junho 28, 2017

Estilo | Regressar aos básicos

Sou uma pessoa básica. E não tenho qualquer problema com isso. Quem me conhece sabe bem dessa minha característica. E confesso que é algo que me orgulha bastante. A minha simplicidade é a minha maior qualidade. E a minha imagem é o melhor reflexo disso. Não sei se acontece o mesmo por aí. Mas por vezes noto que há determinadas peças que, por um determinado período de tempo, deixo de usar. Por nesse momento não me identificar com o estilo da peça. Ou por simplesmente não ter vontade de a usar. E se há peça de roupa que, volta e meia, deixo de utilizar é a camisa. Mas acabo sempre por regressar. E voltar a usar. É o que tem acontecido esta primavera/verão. Tenho voltado a usar camisas. E a única realização que me surge no pensamento. É que podia ser diferente mas não teria a mesma piada.

 

 
 
 



 
 
Camiseiro Sacoor
Jeans Salsa
Sabrinas Gioseppo
Mala Cavalinho
Óculos de sol Primark
Brincos Parfois

junho 27, 2017

Opinião | Bálsamo labial de geleia real [Dr. Organic]

 

A hidratação labial é, para mim, bastante importante. Seja porque gosto de sentir os lábios hidratados. Seja porque não gosto de sentir peles secas nos lábios. Seja porque o rosto ganha, imediatamente, outra vida. Além de um ar bastante mais cuidado. Esse desejo a par da vontade de começar a usar apenas produtos naturais no meu corpo. Tem-me levado por uma descoberta bastante curiosa. Além de um quebrar de preconceitos que há muito habitavam na minha cabeça. Nomeadamente, a ideia de que produtos naturais não funcionariam comigo. E muito menos na minha pele. O hidratante da imagem. O último que terminei. Foi uma descoberta fantástica:
  • É bastante hidratante visto ser à base de geleia real.
  • Os resultados na hidratação dos lábios são visíveis após as primeiras aplicações.
  • Dá um brilho suave aos lábios.
  • Dura imenso tempo.
  • Apesar de ser um produto natural não é muito caro.
  • 

junho 26, 2017

Opinião | Hidratante Antirougeurs [Avène]

 
 
 
Este produto foi utilizado pela minha irmã. Pelo que a opinião aqui partilhada é totalmente sua.
 
Confesso que levei algum tempo a escrever este review. Terminei o creme ainda em Maio, mas levei algum tempo a assentar ideias. Isto porque não foi aquele creme que desde o início me ajudasse a formular uma opinião. Se houve dias que achei que cumpria a sua função, houve outros que não cumpria os requisitos. Na verdade, ainda hoje, quase um mês depois de o ter acabado continuo sem uma opinião bem formada.
Eu gosta da Avène. Durante anos foi a única marca que funcionou na minha pele e foi com isso em mente que quando tive de escolher um creme para substituir o que acabara (e não gostara!), acabei por comprá-lo. Mas hoje, quase um mês depois de terminado, continuo com a sensação que não conheci o creme. Não sei se o problema é do creme ou da minha pele ( diz-me a experiência que provavelmente é mesmo da pele), mas a combinação entre os dois não me parece que resulte. Aliás, enquanto usei o creme, andei sempre com a sensação que estava a desperdiçar tempo e dinheiro. Não creio que tão cedo lhe dê uma segunda oportunidade.
Já alguém o experimentou? Que opinião têm do creme?