março 06, 2014

Valorização Pessoal - A mudança de mentalidade *

A decisão de mudar de vida surge aqui. No querer mudar a mentalidade. No querer deixar de ser tão pessimista. No querer deixar de não acreditar em mim. No querer aprender a ver o copo sempre meio cheio. Em vez de vazio. No querer deixar de me preocupar com o que pensam de mim. Com o que dizem de mim.
O click surge quando simplesmente me canso de ser assim. Não há um momento exato. Simplesmente começo a ver pequenas alterações. Na forma como vejo o mundo. Na forma como lido comigo. E com os outros. Na forma como luto pelo que quero.
Em criança sempre soube o que queria para mim. O que ia fazer da e com a minha vida. Sempre soube. E sempre lutei por isso. Por uma ou outra circunstância. A minha vida não seguiu o rumo que tracei. Não tive nem tenho culpa. Nem eu nem ninguém. Simplesmente não aconteceu. Não se proporcionou. E 5 anos depois de terminar o meu curso superior. Nunca tive o privilégio de exercer a minha profissão. Não por falta de tentativa. Simplesmente ainda não se proporcionou. Já foram muitas as candidaturas. As entrevistas. As promessas. E as respostas. Que conseguem sempre surpreender-me. Durante algum tempo apenas tentei a sorte na minha área. E não me arrependo disso. De todo. Porque foi para isso que estudei. Foi por isso que lutei. Não aconteceu. Comecei a disparar noutras direções. Em todas as direções. E por duas vezes consegui sentir-me útil à sociedade. E gostei. Gostei sinceramente. Ao trabalhar a vida ganha um novo sentido. Um novo objetivo. Voltei a ficar desempregada.
E aí surge a Consultoria de Imagem. Por um amor já antigo. Por um gosto que cresce a cada dia. Por uma sede constante de conhecimento. Ou talvez só porque sim. É uma área que está diretamente relacionada com a minha profissão. Porque o vestir (também) é uma forma de comunicação. E como a Consultoria pode ser conciliada com outra profissão. Continuo a tentar. Todas as semanas. Continuo a enviar candidaturas. Continuo a disparar. Em todas as direções. O meu dia ainda não chegou. Mas hoje apenas o lamento. Lamento sinceramente. Porque faço o melhor que sei. Luto o melhor que posso.
Hoje não crio qualquer expetativa. Em relação a nenhuma candidatura. Da minha área ou não. Hoje compreendo realmente as minhas capacidades. E limitações. E lamento que ainda não tenham acreditado em mim. A opção é só uma. Continuar a tentar. Continuar a lutar. E aceitar que nada acontece por acaso. Tudo tem uma razão de ser. E mesmo que o copo pareça vazio. Na verdade ele está praticamente cheio. Se há saúde. Família. E amigos. Não há barreira que não se ultrapasse. Não há obstáculo que não se derrube. Mesmo quando o dia começa mal. Mesmo quando as notícias são tudo menos animadoras. Mesmo quando chega outra carta. E a resposta é a mesma de sempre. Não há nada que não se consiga.
A mudança de mentalidade é difícil. Morosa. Lenta. Mas tão recompensadora. Porque se começa a valorizar. Porque se começa a acreditar. Porque se começa a concretizar. Porque com pequenos passos se fazem grandes conquistas.
Acreditem! Lutem! Quebrem barreiras. As vossas barreiras!



*Esta já vem a acontecer há alguns anos.

2 comentários:

Obrigada pela vossa visita/comentário!