abril 28, 2015

Consumo | Praticar exercício físico sem arruinar o orçamento é possível?




 

 
 
É pois. E eu que o diga. Desde que comecei a praticar exercício físico. Que foi ponto assente que não iria frequentar o ginásio. Não gosto sou sincera. Não me atrai minimamente. Não tenho nada contra quem frequenta. A mim simplesmente não me fascina. São algumas as vantagens de não frequentarmos um ginásio. Não pagamos mensalidade. Não somos obrigados a praticar exercício dentro de 4 paredes quando está um tempo fantástico. E, se não tivermos PT em nenhuma das opções, não temos ninguém a gritar-nos ordens ao ouvido. Detesto isso. É um facto.
Em tempos que todas as despesas contam. Pagar a mensalidade de um ginásio pode não ser possível para muitas pessoas. Ou pode simplesmente não ser opção de todo.  Mas isso não implica que não se pratique exercício físico. Podemos, isso sim, optar por usar a que seria a mensalidade do ginásio para investir num equipamento que nos permita fazer exercício físico sem arruinar o orçamento.
E quando falamos em equipamento desportivo há peças nas quais é importante investir. Se pretender começar a praticar algum desporto de forte impacto (como corrida) é importante investir num bom soutien desportivo. As suas costas e peito agradecerão a longo prazo. O mesmo acontece com os ténis. É importante que sejam específicos para a modalidade desportiva em questão. As suas articulações irão agradecer.
Quando falo em investir não digo que deve gastar uma dinheirama em apenas duas peças. Até porque antes de adquirir o equipamento é importante perceber se a decisão de praticar exercício físico é para manter. Se assim for. E se o orçamento permitir pode perfeitamente comprar o seu equipamento numa loja especializada e sem prestar tanta atenção ao valor que gasta. Apesar de, na minha opinião, não ser a melhor opção. Seja o seu orçamento limitado ou não.
Bem sei, e contra mim falo que adoro roupa, que as marcas desportivas têm cada vez mais um maior e melhor oferta. E que um equipamento giro nos motiva ainda mais a fazer exercício físico. Mas a verdade é que o mais importante é fazer exercício físico. Usar a camisola da última coleção não nos vai levar a fazer mais kms. A nossa motivação e disciplina é que vão.
As fotografias que partilho acima mostram o equipamento que, de momento, uso para correr. A t-shirt é apenas mais uma das muitas que se vão colecionando a partir do momento em que se começa a fazer provas desportivas. É a chamada t-shirt técnica. Muito leve e bastante respirável. No entanto, também me encontram tantas ou mais vezes a correr com uma simples t-shirt branca de algodão.
As calças são de uma marca à venda na Decathlon e são bastante confortáveis e maleáveis. Tenho a versão de inverno e de verão. As de inverno têm uma espécie de pelo interior que ajuda a manter as pernas quentes quando as temperaturas exteriores são mais baixas.
O top de corrida e os ténis são de marca. No entanto foram comprados na loja Outlet da marca e sempre com desconto adicional de promoções pontuais. O top foi comprado exatamente hoje de manhã. O antigo já estava a precisar de ser trocado.
O telemóvel é a minha companhia nas horas de corrida. Enquanto corro aproveito sempre para ouvir música e aproveito a aplicação gratuita Nike+ Running para fazer a contagem dos kms que faço. Uso uma braçadeira para guardar o telemóvel enquanto corro que, neste momento, precisa de ser trocada. E me esqueci de colocar na fotografia. Mas a nova, a par da antiga, será comprada numa das inúmeras lojas chinesas que se encontram pelo país fora. É apenas usada para correr logo não é necessário investir muito nela. Há quem prefira investir num dos muitos modelos de relógios de corrida que agora existem no mercado para monitorizar as corridas. Eu gosto bastante deles mas acho o preço uma barreira que, de momento, não tenho a mínima necessidade de ultrapassar. Verdade seja dita, a aplicação do telemóvel faz o mesmo e de forma gratuita. E nada bate isso.
O boné e as meias também são de marca. E também foram comprados nas lojas Outlet das marcas. Por vezes bastam as peças serem de coleções passadas para os preços serem realmente mais em conta que nas restantes lojas. E uma vez que o boné apenas serve para proteger do sol durante a corrida e as meias são específicas para correr não é, de todo, relevante que sejam o último grito da estação.
Nos dias mais frescos uso a camisola que mostro para me manter quente durante a corrida e não passar frio depois de a terminar. Têm o mesmo pelo que as calças que permite que não se sintam grandes oscilações de temperatura. Há à venda na Decathlon e são muito confortáveis e leves.
 
Mas vamos à Matemática:
T-shirt Meia Maratona: 17€. O valor da inscrição na corrida na primeira fase de inscrições. Se se tratar de uma simples t-shirt de algodão o valor desce para os 3€.
Calças de corrida: 12,95€
Ténis de corrida: 38€
Top de corrida: 14€
Boné: 12€
Meias de corrida: 11€
Camisola de corrida: 10€
Braçadeira de corrida: 3€
Total: 103.95€ (usando sempre t-shirts de algodão) ou 117.95€ ( usando t-shirts no valor da que aparece na imagem)
 
Bem sei que ainda se trata de um bom investimento quando se compra tudo junto. Mas a verdade é que depois deste já não há necessidade de investir em mais nada. Principalmente se for praticar exercício físico ao ar livre. Apenas terá de se preocupar em voltar a investir quando alguma das peças apresentar sinais visíveis de desgaste. Então, ainda está à procura de desculpas para começar a fazer exercício físico? ;)

abril 22, 2015

Valorização Pessoal | Dicas para uma boa autoestima


1.Arranje-se. Esta pode parecer evidente mas é impressionante a diferença que um corte de cabelo, a depilação ou o simples gesto de pôr um creme hidratante ou umas gotas de perfume podem fazer à sua autoestima.

2.Vista-se bem. Um bom complemento da primeira dica. Se se vestir bem vai sentir-se bem consigo própria. Vai sentir-se pronta para enfrentar o mundo. Vestir-se bem não implica usar roupas caras, devem, isso sim, ser peças favorecedoras do seu biótipo.

3.Pense positivo. Pode mudar o seu pensamento e ao fazê-lo pode fazer com que grandes mudanças aconteçam. Comece por substituir pensamentos negativos por positivos.

4.Aja positivamente. Mais do que ter apenas pensamentos positivos, tem que agir em conformidade. Ação é a chave para o desenvolvimento da autoconfiança. Você é o que faz, por isso, se mudar o que faz, vai mudar quem é.

5. Sorria. Outro conselho banal, mas que também funciona. Um gesto que pode provocar uma reação em cadeia. Não é um mau investimento do seu tempo e energia.
6. Seja ativa. Fazer alguma coisa é sempre melhor do que não fazer nada. É claro que pode fazer alguma coisa errada, mas os erros fazem parte da vida. Sem errar, nunca vai evoluir. Não se preocupe com isso. Levante-se e faça alguma coisa.
7. Concentre-se nas soluções. Se se está sempre a queixar, ou concentrada nos problemas, mude o seu foco. Centrar-se nas soluções ao invés dos problemas é uma das melhores coisas que pode fazer pela sua confiança.
8. Altere um pequeno hábito. Uma coisa pequena que sabe que pode fazer. Faça-o durante um mês. Quando o tiver conseguido vai sentir-se fantástica.
9. Defina um pequeno objetivo e alcance-o. Defina uma meta que sabe que vai conseguir e alcance-a. Quanto mais coisas conseguir atingir, melhor se torna a fazê-lo e melhor se sente.
10. Tenha uma boa postura. Pessoas com uma postura direita demonstram mais autoridade e confiança e são mais atraentes.

abril 21, 2015

Economia doméstica | Dicas para maximizar uma ida aos saldos*

 
  1. Fazer uma organização do roupeiro para identificar as peças em falta.
  2. Fazer uma lista de compras.
  3. Ao entrar na loja dar uma volta completa à loja e pegar em todas as peças que se gosta e se encontram na lista de compras.
  4. Experimentar todas as peças.
  5. Comprar peças que permitam criar, no mínimo, 3 coordenados com as peças que já tem no roupeiro.
  6. Optar sempre por peças intemporais em cores neutras.
  7. Aproveitar sempre para comprar peças básicas de melhor qualidade.
  8. Usar os cartões de cliente que a maior parte das lojas já disponibiliza.
  9. Visitar Oultets para procurar uma ou outra peça que valha realmente a pena.
  10. Comprar apenas o que a favorece, o que o orçamento permite e o que sabe que vai realmente usar.
Se tem dúvidas nas peças ou cores que a favorecem, em saber qual o seu estilo, como manter o guarda-roupa organizado ou se gostaria de ter um acompanhamento personalizado numa ida à compras. Não se esqueça que até 30 de Abril todos os serviços da Lima Limão usufruem de um desconto de 25% sobre o preço de tabela.

*Porque a época de saldos é quando uma loja assim o determinar.

abril 15, 2015

ABC do Estilo | Como criar o seu próprio estilo?

  • Faça uma criteriosa avaliação do seu guarda-roupa.
Analise todas as peças de roupa que possui e guarde apenas aquelas que lhe assentam na perfeição, que valorizam as suas formas e que se identificam consigo e com o seu estilo de vida. Tudo o que não servir, não gostar e não usar há mais de um ano deve doar a uma instituição ou deitar fora se já não se encontrar em condições de ser usado. (mais sobre aqui)
 
  • Organize o seu guarda-roupa.
Manter o roupeiro limpo e organizado é imprescindível. Evita o stress matinal, facilita a escolha e criação de coordenados e permite saber exatamente as peças que tem. (mais sobre aqui)
 
  • Procure inspiração.
Uma boa forma de desenvolver o seu próprio estilo é observar o que outras pessoas usam e quais são as tendências da estação e tomar nota do que lhe agrada. Folhear revistas de moda ou visitar blogues de moda são uma preciosa ajuda para descobrir como pode coordenar cores e padrões. Pode usar esses exemplos como base para os seus coordenados.
 
  • Conheça a sua paleta cromática.
Saber quais as cores que mais a favorecem é um passo importante para a construção de um bom guarda-roupa. Conhecer a sua paleta cromática permite-lhe uniformizar o seu tom de pele, atenuar eventuais marcas e manchas e conferir-lhe um ar mais saudável com a ajuda de uma peça de roupa. (mais sobre aqui)
 
  • Vá às compras.
Quando descobrir o estilo com o qual se identifica, a paleta cromática que melhor a favorece e as peças que lhe permitem tirar o melhor partido de si é chegada a hora de fazer compras. Não tem (nem deve!) de comprar tudo de uma só vez. Em vez disso, opte por intercalar as compras por meses ou estações até ter tudo o que necessita. Aqui a ajuda de um profissional de Consultoria de Imagem é fundamental. Ele facultar-lhe-á um parecer isento e um acompanhamento personalizado no processo de compra. (mais sobre aqui)
 
  • Encontre um bom alfaiate ou costureira.
As coleções de roupa são criadas para atender às massas, logo, algumas peças podem não assentar na perfeição. Se encontrar alguma peça que gostou, e esta não assentar na perfeição, leve-a a um alfaiate ou costureira para fazer as devidas alterações. A maior parte dos tecidos pode sofrer ajustes a preços bem simpáticos. O investimento valerá a pena pelo impulso de confiança que sentirá de cada vez que usar a peça e esta lhe assentar na perfeição.
 
  • Acessorize.
Modernize o seu coordenado ao acrescentar acessórios com algum grau de interesse. Use e abuse de cintos, lenços, bijuteria, acessórios para o cabelo e chapéus. Pode, ainda, personalizar a sua roupa e tornar cada peça numa peça única.
 
  • Misture e coordene.
Coordene as mesmas peças de diferentes formas e poderá tirar um melhor partido do seu guarda-roupa ao torna-lo ainda mais versátil.
 
  • Mude o corte de cabelo.
É certo que o corte e a cor de cabelo não fazem parte do guarda-roupa mas podem fazer maravilhas por ele. Procure inspiração para um novo penteado ou, até mesmo, um novo corte ou cor. Será a cereja no topo do bolo para uma imagem e estilo fiéis a si própria.
 
  • Peça ajuda.
Se tiver com dificuldades para encontrar inspiração, ou se estiver preocupado em ter mau gosto nas suas escolhas, peça uma opinião externa. Recorra à ajuda de um profissional de Consultoria de Imagem para o ajudar a criar o seu próprio estilo e ter uma boa imagem. Não tenha receio. Pode ser difícil pedir ajuda mas o importante é que se sinta bem na sua pele e a ajuda de um profissional traz sempre mais-valias.
 
Nota: Não esqueça que até 30 de Abril todos os serviços da Lima Limão usufruem de um desconto de 25% sobre o preço de tabela.

abril 07, 2015

ABC do Estilo | Guia Prático para uma ida ao shopping*

Faça uma lista de compras | Antes de sair aponte num papel todas as peças que lhe fazem falta tendo em consideração as peças que já possui.
 
Vista roupa confortável | Use roupa interior da cor da pele e que não marque. Opte por peças fáceis de despir e vestir para não perder muito tempo no provador.
 
Conforto é a palavra de ordem | O calçado também deve ser confortável. Não se esqueça que há dias em que se "perde" uma manhã ou tarde inteira no centro comercial. Se for comprar alguma peça de roupa para usar com salto alto leve um par na mala. Ou pode sempre experimentar com um par de sapatos dos disponíveis na loja.
 
Alguma cor nunca fez mal a ninguém | Use uma maquilhagem leve e natural. Lembre-se que as luzes dos provadores podem ser demoníacas. Leve, ainda, consigo um pente para dar um jeito ao cabelo antes de sair do provador.
 
Informação nunca é demais | Se tem pouco tempo ou paciência para estar num centro comercial, antes de sair faça uma breve pesquisa pelos sites de marcas de roupa para ficar a par das peças disponíveis e preços praticados. Se é fã das compras online, não compre nada sem antes se certificar do seu tamanho em determinada loja.
 
Experimente tudo | Não caia no erro de comprar seja o que for sem experimentar antes de sair da loja. As peças por vezes enganam. Seja pelo tamanho, tecido, conforto ou maleabilidade da peça.
 
Esqueça os tamanhos | Cada marca tem a sua própria atribuição, o que não significa que uma peça é realmente maior do que outra. O importante é que a peça que lhe assente na perfeição. Sempre que uma peça não lhe assentar bem, peça o número correto ou a ajuda de uma colaboradora da loja para qualquer alteração na peça.
 
Não deite fora os recibos da compra | Enquanto vingar o período de troca e enquanto não retirar a etiqueta das peças guarde os recibos. Assim, se mudar de opinião pode sempre deslocar-se novamente à loja e efetuar a troca.
 
Combine, coordene e misture | Procure fazer novas combinações entre as novas peças e as já existentes. Faça do seu roupeiro o seu centro comercial particular.
 
Disfrute das novas peças | Sempre que usar uma peça nova mostre-se confiante na sua escolha. Uma atitude positiva faz toda a diferença em qualquer coordenado.


* Porque nunca é demais lembrar.