  3. Certifique-se que se sente confiante e confortável com a roupa que usa. Calçado incluído.
  4. Certifique-se que não exagera na quantidade dos acessórios.
  5. Certifique-se que não exagera na imagem em geral. A maquilhagem e a roupa devem estar em sintonia e primar pela simplicidade e elegância.
 
 
 
Aliado ao estilo francês surgiu o conceito de guarda roupa francês de 5 peças. Este consiste em limitar a cinco o número de peças de roupa adquiridas por estação. Ao aderir a este conceito, a mulher aprende a planear as suas compras, o que leva a uma maior economia e um consumo mais consciente. Aqui, a melhor aposta são as peças básicas. E o que são as peças básicas, afinal?
  • São peças que facilmente se usam todos os dias sem enjoar.
  • São peças que combinam com qualquer uma das peças existentes no armário.
  • São peças sem as quais não consegue viver, esteja onde estiver.
  • São os elementos de ligação entre as restantes peças do guarda roupa.
  • São feitas de materiais que vão durar muito tempo e que, mesmo bastante usadas, mantêm uma boa aparência.
Portanto, o objetivo é apenas adquirir 5 peças novas por cada estação a fim de limitar a quantidade de peças que se adquirem a cada estação. As peças adquiridas deverão acrescentar personalidade ao seu estilo e dar um up à sua imagem.
[É de salientar que só é aconselhável fazer este processo após se ter uma boa base para trabalhar. Se não possuir um número confortável de peças de roupa não terá a tarefa facilitada.]
 
 

 
 
Quem por aí já conhece este conceito? E quem já aderiu?
 

setembro 01, 2016

Opinião | Loção micelar [Avène]


 
 
Decidir mudar hábitos de consumo não é difícil. Difícil é passar da teoria à prática. E eu sou um bom mau exemplo. A curiosidade e gosto por experimentar produtos de beleza. Volta e meia leva-me a fazer asneiras. Que só as reconheço como tal após chegar a casa. A última foi esta compra. Nomeadamente por decidir comprar de uma vez duas embalagens do mesmo produto sem saber à partida se gosto dos seus resultados e se é realmente indicado para as minhas necessidades. É o que dá deixarmo-nos levar pelo monstro das promoções... Enfim, desabafos à parte vamos às considerações sobre o produto:
  • É um bom tónico para complementar  o produto de limpeza.
  • É bastante suave.
  • Tem um aroma delicado que mal se dá por ele.
  • É perfeito para quem procura um produto indicado para o cuidado da pele sensível.
  • É apenas e só um bom tónico. Enquanto produto de limpeza da pele não limpa eficazmente a pele. Pelo menos, a minha!
  • Apesar de ser um produto de farmácia não é exageradamente caro. E, quando adquirido em promoção, acaba por compensar.
  • Dura imenso tempo.
  • O sistema de abertura não é o mais prático ou indicado para este tipo de produto, pelo que, sem querer, se acaba por desperdiçar bastante.