dezembro 17, 2013

Construção de um guarda roupa versátil - Como inspirar-se e criar novos looks




Inspiração. Palavra difícil. Sentimento em falta, na maior parte dos dias. Principalmente na hora de vestir. Bem cedo pela manhã. Se todos os dias acredita que já esgotou as suas opções. Se todos os dias pensa que não há outra forma de conjugação. Se todos os dias pensa que está cansada de vestir sempre o mesmo. Aqui ficam algumas dicas para dar nova vida ao seu guarda-roupa.
 
Limpe o seu armário
Sim, ter um armário organizado é o primeiro passo. E o mais importante. É imprescindível para estimular a sua criatividade.
 
Inventarie a roupa que possui
Enquanto organiza o armário, aproveite para fazer uma lista do que já possui, como forma de se inspirar. Inventarie tudo. Mas mesmo tudo! Incluindo as peças "fora de moda".
 
Leia regularmente publicações de moda (seja em que formato for)
É uma boa forma de aprender novas formas de conjugação de cores, peças e texturas.
 
Organize e (re)veja looks de inspiração
Além de procurar novas imagens que a inspirem, reveja imagens antigas. Por vezes surgem novas ideias de conjugação.
 
"Vá às compras"
A boa notícia é que não tem de gastar um tostão. Literalmente. Navegar nos seus sites de roupa favoritos. Ver montras na sua cidade ou centro comercial favorito. Pedir emprestado ou trocar peças de roupa com amigas. São formas de se inspirar para a criação de novos looks.
 
Repita um look que goste muito
Se gosta da forma como se sente com determinado look. Se a deixa confiante, porque não repeti-lo? Se preferir, pode sempre optar por mudar o calçado, mala e acessórios.
 
Escolha uma peça prática como base para o look
Escolha uma peça que se adeque na perfeição ao que tem para fazer nesse dia e construa o look a partir daí.
 
Planeie
Planeie os seus looks com alguma antecedência. Ao fim de semana guarde alguns minutos para uma breve reflexão sobre o que vai usar durante a semana. Com a agenda sempre ao lado, claro está! Assim poupará aqueles longos minutos que perde todas as manhãs enquanto decide o que vai vestir.

A B C do Estilo | Dicas para maximizar o uso de renda

  • Combine com peças de tecidos mais pesados como pele ou ganga.
  • Abuse das sobreposições.
  • Escolha uma peça em renda colorida ou combine uma neutra com cor para um look mais descontraído.
  • Combine renda com peças com padrão.
  • Invista em acessórios atuais.
  • Prefira calçado menos delicado.
  • Looks totais de renda remetem para ocasiões especiais. Se não for o caso, invista em acessórios e calçados mais modernos.
  • Cuidado com o uso de transparências no local de trabalho.
  • Prefira rendas mais leves e menos encorpadas para não criar uma sensação de maior volume.
  • Quando usar renda, evite roupas muito curtas, decotadas ou justas.
 

 

 

 
 

novembro 21, 2013

A B C do Estilo | Dicas para maximizar o uso de colares statement

  • Use os restantes acessórios com moderação, para não carregar o look.
  • Mulheres com peito pequeno podem usar e abusar destes colares, uma vez que trazem um maior volume para essa zona.
  • Mulheres grávidas também ficam muito favorecidas com este tipo de colares, uma vez que eles desviam a atenção dos quilinhos extra que se vão ganhando ao longo da gravidez.
  • Mulheres com peito volumoso devem usar colares que terminem antes da altura dos seios, para não criar um efeito de maior volume.
  • Colares statement combinam melhor com decotes simples e tenha o cuidado de combinar sempre o formato da gola com o formato do colar para um visual mais harmonioso.
  • O ideal é usar um penteado mais simples (cabelo solto ou preso) para um look mais jovial.
  • Podem ser usados com peças de padrão, mas com algum cuidado.
  • Se não quiser investir numa peça nova, pode sempre juntar os seus colares, fazendo combinações com os colares que já tem (curtos e compridos) e com certeza adorará o resultado.
 

 

 
 

novembro 12, 2013

A B C do Estilo | Dicas para maximizar o uso do colete

  • Roubado do guarda-roupa masculino, o colete é uma ótima opção para terceira peça do coordenado.
  • É perfeito para esta época em que as temperaturas começam a baixar.
  • Adiciona informação ao coordenado, deixando-o mais interessante.
  • É uma peça muito versátil e combina com qualquer outra.
  • Dependendo do material pode transformar um look para mais ou menos chique.
  • Coletes mais desportivos, como os de ganga, dão um ar mais jovem e descontraído a um look mais elegante e formal.
  • É uma boa opção para dar um toque de modernidade a um coordenado mais clássico.
  • Coletes em material mais nobre, dão um ar mais simples e desportivo a um look mais formal.
  • Combine-o com uma peça bem feminina para retirar o ar masculino da peça.
  • Use o colete aberto para criar um efeito de alongamento.
  • Se o colete for curto, por baixo use uma peça da mesma cor para diminuir o contraste de cor e dar uma ideia de continuidade.
 

 

 

novembro 07, 2013

A B C do Estilo | Dicas para maximizar o uso de sobreposições

  • Se usar sobreposições na parte superior do corpo, na parte inferior do corpo opte por peças mais justas ao corpo.
  • A camada mais próxima ao corpo deve ser o mais justa e leve possível. A partir daí pode gradualmente aumentar o peso e o volume das camadas. Não use apenas peças muito grossas. Pode usar um cinto para definir a cintura.
  • Escolha peças de comprimentos diferentes. Arregace as mangas ou dobre as mangas de pelo menos uma das peças. A visualização das várias camadas nas extremidades diminui a impressão de volume.
  • Mantenha algumas peças abertas, principalmente a superior. Dá a sensação de profundidade e mostra uma silhueta mais afinada.
  • Varie as texturas. Misture tecidos opacos com tecidos mais brilhantes. Os coordenados monocromáticos, por exemplo, ficarão mais interessantes.
  • Os coletes são ótimos para adicionar camadas sem aumentar no volume.
  • Écharpes, lenços, pacheminas e colares statement são bons recursos para dar a impressão de mais camadas.
  • Sobreponha no máximo 3 camadas de roupa para não parecer muito maior do que realmente é.
 

 

 
 

novembro 01, 2013

A B C do Estilo | Dicas para maximizar o uso da camisa de ganga

  • Super trendy nos anos 80, onde era usada num look ganga total.
  • Use numa versão leve de agasalho ou como terceira peça, bastante apropriada para esta época do ano em que as temperaturas estão em transição.
  • Para modernizar um look mais formal ou chic deixando-o com um toque mais desportivo, menos clássico e mais jovem.
  • Fica super atual  combinada com um maxi colar num coordenado diurno.
  • Usada com uma peça bem feminina e girly, dá um toque mais urbano e moderno ao look.
  • Se for comprar uma camisa de ganga, procure também modelos masculinos. Em geral , os tecidos são ótimos e o preço bem mais em conta. A única diferença é o facto do lado do abotoamento ser o contrário ao do feminino.
 

 

 

outubro 30, 2013

A B C do Estilo | Dicas para maximizar o uso de coletes de pêlo

  • Os coletes de pelo trazem informação e um toque mais "fashion" ao look.
  • Combinam com looks desportivos e com os mais formais também.
  • Podem ser usados por cima de uma malha ou por cima de um casaco.
  • Não esqueça que, se usar volume na parte superior do corpo, na parte de baixo deve optar por peças com pouco ou nenhum volume.
  • Prefira os cortes menos quadrados, levemente cintados e menos volumosos.
  • Os modelos de cor escura, ou de uma só cor dão a ilusão de menor volume.
  • Coordenados monocromáticos, ajudam a equilibrar a silhueta.
  • Os modelos mais curtos achatam a silhueta.
  • Os modelos muito compridos adicionam volume.
  • Coletes que cubram a zona da anca, ou mais compridos podem aumentar muito o volume corporal, principalmente se tiver a anca larga.
  • Evite modelos com golas muito grandes, bolsos ou lapelas. Dão uma maior sensação de volume.
  • Use o colete aberto para mostrar uma silhueta mais esguia.
 

 

 

outubro 29, 2013

A B C do Estilo | Dicas para maximizar o uso do blazer

  • Há alguns anos, o blazer era visto como uma peça para uso laboral. Hoje em dia é, cada vez menos assim.
  • Coordena com saias curtas, compridas, vestidos, calças e calções. Seja qual for o modelo.
  • Quando combinado com peças despretensiosas, o blazer enriquece o look.
  • É ótimo para deixar combinações mais descontraídas com um ar mais profissional.
  • Pode ser usado em looks diurnos ou noturnos.
  • No trabalho, para evitar o ar masculino, invista em acessórios com um toque feminino extra, como uma bonita pulseira, um colar statement e um sapato mais "fashion".
  • Lapelas muito largas dão a impressão de maior volume.
  • Em geral, o modelo que cai melhor é o ligeiramente cintado, já que afina a silhueta.
  • Nas mulheres mais baixas, os modelos mais curtos vestem melhor, já que não dão a sensação de pernas encurtadas em relação ao tronco.
  • Para as mulheres mais voluptuosas, os blazers são sempre uma boa escolha porque ajudam a delinear a silhueta.
  • Para quem tem a anca mais larga, deve optar por modelos com o comprimento semelhante ao blazer masculino, terminando logo abaixo do rabiosque. Use-o sempre aberto, para deixar visível a linha da cintura e não dar a ilusão de parecer um quadrado.
  • Se não gostar do clássico blazer preto, opte por diferentes cores e texturas.
  • Para tirar melhor partido do blazer, use-o sempre aberto. As linhas verticais que se criam dão a ilusão de um efeito alongador.

 

 

 

outubro 23, 2013

A B C do Estilo | Dicas para maximizar o uso de corsários

  • Os corsários, ou calças acima do tornozelo surgiram na década de 50/60 e foram muito usados pelas divas do cinema da altura.
  • É um tipo de calça que, quando mal coordenada, encurta a silhueta.
  • É a calça perfeita para mulheres altas, magras e com pernas finas.
  • O comprimento acima do tornozelo permite dar um maior destaque à zona mais estreita da perna.
  • O modelo certo de corsários, quando usado com o calçado mais apropriado, permite um efeito alongador da silhueta.
  • Os modelos retos e de cores escuras ajudam a disfarçar ancas largas e coxas grossas.
  • Os modelos boyfriens (mais largos na anca e coxa), favorecem as mulheres com curvas mais generosas, isto se não for um modelo muito largo.
  • Os modelos com pernas ajustadas favorecem as mulheres de estatura baixa, pois não adicionam volume.
  • Combinam bem com peças um pouco mais volumosas na parte de cima, desde que não sejam muito compridas, para não darem a impressão de pernas mais curtas.
  • Coordenados com pouco contraste de cor entre os corsários e a parte de cima permitem um maior efeito de alongamento.
  • Quando coordenados com camisas e blazers, ficam bastante apropriados para um dia no escritório.
  • Quando coordenados com blusas e cardigans conferem um look mais casual.
  • Seja qual for o tipo de corpo, a melhor opção em termos de calçado é o que deixa o peito do pé à vista, tenha ou não salto. Permite um maior efeito de alongamento. Os sapatos rasos favorecem as mulheres altas.
  • Muito contraste de cor entre os corsários e o calçado pode encurtar a silhueta.
  • Os sapatos de salto alto são uma excelente opção e conferem uma elegância imediata.
 
 
 

outubro 10, 2013

Construção de um guarda-roupa versátil - O poder do Outlet

Compras. Conceito bem apreendido pela mulher. Saldos. Palavra mágica que alimenta sorrisos. Outlet. Conceito que a muitos ainda causa alguma urticária. Palavra que faz boa parte do meu vocabulário no que toca a compras. E acredito que em franca expansão para outras tantas.
Como a vida muda. Ou melhor. Como o crescimento faz maravilhas. Em criança e adolescente não via qualquer problema em pagar (e bem) por uma peça de roupa. Sempre fui pela qualidade, nada a fazer. Com o tempo fui-me deixando disso. Comecei a preferir comprar peças caras durante a época de saldos. Até que surge um conceito maravilhoso. O meu preferido em todo o mundo da moda.
Outlet. Basicamente um espaço onde se reúnem grandes marcas a pequenos preços. Gosto bastante deste conceito, confesso. Porque se encontram boas marcas. Porque se encontram preços pequenos durante todo o ano. Porque se disponibilizam coleções bastante convidativas.
Há muitas peças que se deixam escapar, é certo. Mas se o objetivo é a criação de um guarda-roupa versátil então o Outlet pode ser um bom aliado. Um guarda-roupa versátil tem por base peças sólidas e básicas. Que ficam sempre bem. Seja qual for o tipo de corpo. O estilo. O tipo de vida. E a personalidade de qualquer um. E é nestas peças que devemos investir.
E se são peças básicas. Indispensáveis em muitos guarda-roupa. Então têm de se encontrar durante todo o ano. E aos preços mais apetecíveis. Então é chegada a hora de explorar o Outlet mais próximo. Com calma. Tempo. E paciência. Muita paciência. De preferência só. Ou na companhia de alguém que seja completamente imparcial. Adira aos cartões de clientes. Que para além de descontos, oferecem promoções exclusivas. E por vezes ofertas especiais. Muna-se de uma lista das peças que procura e não fuja ao estipulado.
Se prefere usar peças tendência, opte por gastar menos nestas. Procure um acessório ou calçado que se insira na sua tendência favorita e sem receios invista. Cada vez mais, as coleções disponibilizadas são atuais. Longe vai o tempo em que se esperava cerca de um ano até uma coleção ficar disponível num Outlet.
Há muito que as minhas compras são assim. Em Outlet. Porque encontro peças de qualidade. Porque me mantenho atual. Porque mantenho o meu estilo. E, sobretudo. Porque poupo bastante. Numa altura em que me propus construir um guarda-roupa mais versátil e ao meu estilo, o Outlet será o meu maior aliado. Com a diferença de procurar peças fora da minha zona de conforto.


 

 

outubro 03, 2013

O meu closet - A Construção de um guarda-roupa versátil

O meu simples guarda-roupa nem sempre foi assim tão simples. Não que tivesse toneladas de roupa. Nunca tive. Já tive, isso sim, um roupeiro cheio de peças que apenas sabia coordenar de uma forma. Porque não sabia comprar peças versáteis. Ou como usar a mesma peça de diferentes formas. Chegava ao ponto de me convencer que tinha de comprar mais e mais peças de roupa para o diversificar.
A Consultoria de Imagem abriu-me novos (e bons) horizontes. Horizontes esses que quero partilhar aqui. A construção de um guarda-roupa de tal maneira versátil que me permita deixar de lado a "necessidade" de comprar roupa.
Coordenar peças não era natural em mim. Ou melhor, coordená-las de uma forma versátil. E que me permitisse explorar todas as potencialidades do meu guarda-roupa. Os coordenados eram todos muito semelhantes. E era sempre mais do mesmo. Facto de fácil comprovação se espreitarem as sugestões que por aqui vão aparecendo. Ainda sou reticente ao uso de determinadas peças. Cores. E padrões. Mas nada como tomar a decisão de mudar.
O primeiro passo consiste numa simples palavra. Reinventar. Antes de mais, vamos ao significado. Reinventar peças de roupa é a forma de coordenar as suas roupas de forma a usar as mesmas peças e criar uma grande variedade de coordenados. Inclua a realização de alguns ajustes ou não. Para me "reinventar" os passos que segui foram:
  • Ter a capacidade de (re)imaginar  as peças de roupa e não me limitar pelo que são. Há peças que requerem a ajuda de um profissional qualificado como uma costureira. (em breve perceberão melhor este ponto)
  • Aprender a comprar peças versáteis. Nada como cores sólidas para tornar um guarda-roupa versátil. A verdade é que também os padrões podem ser muito versáteis quando bem utilizados e explorados. Ainda estou a combater a minha reticência em usar determinados padrões. Talvez por durante anos e anos apenas ter usado cores sólidas.
  • Acrescentar as peças certas que servirão como base na criação da coordenação de peças. E aqui entram algumas das peças que há muitos anos não uso. Ou raramente uso. As saias e os vestidos. Peças simples que só por si podem "fazer o coordenado".
(Re)imaginar peças pode ser também a alteração de peças. De um vestido fazer uma saia. De uma saia uma minissaia. De um par de calças uns calções. E por aí adiante. O importante é não ter uma visão limitada das peças. Um par de calças não se conjuga simplesmente com as cores e peças que vemos na montra ou manequim. Eu controlo a roupa. E não o contrário.
Para muitos, isto pode parecer óbvio. Mas para outros tantos não o é. Este pode sempre ser o vosso primeiro passo. Para mim foi um dos primeiros.

agosto 09, 2013

A B C do Estilo | Guia rápido para o comprimento das calças

O comprimento das calças é um tema bastante peculiar. É tudo uma questão de gosto. No entanto, não deixam de existir algumas diretrizes a ter em conta no processo de compra:
  • Diferentes comprimentos de calças exigem diferentes tipos de calçado.
  • Existem alguns desafios ao nível do comprimento das calças se tivermos em atenção o corte e o modelo das mesmas.
  • O comprimento das calças deve ser devidamente ajustado (se necessário) no momento da compra. Hoje em dia, qualquer estabelecimento disponibiliza o serviço de ajuste de bainhas.
  • O comprimento da calça, quando a usar salto alto, deve ser a meio do salto.
  • O comprimento da calça, quando a usar sapato raso, deve ser ligeiramente acima da sola do sapato.

agosto 07, 2013

A B C do Estilo | Como tornar o cinto no seu melhor amigo

Se é uma mulher voluptuosa ou odeia o facto da sua barriga não ser bem definida, em qualquer momento da sua vida hesitou em usar um cinto. Porque pensava estar a atrair a atenção para a zona que pretendia disfarçar. Se usar o cinto a seu favor, pode adicionar estrutura ao coordenado. E tirar melhor partido da sua silhueta. O cinto não serve, só, para segurar uns jeans, saia ou calções que fiquem largos. O cinto é um acessório. Cada vez mais valorizado. Aqui ficam algumas dicas para melhor o utilizar:
  • Use cintos de diferentes larguras. Perca o medo e "brinque" com a largura dos seus cintos. Existem cintos numa grande variedade de larguras.
  • Diversifique o sítio onde usa o cinto. A maior parte dos guias de estilo aconselham a usar o cinto apenas na cintura. Mas não se limite às regras. use cintos na zona da cintura. E na zona da anca.
  • Use cintos com cores contrastantes. Não se limite a usar cores neutras. Contraste. Use-o como o acessório que é e dê-lhe o devido valor.
  • Use cintos para cintar casacos de malhas. Os casacos de malha são das peças com menos estrutura. Use um cinto para criar a ilusão de uma cintura melhor definida.

julho 29, 2013

A B C do Estilo | O que precisa de saber sobre o seu soutien

 
 
1. Seja nas costas ou à frente, o fecho do soutien não deve ficar repuxado. O soutien deve ser apertado sempre no primeiro colchete. Assim, à medida que vai alargando, aperta-se nos colchetes seguintes. Os soutiens que prendem à frente, não aguentam tantas alterações de peso, como os que prendem nas costas.
 
2. Os seios devem encher a copa, sem sair para fora em cima ou dos lados. Se o tecido ficar enrugado, é porque está grande ou porque o modelo não é o ideal. Se o peito "transbordar" é porque precisa de uma copa maior ou um modelo que tape mais o peito.
 
3. As alças do soutien devem ficar direitas e esticadas, sem pendurar. Para um melhor resultado, devem ser ajustadas sempre que se usa o soutien. Se as alças estiverem sempre a cair, mesmo que sejam ajustadas, deve procurar uma aplicação que as junte no centro.
 
4. Para que o soutien assente bem, é importante que toda a zona de apoio faça um círculo perfeito em torno da caixa torácica. Para verificar se está muito largo, basta ver se sobe nas costas. Se for possível puxar o soutien para trás  quando está fechado e se criar uma distância grande, também não é o tamanho certo para si.
 
5. O tecido da parte da frente do soutien deve ficar encostado ao centro do peito.
 
6. O aro do soutien tem que assentar sempre por baixo do peito. Nunca por cima a entalar o peito. É muito importante que seja confortável logo quando se experimenta.

julho 22, 2013

Época de saldos modo: ON!

A época de saldos já começou e é ver os centros comerciais inundados de gente que procura a melhor pechicha. São muitas as mulheres que nesta altura fazem o gostinho ao dedo e compram esta ou aquela peça que namoraram durante toda uma estação. E porque agora os preços são menos proibitivos surgem sempre boas oportunidades. Eu, não sou uma fanática por saldos, até porque não sou boa compradora de pechinchas. Consigo grandes negócios em lojas caras, isso sim. No entanto, não deixo de fazer uma visita a um ou outro centro comercial durante esta época. Por vezes questionam quais são as técnicas que utilizo para fazer compras nos saldos, então, lembrei-me de aqui partilhar as que uso e que comigo funcionam. São elas:
1. Fazer uma organização do meu roupeiro para me aperceber das peças que se encontram em falta.
2. Fazer uma pequena lista do que preciso comprar.
3. Ao entrar nas lojas dou uma volta completa à loja e pego em todas as peças que gosto e se encontram na lista de compras.
4. Experimento TODAS as peças a fim de ver se me favorecem.
5. Compro peças que me permitam criar, no mínimo, 3 coordenados com peças que já tenho em casa.
6. Opto SEMPRE por peças intemporais e cores neutras.
7. Aproveito SEMPRE para comprar peças básicas de melhor qualidade.
8. Não deixo de usar os meus cartões de cliente que a maior parte das lojas hoje em dia oferece.
9. Não deixo de visitar Outlets para procurar uma ou outra peça de colecção que valha realmente a pena.
10. Compro apenas o que me favorece, o que o orçamento permite e o que sei que vou realmente usar.

julho 05, 2013

A B C do Estilo | Os mandamentos do soutien

 
 
1. Usar sempre o tamanho correcto.
2. Escolher o modelo adequado.
3. Utilizá-lo conforme o tipo de roupa.
4. Não o usar mais do que dois dias seguidos.
5. Deixá-lo repousar no mínimo um dia.
6. Não lavar na máquina.
7. Lavar à mão com um detergente suave.
8. Secar à sombra após espremer.
9. Guardá-lo dobrado numa gaveta.
10. Verificar o tamanho a cada 6 meses.
 
 

junho 21, 2013

A B C do Estilo | Como escolher o seu vestido de noiva?

Na escolha do seu vestido de noiva, o mais importante a ter em consideração é a valorização dos pontos fortes do seu corpo. Para tal, torna-se imprescindível conhecer o seu tipo de corpo. E convém não esquecer que, em cada tipo de corpo, existem determinadas variações e especificações. O mais importante é criar a harmonia que o corpo ampulheta apresenta.
 
Tipo de corpo pêra (anca mais saliente)
A parte superior do vestido deve ter algum volume ou pequenos detalhes ao nível dos ombros para que se harmonizem com as ancas. Opte por realçar a cintura para criar a ilusão de uma cintura mais estreita. A saia pode cair a direito ou com um corte em A, para disfarçar coxas mais volumosas.

 
Tipo de corpo ampulheta (silhueta harmoniosa)
Pode optar por modelos que valorizem a zona do colo e as costas. Enfatize a intura estreita e capte toda a atenção para esta zona. Todos os cortes de saia favorecem este tipo de corpo desde que  não seja uma ampulheta muito volumosa. Não esqueça que sempre que acrescentar volume aos ombros deve compensar na zona da anca, a fim de manter a silhueta harmoniosa.


Tipo de corpo coluna (silhueta sem formas definidas)
Para criar uma ilusão de cintura mais definida, opte por realçar esta zona com faixas ou pequenos recortes.


Tipo de corpo cone (ombros mais salientes)
Opte por usar decotes em V para conferir maior verticalidade à sua silhueta. Se pretender criar mais curvas, marque suavemente a zona da cintura. A parte inferior do vestido deve ter algum volume para criar uma maior harmonia da silhueta.


Tipo de corpo oval (volume abdominal)
Opte por decotes em V para alongar a silhueta. Realce a cintura para criar mais formas. Na parte inferior opte por tecidos fluidos e cortes a direito para esconder as partes mais volumosas.


E faça deste, o dia mais feliz do resto da sua vida!

junho 06, 2013

A B C do Estilo | O que usar em casamentos?

Com a chegada do verão entramos na época áurea dos casamentos. Não sou uma frequentadora assídua de tais cerimónias. O que para mim é um alívio. Pois que não gosto de casamentos. Talvez por não ter o sonho de casar. Talvez por ser uma cerimónia cheia de protocolo. Mesmo que, na maioria das vezes, não seja cumprido. A verdade é que não gosto de casamentos. O que não implica que não goste de estar a par do protocolo. Pelo menos no que toca ao que usar. Aqui ficam algumas sugestões.
 
A usar:
  • Comece por saber qual é o seu biótipo. Só assim poderá minimizar os pontos fracos e maximizar os fortes.
  • Nunca fuja ao seu estilo pessoal. Só assim se sentirá confortável com o que está a usar.
  • Opte por um coordenado elegante e equilibrado. E assim captará atenção por parte dos restantes convidados.
  • Opte por uma maquilhagem e penteado simples. A elegância está na simplicidade.
  • Use sempre meias transparentes e sem brilho. Se usar sandálias saiba que existem modelos sem costura.
A evitar:
  • Nunca use branco. Assim ofuscará a noiva.
  • Evite usar preto. É uma cor triste e bastante carregada.
  • Não use óculos de sol. Transmitem uma imagem descontraída demais.
  • Se usar um vestido com decote pronunciado, coordene-o com uma écharpe ou pachemina. Pelo menos durante a cerimónia religiosa.
  • Nunca descalce os sapatos. Um gesto muito pouco elegante.

maio 14, 2013

Como rentabilizar um guarda-roupa?

Aqui ficam algumas estratégias para rentabilizar o seu guarda-roupa ao máximo:
1. Apostar em peças intemporais.
2. Deixar as cores tendência para os acessórios e uma ou outra peça de roupa.
3. Adequar as tendências ao nosso estilo, corpo e personalidade.
4. Comprar peças que permitam criar novos coordenados com as peças já existentes no guarda-roupa.
5. Apostar na qualidade em detrimento da quantidade.
6. Arrojar nos acessórios.
7. Experimentar cores, tecidos e padrões fora da nossa zona de conforto.
8. Evitar comprar roupa para uma única estação.
9. Comprar roupa que se adeque a qualquer situação e/ou estação.
10. Apostar em calçado e malas de qualidade e em cores neutras.